Conheça a franquia “Battle Angel Alita – Gunnm”

Descubra todas as obras derivadas…

O mangá Gunnm – Hiper Future Vision ou, como agora se chama no Brasil, Battle Angel Alita possui uma pequena franquia de obras que vai além da série original e de sua continuação direta. A nossa postagem de hoje de nosso Guia de Franquias irá mostrar a vocês as obras derivadas de Gunnm que existem no Japão.

Texto atualizado em 10/03/2019


Mangás


Battle Angel Alita (Gunnm)

De Yukito Kishiro. Completo em 9 volumes. O mangá Gunnm nasceu em 1990, sendo publicado nas páginas da revista Business Jump, da editora Shueisha, sendo concluído anos depois com apenas 9 volumes. À época, o mangá possuía um final fechado e essa edição era licenciada para outros países do mundo. Entre 1998 e 2000 foi lançada no Japão uma reedição do mangá em 6 volumes, com algumas mudanças em relação à edição anterior, como o final  da história, buscando dar continuidade no Last Order (mais abaixo). Essa edição ainda possui 3 capítulos gaidens.

Em 2010, Gunnm ganhou ainda uma nova edição no Japão em 7 volumes. Essa nova edição ocasionou uma rixa do autor com a Shueisha e fez com que Kishiro abandonasse a editora (saiba mais aqui). O autor foi para a Kodansha, e em 2016 foi feita mais uma edição de Gunnm, dessa vez reduzindo para 4 volumes.

No Brasil, o mangá teve um volume publicado de forma pirata pela editora Opera Gráphica. Posteriormente, o mangá foi publicado entre 2003 e 2004 pela editora JBC e teve seus 9 volumes originais divididos em 18 no total (as capas acima são dessa edição). Em 2017, a editora licenciou a obra novamente, seguindo a versão em 4 volumes. A editora ainda lançou uma versão em formato digital do mangá.

Sinopse: Daisuke Ido, um engenheiro cibernético que vive na Cidade da Sucata localizada logo abaixo da exuberante cidade flutuante de Zalem, encontra as poucas partes de Alita no lixão e decide reconstruí-la. Viva uma vez mais com um novo corpo, porém sem memória, a ciborgue começa a trilhar seu próprio caminho em busca do passado perdido e de sua verdadeira identidade. No entanto, obstáculos insuperáveis e adversários inescrupulosos surgirão à frente do Anjo de Batalha!!

Compre em: Amazon


-Battle Angel Alita – Another Stories (Gunnm Gaiden)

De Yukito Kishiro. Completo em 1 volume. Este one-shot reúne quatro histórias curtas, uma delas totalmente inédita (não publicada em revista) e com passagens coloridas, as outras três foram publicadas na segunda edição japonesa de Gunnm. Dentre os one-shots, “Sweet Night” é uma prequel de Gunnm, contando a juventude do cientista Ido e dando algumas chaves para entender seus futuros sentimentos paternos em relação a Gally. Já “Supersonic Fingers” mostra o confronto implacável entre Gally e Doigt Sonique, um assassino afável, mas muito perigoso.

“Born 50” é um encenação em movimento do Borne 50, companheiro humorístico da série, aqui em um papel inesperado. Um episódio incrível e quase silencioso onde a psicologia dos personagens toca em cheio. Por fim, “Barjack Rhapsody” narra a busca do jovem Koyomi para encontrar Den, um centauro de metal obcecado com a destruição de Zalem.

Inédito no Brasil


-Haisha (Ashman)

De Yukito Kishiro. Completo em 1 volume. Este one-shot se passa no mesmo universo do mangá Battle Angel Alita e tem como protagonista Snev, um desafortunado motorball apelidado de “Crash King”. Depois de um acidente traumático, Snev acaba por correr à beira da loucura. Sua situação ainda fica pior quando ele descobre os motivos ocultos por trás de quem ainda o mantém nas pistas.

Inédito no Brasil


Battle Angel Alita – Last Order (Gunnm Last Order)

De Yukito Kishiro. Completo em 19 volumes. Trata-se da continuação direta de Battle Angel Alita. O título começou a ser publicado na revista Ultra Jump, da Shueisha, mas após umas divergências do autor com a editora (comentamos acima), Kishiro rompeu o contrato com a Shueisha e levou todas as suas obras para a Kodansha. Last Order passou a ser publicado na revista Evening.

Na Kodansha, o mangá ganhou uma reedição em 12 volumes. As capas acima pertencem a essa reedição. No Brasil, a editora JBC começou a lançar obra em fevereiro de 2019 seguindo essa reedição.

Sinopse: Sete anos após o “fim” da saga, Yukito Kishiro finalmente decide, sem mais nem menos, retomar sua série no momento da chegada de Alita em Zalem!. Em Last Order, várias perguntas serão respondidas. Quem era Yoko? De onde ela veio? Como nossa heroína perdeu seu corpo e assimilou sua incrível técnica de luta? Quem eram seus antigos adversários, e o que eles se tornaram? Kishiro revelará seu passado marciano e seu destino…

Compre em: Amazon


-Battle Angel Alita – Mars Chronicle (Gunnm Mars Chronicle – Gunnm Kasei Senki)

De Yukito Kishiro. Ainda em andamento, com 4 volumes no momento em que esta postagem vai ao ar. Trata-se da continuação de Last Order. É o primeiro mangá que o autor está publicando por inteiro sob a égide da Kodansha.  Mars Chronicles começou a ser serializado em 2014 na revista Evening e prossegue até hoje.

