NI 370. O inusitado e estranhíssimo caso de “Kimetsu no Yaiba” na França

Quando você cancela um mangá e muda ele de nome…

Você certamente já ouviu falar de Demon Slayer, pois a adaptação em animê tem sido uma das queridinhos da temporada que se encerra agora. Chamado originalmente de 鬼滅の刃 (Kimetsu no Yaiba), o mangá – cria da famosa revista Weekly Shonen Jump – já está em publicação em vários países do mundo, sendo um deles a França, onde é publicado pela filial da Panini. E foi nesse país que aconteceu um caso completamente inusitado.

Na manhã da última sexta-feira, 21 de junho de 2019, os sites franceses começaram a noticiar que o mangá Kimetsu no Yaiba seria relançado na França, com um diferencial para lá de esquisito, a obra mudaria de nome. Ele começou a sair por lá se chamando Les Rodeurs de la nuit e agora passará a adotar o nome internacional Demon Slayer, como o animê. A publicação com o primeiro nome não irá mais sair.

O mangá começou a ser publicado na França muito cedo, ainda em setembro de 2017 quando a obra recém havia ganhado o sétimo volume no Japão. De lá para cá, apenas outros dois volumes foram publicados, totalizando três, o últimos deles em janeiro de 2018. Durante todo esse tempo (um ano e cinco meses) a obra esteve na “geladeira” da editora. Pelo que a gente pesquisou parece que vendeu muito pouco, algumas pessoas dizendo que não chegou a 500 unidades, embora nenhum dos sites tenha confirmado. O fracasso do mangá, no entanto, parece ser real, pois várias respostas da editora mostram o desânimo da empresa com a recepção da obra no país, vejam um exemplo:

“Este é um shonen muito bom que não merece a recepção que teve.”

Os dois primeiros volumes serão publicados em setembro em um pack pelo preço de apenas um mangá. Em outubro sairão os volumes 3 e 4. Em novembro sai o 5 e a partir daí seguirá bimestralmente. Quem comprou a primeira versão poderá adquirir a sobrecapa com o novo título gratuitamente. Segundo os sites de notícias, a Panini francesa pretende fazer o mangá se tornar um dos grandes shonens do mercado local com uma grande divulgação.

Vale comentar que a Panini na França não é essa grande editora que a gente conhece do Brasil, da Itália ou do México. Ela é um nada nesse país. Só para se ter uma ideia, de janeiro a junho de 2019, a Panini França lançou um total de 7 volumes de mangá, somando todos os meses. Média de pouco mais de 1 volume por mês. As redes sociais da empresa estão abandonadas. O Facebook, por exemplo, não ganha atualização desde setembro de 2018, e o Twitter desde outubro.. Essa situação leva até casos curiosos de algumas pessoas comentando que é muito bom o mangá ter mudado de nome, mas que os problemas continuarão já que a editora continua a mesma, ou que confiam mais no presidente do país do que na Panini. Pois é…

Essa é a primeira vez que a gente vê um mangá mudar de nome depois de um aparente fracasso. Mas casos inusitados de alguma mudança no meio da publicação já ocorreram na França algumas vezes, com títulos como Lúcifer e o Martelo e One Piece. O primeiro teve as capas mudadas no meio da publicação (tornando-as muito mais bonitas e atraentes) e o segundo teve uma mudança de tradutor por causa de uma rixa (clique aqui e saiba mais) ocasionando em um relançamento do mangá no meio da publicação. O caso de Demon Slayer, porém, é bem único, daqueles raros de se ver. Será que agora com o sucesso do animê, a Panini França consegue emplacar o mangá por lá?


Demon Slayer é de autoria Koyoharu Gotouge e está em publicação no Japão desde 2016, possuindo 15 volumes até o momento, com o décimo sexto previsto para julho. No Brasil, o mangá permanece inédito e sem qualquer previsão. Mas esse é um daqueles mangás que todo mundo olha e sabe que não é uma questão de SE e sim de QUANDO. Por isso nada de ficar reclamando quando a Panini anunciar um mangá e não for ele, pois é questão de tempo. Mangá popular da Shonen Jump, com animê que agradou quase todo mundo, não é algo que as editoras deixarão passar. Se bem que Haikyuu!! taí e até hoje nada de aparecer por aqui, né?

Sinopse do animê na Crunchyroll: Japão, era Taisho. Tanjiro, um bondoso jovem que ganha a vida vendendo carvão, descobre que sua família foi massacrada por um demônio. E pra piorar, Nezuko, sua irmã mais nova e única sobrevivente, também foi transformada num demônio. Arrasado com esta sombria realidade, Tanjiro decide se tornar um matador de demônios para fazer sua irmã voltar a ser humana, e para matar o demônio que matou sua família. Um triste conto sobre dois irmãos, onde os destinos dos humanos e dos demônios se entrelaçam, começa agora.

6 comentários

  1. Apesar de grande aqui no Brasil, também não confio muito na Panini não. E se Kimetsu no Yaiba sair por aqui (torço muito para que isso aconteça a tempos), torço para que saia pela JBC.

    Curtir

Deixe uma resposta para Jefferson Alves Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s