Toriko e outros mangás têm alteração de preço e periodicidade

A editora Panini divulgou hoje, por meio de suas redes sociais, uma brusca alteração de preço e/ou periodicidade em alguns de seus títulos, entre eles Toriko e Ninja Slayer. Vejamos em detalhes:

Periodicidade e distribuição:

Toriko, Ninja Slayer e Triage X passaram a ser quadrimestrais (publicados a cada 4 meses). Todos eles voltam a ser publicados em abril, mas deixam de ser enviados para as bancas de revistas e passam a ser lançados apenas em livrarias e lojas especializadas. O motivo disso é bem claro para qualquer um que sabe interpretar as palavras da editora, os títulos vendiam mal e precisam ser lançados mais espaçadamente e sem os grandes custos de distribuição em bancas, para não impactar demais nas finanças da empresa.

Yo-kai Watch também passa ser quadrimestral e o próximo volume será lançado em junho. Ele continua a ser lançado nas bancas de revistas.

Preço:

Os seguintes títulos sofrem um grande aumento de preço.

  • Triage X sobe para R$ 16,90.
  • Toriko sofre reajuste de preço de R$ 13,90 para R$ 18,90.
  • Ninja Slayer sofre reajuste de preço passando de R$ 13,90 para R$ 19,90.

O aumento desses títulos claramente também se deve às más vendas deles. Confiram o comunicado da editora na íntegra:

***

Curta nossa página no Facebook

 Nos siga no Twitter

BBM

49 Comments

  • pg

    Ao menos esses mangás vao passar a ser vendidos em vários sites?porque restringir eles às livrarias mas continuar sem vender em lugares como Amazon aí não dá…

  • O mais engraçado no geral que no passado quando tinha essas mudanças de preço, a periodicidade não mudava.

    Sendo sincero, é dois tiros no pé.

    • Sim. Aumentar o preço por ter de diminuir a tiragem, para assim evitar cancelamento e se queimar com o Japão é valido. Mas achei essa de mudar a periodicidade junto bizarro. Capaz de cair ainda mais no esquecimento da galera, pelo menos pra mim aconteceria isso comigo.

  • Alex

    É… com essas editoras, você só se sente algo próximo de seguro quando compra produtos garantidos, como Naruto e One Pierce. Eu pessoalmente, não coleciono nenhum dos que sofreram reajuste, mas apesar de ser sacanagem, ainda acho melhor do que ser cancelado. Afinal, tenho todos os mangás lançados de Kekkaishi e Trinity Blood e queria completar a coleção. Sem contar que, apesar de parecer bem claro, não da pra ter certeza dos fatos que a Panini tá abusando nos preços. EU não sei como funciona o negocio de compra, publicação de títulos, determinação da quantidade de impressão, escolha de uma nova série, etc. Se alguém aqui souber explicar, ou até mesmo o portal de “transparência” deles mostrar de forma mais clara, eu agradeço

  • Que estranho…

    Achava que Toriko vendia bem… nunca comprei porque as primeiras edições são absurdamente caras na Comix (A 1 é R$ 49,00 e da 2 a 10 custa R$ 19,90 cada) e na Rika, a 1 é R$ 25,00 e a 2, R$ 15 (as outras edições estão em falta).

    • Roses

      Essa é a técnica infalível da Panini de criar novos leitores, simplesmente não ter oferta dos volumes iniciais. É genial, né?

  • Publicar mangá com qualidade ruim e barato. Depois continuar publicando com qualidade ruim, mas caro. Bela estratégia.

    Depois o sommelier de papel que é chato, ou dizer que são os leitores que sustentam o mercado, e não os colecionadores…

  • Bruno dos Anjos

    Então a Panini salvou 3 mangás do cancelamento… tornando eles ainda mais difíceis de serem comprados?!?! Sendo que o Ninja Slayer passa a sair mais caro que a LINHA MAIS CARA da editora, sendo que o Ninja aí tem o velho jornalzão como papel?
    Na moral mesmo, o correto seria se livrar dessas séries o mais rápido possível, ao invés de mandar esses prejuízos pra depois. Ou vai me dizer que a Panini (ou Mythos nesse caso) não aguentaria essas pancadas?
    Me poupe Panini… você já foi melhor que isso. Agora tá retrocedendo feio…

  • andersonel21

    Fico pensando o quão ruim esses mangás estavam vendendo, pq esse novo preço e periodicidade….

  • JMB

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Rindo até o 2030!!!! 😂😂😂😂😂😂
    Coisas que só a melhor editora de mangás do Brasil faz por vcs!!!!

  • É, tá cada vez mais difícil continuar comprando produtos da Panini. Não vou continuar uma das coleções, o preço subiu descaradamente. Claramente a editora está roubando em alguns títulos, só que muitos insistem em não enxergar o que vêem. Se os títulos geravam gastos quando iam para as bancas, basta manter o preço, ou aumentar pouco ao mandar para as grandes redes, que este “gasto” será enxugado. Aliás, acredito que o gasto deva ser de todos títulos, um valor X para todos os números distribuídos no mês, e não X para Ninja Slayer e Y para Naruto, por exemplo. Cada vez mais é difícil engolir a Panini.

    Eu realmente espero que a editora acorde em algum momento, pois os preços estão abusivos demais.

    O mais engraçado nisso tudo, é que muitos das reclamações são de pessoas que outrora defendiam a editora, dizendo que ela é empresa e não via pensar no leitor e sim nela. Verdade, incontestável. Só que agora que o prejuízo foi pra um título que tais colecionam, eles voltam atrás e comentam com ódio no post. Isso sim tá divertido de ver. 🙂

    Não concorda só não comprar, simples assim. É só controlar os vermes. Eu mesmo, não concordo e não comprarei, assim como já dropei vários títulos dela. Panini hoje na minha estante consiste de 2 assinaturas que estou continuando, e 3 outros mangás que compro porquê compensa.

    Enfim, não critico pois não entendo muito das editoras, mas gostaria que fossem mais claros como fazem parecer que são, pois até pra um leigo é facilmente entendível nas entrelinhas que a gourmetização, não só de quadrinhos mas dos preços chegou, e quem pode dar um basta nisso é o próprio consumidor consciente, e não um monte de xingamento que a editora não está nem aí.

    • SIRIUS BLACK

      Eu compro mangás pelo título em si, não pela editora. Nunca compro meus mangás por causa de editora alguma. Eu concordo com você sobre a política diferenciada de preços que a Panini está fazendo, sem dar nenhuma explicação, sob o pretexto de não cancelá-los. Porque política de transparência… Olha, nem de longe está sendo, realmente.

Comments are closed.

%d blogueiros gostam disto: