NI 437. Mangá “Old Boy” será relançado na FRANÇA com direito a campanha de financiamento coletivo

Saiba mais

Recentemente, uma nova editora começou a atuar na França, a naBan, e um de seus primeiros títulos foi logo o conhecido mangá Old Boy. A versão da naBan começa a sair no final de fevereiro na França e reunirá dois volumes em apenas um só. Assim, ele será concluído em apenas quatro volumes.

O interessante dessa publicação, no entanto, é que ela vai ter uma campanha de crowdfunding, ou antes uma pré-venda em um site de crowdfunding. Entre os dias 22 de janeiro e 4 de fevereiro a campanha estará no ar no site KissKissBankBank (uma espécie de Catarse sediada na França) e conforme ela for sendo aderida mais e mais itens serão liberados.

Ou seja, a pessoa comprará os volumes em pré-venda e assim que a campanha atingir um certo valor, todos ganharão um certo brinde. Quando atingir outro, mais um brinde e assim por diante. Como a imagem acima mostra, serão diversos itens como um box, cartões postais, porta-copos, um livreto entre outras coisas.

Essa é uma estratégia bem interessante, pois a editora publicará o mangá independente do resultado da campanha, mas conclamará os mais ávidos consumidores a adquirirem antes, ganhando brindes por sua fidelidade e ao mesmo tempo ajudando a editora. Publicar um produto impresso é algo bem complicado, independente do país em que esteja a empresa, e exige uma série de recursos para que ela possa sobreviver antes de obter o retorno financeiro. Com uma campanha dessa, ela recebe antes diretamente dos consumidores, dando um fôlego a mais.

Se você olhar bem, não é nada muito diferente de um serviço de assinatura (afinal, os que pagarem receberão os volumes apenas quando eles forem efetivamente lançados e não todos de uma vez), mas é feito de uma forma diferente, mais aberta (no sentido de os consumidores saberem quantas outras pessoas compraram) e dando a chance de os apoiadores ganharem mais e mais brindes.

Trata-se de uma boa estratégia que poderia ser copiada pelas editoras brasileiras, pois teriam uma forma mais interessante de oferecer brindes (deixando-os claro desde o começo) e ganhar dinheiro antecipado do que o método atual, em que o consumidor nem sabe direito o que vai receber (e quando recebe o brinde, ele não é lá grande coisa) ou sabe, geralmente um pôster, mas quando recebe a editora mandou o brinde de uma outra série, que nem é de mangá (e quando você entra em contato, você não consegue a troca, pois o brinde era limitado e já havia se esgotado¬¬).

Claro que, como todas as coisas envolvendo publicações, é provável que um projeto desses precise  passar primeiro por aprovação japonesa e talvez não seja fácil encontrar uma editora nipônica que aceite essa estratégia. Talvez até mesmo as editoras brasileiras já tenham pensado nisso e descartado a ideia, seja para não dar munição (números) às suas concorrentes, seja por qualquer outro motivo. De todo modo, fica a dica aí, caso alguém de alguma editora esteja lendo isso…


Old Boy é de autoria de Garon Tsuchiya; Nobuaki Minegishi e foi publicado no Japão entre 1997 e 1998 na revista Manga Action, da editora Futabasha, sendo concluído em um total de 8 volumes. No Brasil, o mangá saiu pela editora Nova Sampa entre janeiro de 2013 e setembro de 2014.

Não é a primeira vez que Oldboy é lançado na França. O título já havia saído por lá entre maio de 2005 e julho de 2006 pela editora Kabuto, sendo completo em seus 8 volumes originais.

SinopseShinichi Gotou é o que se pode chamar de sujeito comum. Nunca fez nada de extraordinário ou sequer as pessoas notavam sua existência.Porém, em mais um de seus dias comuns e rotineiros, ele é violentamente arrastado para um quarto onde não se vê nada, só uma televisão a qual se torna sua janela para o mundo durante anos, algo que o deixaria louco, mas ele firma um objetivo, descobrir como sair dali. Dez anos se passam e a porta se abre. Sai desconfiado e arredio, ficou tempo demais em cativeiro. Quem fez isso com ele? Será que sentiram sua falta? Perguntas e modos de se vingar giram em sua cabeça e com certeza, quando encontrar quem fez isso vai pagar bem caro. Mangá com uma trama surpreendente que teve duas adaptações para cinema, uma coreana e outra americana. 

2 comentários

  1. ” (e quando você entra em contato, você não consegue a troca, pois o brinde era limitado e já havia se esgotado¬¬).”
    Senti um pouco de experiência neste comentário kkk

    Curtir

Os comentários estão encerrados.