A publicação de “CdZ – The Lost Canvas” em outros países ocidentais

Em breve, a editora JBC começará a republicação do mangá Os Cavaleiros do Zodíaco – The Lost Canvas A saga de Hades, de Shiori Teshirogi. A obra, que faz parte da franquia Saint Seiya, começou a ser publicada no Japão entre 2006 e 2011 na revista Shonen Champion, da Akita Shoten, sendo concluída em 25 volumes.

No Brasil, a série aportou pela primeira vez em agosto 2007 pelas mãos da editora JBC, quando tinha apenas 4 volumes publicados no Japão. Na época o lançamento pela JBC chegou a ser uma surpresa já que a série principal e outros produtos da franquia tinham sido publicadas por outra editora, a Conrad.

Essa primeira publicação brasileira terminou em fevereiro de 2012 e, apesar de ter sido lançada muito prematuramente para os padrões do nosso mercado de mangás, quase não teve pausas. Posteriormente, a empresa também publicou o The Lost Canvas Gaiden (completo em 16 volumes) e o Artbook de The Lost Canvas.

Mas e nos outros países? A publicação foi tão prematura assim? O que teve de diferente na publicação em relação ao do nosso país? A nossa postagem de curiosidades de hoje vem desvendar esse mistério. Venha conhecer conosco um pouco mais da publicação de Lost Canvas no Ocidente.

***


Argentina

Não foi só o Brasil que começou a publicar muito cedo. Na Argentina, Cavaleiros do Zodíaco – The Lost Canvas também começou a ser lançado em 2007 pelas mãos da editora Ivrea. Entretanto, a empresa fez uma escolha diferente em relação à publicação brasileira. Devido a ter poucos volumes na época, o mangá foi publicado em meio-tanko, ou seja cada volume japonês virou dois na Argentina, gerando um total de 50 volumes.

Há um detalhe, porém, interessante. O mangá realmente começou a ser publicado em 2007, mas só foi concluído em setembro de 2016. Em outras palavras, o mangá começou a sair na mesma época que no Brasil e só foi concluído quatro anos depois do que aqui. Aparentemente o mangá não vendeu bem, pois até agora nem sinal de a editora publicar o Gaiden.


Itália

Na Itália, o mangá começou a ser publicado em janeiro de 2008 e foi concluído em abril de 2012. A editora responsável pela publicação foi a Panini. O mangá custou apenas 2,20 euros. Estamos mencionando o preço por um motivo específico, assim como na Argentina o título foi lançado no país em formato meio-tanko. Essa primeira publicação teve a periodicidade mensal na maioria do tempo.

Em 2016, Lost Canvas foi relançado na Itália em uma parceria da Panini com o jornal Corriere dello Sport. Ele custou 4,99 Euros e foi lançado em periodicidade semanal. Começou em 30 de setembro de 2016 e foi concluído em 18 de março de 2017.

E o Gaiden? Também foi lançado na Itália pela Panini. A publicação começou em novembro de 2012 e, ao contrário da série original, foi publicado seguindo o número de volumes originais. Foi concluído em junho de 2017.


Espanha

Na Espanha, o mangá começou a ser publicado em abril de 2008 pela Editores de Tebeos (EDT/Glénat), sendo concluído em abril de 2013. Não temos como saber se o mangá vendeu bem ou não, mas o Gaiden permanece inédito no país até o momento.

Vale lembrar que a EDT não existe mais, por isso ela não publicou o Gaiden. Porém nenhuma outra empresa se interessou pela série.


França

Na França, o mangá foi licenciado pela editora Kurokawa e começou a ser publicado em junho de 2008, sendo concluído em outubro de 2012. Um dado curioso é que em 2015, quando a empresa comemorava dez anos de existência, fez uma edição especial do volume 1, com uma nova capa. Confiram abaixo as duas capas:

O Gaiden também foi publicado pela editora Kurokawa. Ele começou a sair em Maio de 2013 e foi concluído em agosto de 2017.


México

Por fim, falamos da terra do Chaves e do Chapolin. No México, Lost Canvas começou a ser publicado por volta de 2014 logo no início das operações da Panini Mangás no país. Foi o primeiro (ou um dos primeiros) mangá da editora por lá. A obra foi concluída em abril de 2016.

Em seguida, em 2017, a empresa começou a publicar o Lost Canvas Gaiden, ainda estando em publicação no país a poucos volumes do final.

Como detalhe último sobre a publicação mexicana, o mangá The Lost Canvas ganhou um box por parte da Panini México:


***

Na Alemanha, na Colômbia, nos Estados Unidos, na Polônia e em Portugal o título é inédito.

Leia Também:

Curta nossa página no Facebook

 Nos siga no Twitter

BBM

Anúncios

8 comentários

  1. A Akita Shoten bem que podia liberar as páginas coloridas e ser trazido pela Panini, só pra não custar a singela bagatela de R$64,90 😉

    Curtir

  2. Caramba nunca imaginei que este título fosse inédito em mercados grandes como Estados unidos e Alemanha… Parabéns Kyon , a matéria ficou ótima.

    Curtir

  3. Amei as colorações da capa do Gaiden da França e do México. Aliás bem que podiam relançar ele após finalizarem o The Lost Canvas

    Curtir

Deixe uma resposta para Leonardo de Paula Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s