Anúncios

Resumo do Mercado Brasileiro de Mangás (05/2020)

Vejam os números…

Você sabe quantos mangás foram lançados no Brasil em maio? Desde janeiro de 2020 estamos apresentando a vocês todo mês um resumo do nosso mercado de mangás, mostrando o que foi lançado e fazendo uma comparação com anos precedentes.

A base desta matéria é a nossa coluna Mangás que Saíram Esta Semana, publicada todo domingo, em que reunimos uma lista com os títulos que começaram a ser publicados em lojas especializadas durante os sete dias anteriores.

Atente-se, então, que essa postagem lista o que efetivamente saiu e não os mangás que estão nos checklists das editoras, tendo em vista que algumas obras costumam atrasar e só ser publicadas no início do mês seguinte. Ou seja, falaremos aqui do número de lançamentos reais. Obviamente, pode haver inconstâncias, afinal um ou outro mangá pode ter saído em algum lugar e a gente não tenha ficado sabendo a tempo, mas trata-se de uma margem de erro mínima e que não afeta o todo.

Assim sendo, vamos à postagem.

Durante o mês de maio saíram um total de 32 obras, sendo 30 mangás, 1 light novel (Toradora!) e 1 mangá francês (Radiant). A editora Panini foi a responsável pelo maior número de publicações com 27 ao todo, a NewPOP lançou 4 e a Devir 1.

Gráfico 1. Números de Obras Publicadas em maio de 2020 por Categoria.
Gráfico 2. Obras publicadas em maio de 2020 por cada editora.

A seguir você poderá ver a lista completa com todas as obras que foram publicadas em maio no Brasil. Caso não conheça alguma série, basta clicar no nome dela que você será direcionado a uma página com a capa e a sinopse do título.

Ajin #15
Atelier of With Hat #06
Bakemonogatari #05
Bungo Stray Dogs #09
Cutie Honey
Demon Slayer #04
Dr. Slump #18
Dr. Stone #11
Dragon Ball Edição Definitiva #08 
Dragon Ball Super #11
Fire Force #12
Food Wars! #12
Food Wars! #13
Golden Kamuy #07
Granblue Fantasy #06
Happiness #09
Jagan #05
Jojo's Bizarre Adventure - Parte 3: Stardust Crusaders #05 
Mob Psycho 100 #16
Monster – Kanzenban #03
Moriarty #06
Naruto Gold #59
No Café Kichijouji #03
One Piece #94
Radiant #08
Re:Zero – Capítulo 2: Uma Semana na Mansão #05
Slam Dunk #22
Sunny #01
Toradora #07 
Tokyo Ghoul: Re #16 
Vinland Saga [Edição Clássica] #23
Yuuna e a Pensão Assombrada #08

A lista mostra que tivemos duas estreias durante o mês, Sunny (obra que terá três números no Brasil) pela editora Devir e Cutie Honey (volume único) pela editora NewPOP. Em contrapartida, quatro obras foram concluídas, todas pelas editora Panini, são elas: Dr. Slump, Mob Psycho 100, Re:Zero – Capítulo 2 e Tokyo Ghoul:Re. O mangá No Café Kichijouji também acabou no volume 3, mas ainda há um volume especial que será publicado agora pela NewPOP. Ainda nesse ínterim, Granblue Fantasy e Happiness chegaram ao penúltimo número no Brasil.

Outro ponto a mencionar é que a edição clássica de Vinland Saga novamente ficou em dia com a publicação japonesa e agora é necessário esperar sair novos volumes no Japão. Por sua vez, Ajin e Atelier of Witch Hat também encostaram com a publicação japonesa, mas no oriente saiu um volume novo de cada série também em maio, de modo que ainda falta um para ficarmos em dia, porém deve demorar um pouco mais para vermos eles novamente por aqui.

***

Ao falarmos apenas de mangás (não contando light novels e obras francesas), nós tivemos no Brasil 30 publicações, ficando na média de 2019, quando teve 28 mangás. O número é menor do que em 2017 e 2018 quando mais de 35 mangás saíram durante maio.

Gráfico 3. Comparação do número de volumes de mangás publicados no Brasil durante o mês de maio dos anos 2017 a 2020. Os números NÃO incluem obras chinesas, francesas, light novels, etc.

Dos 30 volumes de mangás publicados durante maio, 19 deles são de mangás shonens, 10 de mangás seinens e 1 de mangá shoujo.

Gráfico 4. Demografias dos mangás publicados no Brasil em maio de 2020.

Com os 30 volumes de mangás publicados em maio, chegamos à marca de 169 volumes publicados no ano de 2020, média 33,8 volumes por mês, uma média alta em relação a anos recentes, o que chega a ser surpreendente, tendo em vista o pouco número de publicações da editora JBC e o estado de alerta em vista da pandemia do novo coronavírus. Dentre o período 2017-2020, o número de volumes nesta altura do ano só foi maior em 2018, quando já tinham sido publicados 178 volumes.

Gráfico 5. Número de Volumes de Mangás Lançados em cada mês de 2020. Os números NÃO incluem obras chinesas, francesas, light novels, etc.
Gráfico 6. Comparação do número de Volumes de Mangás Publicados de Janeiro a Maio no período 2017-2020. Os números NÃO incluem obras chinesas, francesas, light novels, etc.

