Comentando preços, anúncios e outras notícias da semana

Pipoca & Nanquim, Devir, Panini, etc…

Durante a semana que se passou tivemos títulos anunciados, preço revelado e várias outras coisinhas que viemos comentar hoje. Vem ver  :).

  • “Dragon Ball Edição Definitiva” foi lançado

A nova edição de Dragon Ball finalmente foi publicada e fotos e vídeos já começaram a pipocar pela Internet. Pelo que se pode observar por meio dessas mídias, repito tudo o que eu disse na época em que o preço do mangá foi anunciado: “Sendo em capa dura e tendo papel couchê fosco, R$ 64,90 é um valor não só justo, como barato pelo que oferece. Não vejo outra editora lançando um mangá nessas especificações por tão pouco”.

Eu sei que pode parecer sem sentido dizer “barato” para uma obra que custa R$ 64,90, mas, de verdade, eu posso até estar muito enganado, mas acho que nenhuma outra empresa conseguiria fazer um preço tão baixo quanto esse com o acabamento apresentado. Sim, para mim, se fosse qualquer outra editora, custaria bem mais.

O mangá realmente parece estar lindo, mas como eu já comentei por aqui eu não irei colecionar. O primeiro volume eu pretendo, sim, adquirir (devo até fazer resenha), mas a coleção não será feita, pois eu não tenho dinheiro para isso.

Se R$ 64,90 eu considero barato pelo acabamento que tem, isso não significa que eu ache o valor verdadeiramente baixo. Pelo contrário, ele é muito alto, impossível de encaixar no meu orçamento. Na verdade, o preço é tão alto que mesmo se custasse metade do valor eu não teria como colecionar. Pois é…

Uma coisa é ser volume único, pois dá para tirar daqui ou dali, outra bem diferente é ser uma série continua e com uma periodicidade tão curta, que torna impossível para os mais pobres colecionarem. Dragon Ball – Edição Definitiva é para um público mais seleto, do qual eu não faço parte. É aquela velha história, nem tudo o que lançam é feito pensado em nós como consumidores.

  • O preço de “Virgem Depois dos 30”

Durante a semana, o mangá Virgem Depois dos 30 teve o preço revelado. Ele sairá por míseros R$ 49,90. Trata-se de um valor bem salgado e que de cara colocou em xeque a minha obstinação em comprar a obra. Como comentei domingo passado, caso saísse por mais de R$ 39,90 eu só compraria em alguma promoção já que não haveria como eu pagar mais do que isso.

Felizmente para mim não precisarei esperar, pois é costume na editora Pipoca & Nanquim realizar pré-venda na Amazon já com um bom abatimento no preço. No momento, o mangá está com 30% de desconto, saindo a R$ 34,90 (clique aqui para comprar). Esse é um valor dentro do que o meu orçamento permite, então devo adquirir por agora mesmo.

Eu esperava que o mangá viesse por um preço mais baixo, mas pensando um pouco e vendo em comparação com outras obras alternativas, com formato e acabamento semelhante (as obras do selo Tsuru da editora Devir), R$ 49,90 está dentro do preço normal para esse tipo de mangá.

A obra mais barata do selo Tsuru, por exemplo, é O Homem que Passeia, que custava R$ 55,00 quando saiu em 2017 e agora foi reajustado para R$ 65,00 (veja no tópico abaixo). Em termos de formato e acabamento ele e Virgem Depois dos 30 são bem parecidos, volume único, miolo costurado, número de páginas igual (ambos têm +- 240), sobrecapa, etc. A diferença é o tamanho (o mangá do Pipoca & Nanquim é um pouco menor do que o da Devir) e o papel (um usa um papel importado da Noruega, outro de Portugal, ambos de qualidade). Logo, o valor cobrado está dentro da média de obras de nicho e com tiragem pequena (R$ 49,90 o mangá do PN, R$ 65,00 o manga da Devir).

O motivo de eu ter pensado que o mangá viesse por um preço mais baixo foi a própria Pipoca & Nanquim. Em 2018, a empresa lançou um mangá desconhecido, com capa dura, papel couchê, todo colorido, em um formato enorme e custou apenas R$ 59,90. Um preço extremamente barato para o acabamento, que a gente só imaginaria uma editora grande como a Panini praticando. Por conta disso, era natural pensar que Virgem Depois dos 30, também um mangá desconhecido, viesse por um preço mais em conta, mas a gente estava enganado. Acontece.