Sinopse: Esta nova série nos leva a Marte para explorar o passado de Yoko, Érika e e dos pequenos órfãos vítimas da guerra em curso durante um século no Planeta Vermelho. A saga, oficialmente a última, promete finalmente revelar todos os mistérios ainda não resolvidos na obra-prima de ficção científica de Yukito Kishiro.

Inédito no Brasil


Outros


-Gunnm (novel)

De Yasuhisa Kawamura, com ilustrações de Yukito Kishiro. Trata-se de uma novelização do mangá, abordando uma parte da história de forma diferente. Há a introdução de dois ciborgues, Calico e Norinco. A obra foi publicada pela Shueisha em 1997.

Inédito no Brasil


-Battle Angel Alita – Ars Magna (Gunnm –  Ars Magna)

De Yukito Kishiro. 1 volume. Trata-se do artbook da obra. A obra possui esplendidas ilustrações de Gally (Alita), dentre elas as primeiras experimentações de Kishiro utilizando a técnica de colorização digital no Power Mac 9500. Nesse artbook você descobrirá a jornada gráfica de Yukito Kishiro após sua estréia no Gunnm Mars Chronicle.

Inédito no Brasil


-Alita: anjo de combate

De Pat Cadigan. 1 volume. Trata-se de uma novelização do filme americano da franquia, lançado em todo mundo em 2019. Assim como o filme, é um livro originalmente em inglês. A obra foi publicada no Brasil pela editora Record.

Compre em: Amazon / Americanas / Submarino


Leia nossos outros guias de franquia:

7 comentários

  1. Esse artbook é o fino da arte do kishiro e do cyberpunk de Alita. Torço para que o mangá venda muito bem e que Last Order e esse artbook possam ser publicados também.

    Curtir

  2. Gunnm, nunca esquecerei o dia em que assisti aos OVAs de 1993! Só Evangelion foi mais marcante na minha juventude… tenho as edições brasileiras completas, e adoraria que Last Order fosse licenciado no Brasil.

    Curtir

  3. Kyon,
    (Espero que você veja essa mensagem de uma postagem antiga)

    Acabei de ler o mangá alita, versão digital da JBC.
    E fiquei um pouco ‘confuso’ quanto ao final. Ailás, quanto Aos Finais, porque ele teve um desfecho (criança com bola) depois outro desfecho (árvore) depois outro desfecho (placenta) – fui vago nas descrições, mas se você leu entenderá.

    A meu ver pareceu um ‘retcon sobre um retcon’.

    Daí você disse que: “Entre 1998 e 2000 foi lançada no Japão uma reedição do mangá em 6 volumes, com algumas mudanças em relação à edição anterior, como o final da história, buscando dar continuidade no Last Order (mais abaixo)…”

    Essa versão da JBC então não possui o final original?
    Já tem a versão estendida é ?
    Como era o final ‘fechadinho’ que você disse ?

    Curtir

    1. Eu não sei como é o final original, mas o que sei é que foram cortados capítulos do volume final. Eis o que diz um site italiano:

      “Esta segunda série [Last Order] substitui o final original da primeira série (18º volume da primeira edição da Planet Manga de 1997), começando imediatamente após os eventos narrados no nº 17. Problema que não surge com a reimpressão chamada Alita Collection, esta já sem o final original”.

      Apesar de a primeira publicação brasileira também ter sido em 18 volumes como na Itália, eu não sei se a nossa primeira versão possui o final original ou se já era um final alterado, sem os capítulos finais, visto que por aqui o mangá só começou a ser publicado em 2003, quando Last Order já existia.

      Pelo que a editora Ivrea, da Argentina, disse a seus leitores, só é possível hoje em dia licenciar a nova versão do mangá, sem esses capítulos, porém, na França, a Glénat informou que colocaria na sua versão o final original também como um bônus.

      https://www.manga-news.com/index.php/actus/2016/12/26/Glenat-repond-a-vos-questions-Decembre-2016

      Eu ainda não comprei os dois volumes finais de Alita e também não li por inteiro na primeira vez que a JBC publicou, então não sei como é o final do mangá. Também não sei o que a JBC fez. Talvez ela tenha feito o mesmo que a Glénat e colocado o final original, mas se foi isso deveria ter alguma indicação na obra.

      Curtir

  4. Só uma correção e uma curiosidade quanto a Battle Angel Alita – Another Stories (Gunnm Gaiden). Não é O jovem Koyomi, e sim A jovem Koyomi. Ela é aquela bebezinha que no início do Battle Angel Alita é sequestrada pelo Makaku quando ele invade o bar do amigo do Ido, que adotou a menina.
    A curiosidade é que no Japão esse mangá teve uma edição especial que vinha com um boneco articulado da Alita. Acho que é o único dela até agora. Quem sabe se com o filme, vem mais coisa dela.

    Curtir

Os comentários estão encerrados.