Nossa primeira importação de mangás da Argentina

O relato de uma experiência…

Se você nos acompanha no Twitter você talvez já saiba, se não você saberá agora: finalmente compramos alguns mangás da Argentina. A gente já tinha comprado títulos importados antes, mas nunca havíamos conseguido adquirir produtos do país vizinho até então. O motivo? Era mais barato importar da Europa.

Em 2017, fizemos uma postagem listando algumas lojas por onde era possível comprar mangás da Argentina. As lojas em questão ou eram das próprias editoras ou estavam listadas nos sites delas, de modo que a gente podia ter certeza de que eram confiáveis. O problema é que nenhuma das opções era minimamente viável para quem compra pouco. Contando já com o frete, comprar um mangá dos mais básicos dava de R$ 90 a R$ 112 reais a depender da loja. Comprando 4 o preço ficava mais em conta, mas ainda assim a média girava em torno de R$ 50 por volume.

Somente comprando 10 volumes ou mais é que a compra ficava viável, porém precisava de coragem para gastar mais de 400 reais assim do nada e por apenas poucos produtos. Era mais em conta importar mangás da Espanha via Book Depository, que você podia comprar apenas um volume e geralmente dava entre 40 e R$ 45.

Mangás importados da Espanha

De 2017 para cá as coisas mudaram um pouco. Como todos sabem, houve um incremento da crise argentina, os preços dos mangás dispararam e a moeda local sofreu intensa desvalorização (antes 1 Peso valia R$ 0,20 agora está valendo R$ 0,07). Esse cenário fez com que os mangás hermanos ficassem um pouco mais baratos para quem deseja importar. O mangá Erased, por exemplo, saía a 150 pesos argentinos em 2017, o que na época equivalia a R$ 30,69, e agora está custando mais do que o dobro, 345 pesos argentinos. Porém, isso equivale a apenas R$ 25,30, bem mais em conta.

Esse cenário – aliado à lindíssima edição de Guerreiras Mágicas de Rayearth – me fez dar uma olhada com mais carinho àquelas lojas e ver como andava a questão do frete. Em uma das lojas o frete ficou absurdo de caro, em outra ficou do mesmo jeito e em mais uma outra eu verifiquei que – ainda que continuasse caro – era viável.

Importante dizer que o viável em questão tem a ver com o meu desejo de querer a edição argentina de Guerreiras Mágicas de Rayearth, então eu não me importei de pagar um pouco mais do que o convencional para ter ela. Olhei minhas economias e vi que dava, mas para valer a pena, eu deveria comprar mais de um. Comprei três mangás. Além de GMR #01, adquiri Card Captor Sakura Clear Card Arc #01 (do CLAMP) e Historias de un Espejo (volume único da Rumiko Takahashi). O preço dos mangás + o frete + o IOF (imposto que é cobrado, dentre outras coisas, em compras internacionais) deu cerca de R$ 130, o que corresponde a mais ou menos uns R$ 43,00 por volume, que era mais ou menos o que eu compraria se importasse da Espanha. Então era um preço na média das minhas importações anteriores.

Houve uma diferença importante nessa importação. Quando eu comprava pelo Book Depository, a compra vinha sem rastreio e demorava meses para chegar. A compra feita na Argentina veio com rastreio e chegou voando.

A loja que fiz a compra é a Tematika (https://www.tematika.com/) e eles fazem envio unicamente pela transportadora DHL e essa transportadora é de uma agilidade imensa. A Tematika fez a postagem na quinta-feira (29 de agosto) e chegou na Terça-feira (3 de setembro). Foram 3 dias úteis para sair de Buenos Aires até chegar em minha casa, em Vila Velha, no Espírito Santo. Embora esse seja o tempo estipulado pela Tematika, eu realmente não imaginei que a transportadora cumpriria o prazo tão bem.

A minha experiência de compra, no fim das contas, foi boa e pretendo juntar mais algum dinheiro para no futuro adquirir mais alguns títulos da Argentina.


Os mangás que comprei são todos da editora Ivrea (a maior da Argentina) e são aqueles comuns, em formato pocket, com miolo em offset e capa cartonada com sobrecapa. Historias de Un Espejo e Magic Knight Rayearth são do tamanho de alguns mangás da NewPOP como Napping Princess e Puella Magi Madoka Magica, já Clear Card Arc é menor ainda, menor do que Happiness, por exemplo. Gostei bastante das edições dos três.

Talvez a gente faça algum post falando desses mangás no futuro, mas desde já adiantamos que Card Captor Sakura – Clear Card Arc certamente faremos uma matéria comparando com a edição brasileira da editora JBC, então aguardem^^.


*Sempre bom comentar que é preciso ficar atento com qualquer compra internacional e do valor do Dólar que será cobrado em seu cartão. Mesmo a compra sendo em pesos argentinos, os valores acabam sendo convertidos em dólares e o preço tende a ser maior do que você supõe, pois a cotação nos cartões costuma ser um pouco maior do que aquele que é divulgado na imprensa. Não tive problemas quanto a isso, pois essa não foi minha primeira compra internacional, mas se você for comprar pela primeira vez convém averiguar por quanto está o Dólar em seu cartão de crédito.

Anúncios

6 comentários

  1. Interessante saber que chegou tão rápido no ES(onde também moro), se tiver títulos que me agradam na Argentina que sabe seja uma opção, porque importar mangás da França com euro nas alturas fica inviável, mesmo títulos que eu sei que nunca viriam para o lado de cá do oceano…

    Curtir

    1. E, vale lembrar, a Amazon Brasil não envia para o exterior.
      Nem a Amazon México, salvo engano.

      Só as dos outros países (os de primeiro mundo) que fazem envio internacional.

      Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s