Eu vi muita gente comparando o preço com mangás mainstream, mas a comparação mais justa é com mangás alternativos publicados por editoras alternativas (no caso, os mangás do selo Tsuru), e na comparação com eles Virgem Depois dos 30 está na média. São mangás caros (caros demais em alguns casos), com tiragem bem limitada, destinados a uma parcela do público que almeja algo diferente, e que quase todo mundo concorda que o preço sugerido é condizente pelo acabamento apresentado.

Logo, se eu considero os mangás do selo Tsuru como preços justos (e eu considero realmente), não faria sentido não considerar o mangá do Pipoca & Nanquim também já que o acabamento será bem semelhante. Claro, eu preciso ter o volume em mãos para cravar e ter certeza, mas pelas especificações anunciadas, em hipótese alguma eu posso falar que o preço sugerido não vale o acabamento que será apresentado.

  • Reimpressões de “Uzumaki” e “O homem que passeia”

Mangás com preços altíssimos vendem e vendem muito bem, meus amigos. Ou pelo menos BONS mangás vendem independente do preço, porque há quem os queira e possa pagar por eles. Dito isso, os mangás Uzumaki e O homem que Passeia, da editora Devir, que estavam esgotados há vários meses, serão repostos ainda em abril.

A pré-venda já foi divulgada e ambos tiveram reajuste de preço. Uzumaki foi de R$ 94,00 para R$ 104 (clique aqui para comprar),  tornando-se o segundo mangá a atingir a casa dos três dígitos, e O Homem que Passeia foi de R$ 55,00 para R$ 65,00 (clique aqui para comprar).

O selo Tsuru foi criado com o objetivo de publicar autores clássicos e contemporâneos que são importantes para a cultura japonesa. Nele várias obras alternativas estão sendo lançadas (embora Uzumaki não seja lá tão alternativa, assim) e pelas falas de um representante da empresa em eventos, está indo muito bem.

Acho importante comentar que é bem fácil entender o motivo dessas publicações esgotarem mesmo custando tão caro: são boas obras e as tiragens são pequenas. Sendo um mangá que cativa o público, é bem mais fácil esgotar se ele teve apenas 1000 cópias impressas do que se tivesse 20 000 (números hipotéticos), mesmo se ele custar uma fortuna como são os mangás da Devir.

Note, por exemplo, que seria meio impensável que o público leitor comum pagasse R$ 21,90 para ler um mangá em que um cara fica apenas andando de lá para cá, que um monte de gente falaria que não tem história. Então você não vai fazer uma grande tiragem num acabamento mais simples esperando vender “para todo mundo”. Você faz um acabamento melhor, com tiragem reduzida, para vender para aqueles 1000 ou 2000 pessoas (números hipotéticos) que querem algo diferente. Claro que é justamente isso que faz os preços serem estratosféricos, mas quem tem gostos que não fazem parte da maioria do público tem que arcar com isso.

Obviamente que as promoções também ajudam a esgotar esses mangás mais caros. Eu mesmo só posso adquirir esses títulos por meio delas. O Homem que Passeia, por exemplo, eu comprei em uma promoção em que ele saiu por R$ 30,00 e  certamente muitos fizeram o mesmo. Uzumaki, por outro lado, eu nem consegui adquirir, pois mesmo a melhor promoção, ainda era muito caro para minhas posses, mas isso é outra história e não vem ao caso…

  • Reimpressão de volumes esgotados de “FMA”

Durante a semana, as lojas especializadas que a gente acompanha pelas redes sociais começaram a receber as reimpressões dos volumes esgotados de Fullmetal Alchemist. Dentre outros, estavam em falta os três últimos volumes, 25, 26 e 27, lançados juntos nos últimos meses de 2018, que evaporaram em pouco tempo. Com a reimpressão, fica claro para quem duvidava que realmente agora a JBC estará fazendo reimpressões mais rapidamente, caso os volumes esgotem.

Isso reforça a nossa esperança de que o mercado de mangás no Brasil siga evoluindo, nos permitindo ir acompanhando coleções de forma fácil e prática mesmo depois de elas terem sido encerradas. Por que você não pode ser assim, hein Panini?^^.

  • A Gráfica que faliu

Uma das notícias que mais impactaram o mercado editorial nesta semana foi o pedido de falência da gráfica RR Donnelley. Era a maior ou uma das maiores do país e, dentre outras coisas, rodava as provas do ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio). Muitas editoras imprimiam coisas lá, inclusive algumas de quadrinhos como a Pipoca & Nanquim e a JBC.

É difícil fazer previsões sobre o que pode acontecer, mas é lógico que o fechamento de uma gráfica desse porte pode trazer consequências para o resto do mercado editorial. As editoras que imprimiam nela terão que procurar outras gráficas e as que sobraram podem ficar abarrotadas de trabalho. Dependendo do cenário em que as gráficas existentes se encontrem, isso pode significar desde atrasos na impressão dos mangás, até aumento de preços (muita demanda nas gráficas por pouca oferta de serviço).

Mas isso é só especulação, se houver mesmo muito impacto no setor, especificamente no nicho de mangás, eventualmente ficaremos sabendo com alguma fala de alguma editora em evento ou por meio de algum comunicado em redes sociais.

  • O anúncio de “O preço da Desonra”

A editora Pipoca & Nanquim anunciou o seu segundo mangá para 2019, ele se chamará O preço da Desonra e é de Hiroshi Hirata,  um autor respeitado no Japão, mas pouco conhecido por aqui, mas que mesmo assim tem a sua pequena base de fãs que dizem que ele é incrível. Obra é mais um mangá sobre samurais.

Capa francesa

Apesar da importância do autor, O Preço da Desonra não me chamou a atenção, pois no momento eu cansei de histórias com esse tema. Não que eu não vá ler outras obras sobre samurais no futuro, mas esse realmente está descartado.

Fora que o mangá tem cerca de 380 páginas, o que significa que deve vir custando uma fortuna daquelas. Se um de 244 páginas está saindo a R$ 49,90, imagina um de quase 400? A título de comparação, os mangás da Devir com esse número de páginas estão saindo entre R$ 74,00 e R$ 90 e se o mangá da Pipoca & Nanquim vier nessa faixa, só se eu quisesse muito para pensar em adquirir. Como não é o caso, deixarei passar.

No ocidente, o mangá foi publicado apenas na França segundo o que conseguimos apurar. A capa vocês viram acima.

SinopseCom o aumento dos custos da guerra e o comportamento bélico dos combatentes no campo de batalha, um samurai derrotado não precisaria mais ser morto por seu oponente. Ele poderia salvar sua vida, em troca de uma quantia em dinheiro. Depois de assinar um contrato, o guerreiro contrai uma dívida pecuniária ao seu inimigo, que poderia, assim que ele bem entendesse, cobrar o que é devido. Mas às vezes, o samurai credor enviava em seu lugar um cobrador de dívidas. Hanshiro Kubidai é um desses cobradores, um daqueles guerreiros cuja tarefa pesada é recuperar dívidas não cumpridas … Através de suas viagens, ele terá de enfrentar as sempre diferentes situações. Às vezes herói, às vezes demônio, às vezes carrasco ou homem de coração, Hanshiro Kubidai é em qualquer caso uma personagem complexa e multifacetada, que nos convida a refletir sobre nossa sociedade, tanto quanto o nosso próprio comportamento.
  • Anúncio de “O Último Voo das Mariposas”

O terceiro mangá da editora Pipoca & Nanquim em 2019 será O Último Voo das Mariposas, de Kan Takahama. É uma obra relativamente recente e que foi indicada ao 20º Tezuka Osamu Cultural Prize, no ano de 2016, mas não ganhou.

Esse mangá me interessou bastante, pois além de ter uma sinopse para lá de instigante, vi em uma ou outra resenha nos sites franceses pessoas comparando o mangá com A Dama das Camélias, um dos grandes clássicos em se tratando de histórias de cortesãs. Como eu adoro esse livro, o mangá inevitavelmente foi para a minha lista de compras. Desde já começarei a juntar dinheiro para comprá-lo. Tem cerca de 160 páginas, então talvez a editora consiga lançá-lo por menos de R$ 49,90, mas de toda forma irei juntar o suficiente para comprá-lo mesmo no pior dos cenários.

O Último Voo das Mariposas foi publicado no ocidente nos quatro grandes mercados da Europa, Espanha, França, Itália e Alemanha, as capas vocês viram acima.

SinopseKicho, a mais bela cortesã de Nagasaki, seduz todos os homens sem exceção. No entanto, do velho comerciante bêbado ao médico estrangeiro, ela continua aceitando todos os clientes, mesmo os mais desprezíveis. Que segredo esconde por trás de sua doce melancolia? O jovem que alimenta um ódio feroz por ela detém talvez as chaves do mistério… Finalmente conheceremos a história oculta de amor e morte do passado de uma cortesã sem igual e um homem gravemente enfermo. Este é o mangá que você deve ler agora. Conta a história de uma bela prostituta em uma época que achamos que conhecemos, mas que na realidade não sabemos nada. É uma história comovente que se destaca pela qualidade de desenho e de roteiro que não procuram fazer alarde, mas mostram-se brilhantes por isso mesmo.

Essa foi nossa postagem  de opinião de hoje. Volta e meia publicamos uma postagem assim. Logo terá outras. Para ver todas as postagens de opinião que já fizemos, clique aqui.

Anúncios

14 comentários

  1. Off: Kyon, vi seu post de oq fazer sobre mangás defeituosos, mas o e-mail do sac da panini nn está funcionando,lá eles mandam entrar em contato com o centro de atendimento da loja (somente para pedidos feitos na loja) ou com o atendimento de assinatura, e agora, oq eu faço? Os mangás no caso são The Promised Neverland vol 2 e 3, as pag estão descolando, se o mangá fosse mais barato eu ate iria relevar, mas pra um mangá que custa 21,90… Fica dificil ein

    Curtir

    1. Vish…
      Se a situação está assim, eu não sei.

      Tenta entrar em contato pelo inbox da Panini Mangás ou da Panini Comics no Facebook. Talvez lhe digam uma maneira de conseguir trocar.

      Curtido por 1 pessoa

    2. Cara minha experiência com atnedimento da Panini é péssima. Mas o unico canal que consegui estabelecer um contato mínimo foi pelo planet mangá no facebook.

      Curtido por 1 pessoa

  2. Kyon, sobre o que vc falou acerca do preço de Dragon Ball, não sei o por que de tanta crítica, esses dias tava vendo o preço das edições de luxo de Fullmetal da Viz que estão a venda na Amazon, elas custam até mais caro mas estão aparentemente no mesmo nível em termos de qualidade dessa edição da panini:papel couchê, capa dura, algumas páginas coloridas, verniz na capa, etc…, então pra mim db tá até barato…

    Curtir

    1. O preço do DB especificamente ta bom mesmo, só que tem uma galera que gosta de reclamar só por reclamar mesmo.
      Mas assim, não tem como comparar com as edições americanas. Essa edição Fullmetal da Viz tem mais páginas que o DB definitivo, e ainda é importada, estar ali na casa dos 75-80 reais nem é tão caro. Ele custa meros 20 dólares lá. Se o dólar estivesse mais barato, poderia estar custando até menos que DB.

      Curtir

      1. Essa edição de DB tem um valor bom pelo que oferece, contudo em valores absolutos ainda é muita grana. E o consumidor costuma se espantar é o valor absoluto das coisas mesmo, acontece.

        Curtir

  3. Kyon, o Cassius escreveu que haverá problemas nos mangás da JBC. Pois eles rodavam coisas lá (RR Donnelley). A quantificação e gravidade disso vamos ver mais pra frente. Mas que haverá contratempos, isso é praticamente certo que vai acontecer.

    Curtir

  4. .Kyon, não tem nada a ver com o assunto, mas você acha que ainda tem pelo menos uns 5% de chance MPD Psycho sair da geladeira um dia? Tava lendo por Scan e achei sensacional.

    Curtir

    1. Nenhuma.
      Ano que vem fará dez anos sem sair no Brasil, então sem chance. Acho até que provavelmente o tempo de contrato já deve ter acabado.

      Isso não exclui um relançamento por outra editora, mas me parece difícil de qualquer forma.

      Curtir

    1. A editora havia comentado que iria para algumas bancas selecionadas. Se vai sair para todo o Brasil é uma incógnita, mas vi pessoas de São Paulo falando que compraram em banca mesmo.

      Curtir

      1. Obrigado! Vou ver se chegou na banca que compro. Como a Amazon tá dando 0% de desconto nesse, vejo se economizo no frete. Se não, paciência, compro na Amazon e pago o frete.

        Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s