PREÇOS


O mangá com o preço mais alto publicado durante o mês de maio foi Cutie Honey, saindo por R$ 94,90. Já o mangá com o preço mais baixo foi Dr. Slump por R$ 15,90. O primeiro pela editora NewPOP, o segundo pela editora Panini.

Se alguém fosse comprar todos os mangás e obras derivadas lançadas em maio gastaria um total de R$ 967,00, considerando apenas e tão somente o preço de capa. Trata-se de um valor maior em relação ao mesmo período de anos anteriores.

Gráfico 7. Valor total que se gastaria comprando todos os mangás, light novels e etc.

Como o número de obras publicadas costumam variar de mês para mês e ano para ano, é importante ver também a média (o valor total do mês dividido pelo número de volumes). Esse “indicador” também mostra que maio de 2020 ofereceu ao consumidor brasileiro que quisesse comprar tudo um gasto maior do que em anos anteriores.

Gráfico 8. Preço Médio de todos os produtos lançados em maio (2017 a 2020). Ou seja, o valor total que se gastaria comprando tudo o que saiu dividido pelo número de volumes publicados durante o mês.

Desde dezembro de 2017, além dos mangás impressos, no Brasil também são lançados mangás em formato digital (os Ebooks), de modo que precisamos listá-los também. Ao todo foram lançados em maio 29 mangás em formato digital, sendo 26 pela editora Panini e 3 pela editora JBC.

Como mostra o gráfico acima, o número de ebooks lançados em maio de 2020 foi menor do que no mesmo período de 2019. Isso se deve ao menor número de publicações pela editora JBC durante o mês. Eis a lista de obras lançadas em maio de 2020, em ordem alfabética:

D.Gray-Man #06
D.Gray-Man #07
D.Gray-Man #08
D.Gray-Man #09
D.Gray-Man #10
Dragon Ball #01
Dragon Ball #02
Dragon Ball #03
Dragon Ball #04
Dragon Ball #05
Dragon Ball #06
Dragon Ball #07
Dragon Ball #08
Dragon Ball #09
Dragon Ball Super #01
Dragon Ball Super #02 
Dragon Ball Super #03
Edens Zero – Capítulo 093
Edens Zero – Capítulo 094
Edens Zero – Capítulo 095
One Piece #11
One Piece #12
One Piece #13
One Piece #14
One Piece #15
One Piece #16
The Promised Neverland #04
The Promised Neverland #05
The Promised Neverland #06

Com as 29 publicações em maio, chegamos a 138 ebooks lançados em 2020.  Em comparação com 2019, o número ainda é bastante baixo, sobretudo pelo número menor de publicações da editora Panini.

Por fim, em relação aos títulos tivemos duas estreias, Dragon Ball e Dragon Ball Super, além do retorno de várias publicações da Panini, como One Piece, The Promised Neverland e D.Gray-Man.

Durante o mês de abril foram anunciados seis títulos novos, ou três a depender do ponto de vista. Primeiramente, a editora NewPOP anunciou três obras novas, Aku no Hana, Devil Ecstasy e Joy Second. Posteriormente, a JBC anunciou Inu-Yasha. A empresa já o havia anunciado em 2016, após ele ganhar uma pesquisa sobre qual obra deveria ser relançada, mas só agora está tudo certo para a publicação e a empresa fez um novo anúncio. Por fim, a Panini confirmou outros dois mangás de Kingdom Hearts. A editora já havia deixado claro que publicaria outros mangás da franquia, mas apenas neste mês deixaram claro os títulos que estão previstos.

Aku no Hana (NewPOP)
Devil Ecstasy (NewPOP)
Inu-Yasha (JBC)
Joy Second (NewPOP)
Kingdom Hearts: Chain of Memories (Panini)
Kingdom Hearts II (Panini)

Kingdom Hearts: Chain of Memories deve ser o primeiro deles a sair, pois aparentemente já foi até para a gráfica. Kingdom Hearts II deve vir após ele. Já Inu-Yasha está previsto para 2021. Os outros três ainda não têm previsão de lançamento.

*Não existe nenhuma empresa que faça o levantamento de números de vendas de mangás no Brasil. Salvo raras exceções, editoras também não divulgam números de venda por questões estratégicas (não dar para as concorrentes informações sobre o que vende e o quanto vende) de modo que não há dados públicos disponíveis a esse respeito.

**Importante lembrar também que, durante o mês, a editora JBC realizou uma live em que clareou a situação dos mangás da empresa. Vários deles já estão prontos, mas por conta da pandemia a editora resolveu segurar o lançamento deles. Por ora, todos os títulos antigos não têm uma previsão imediata de saída.

***Também é necessário recordar que, assim como a JBC, a NewPOP está segurando vários lançamentos. A maioria de suas obras de publicação regular como GTO, Re:Zero, entre outros, estão paradas por causa da pandemia, visto que muitos deles têm uma tiragem alta e saída em diversos pontos de venda que hoje estão fechados ou trabalhando de forma reduzida. Atualmente, a empresa está focada em algumas obras já pensadas com tiragem para o contexto do novo coronavírus, que estejam próximas do final ou que vendam bastante na Amazon e outros pontos que ainda estão abertos.


Esse é o resumo do mercado brasileiro de mangás em maio de 2020. Gostou dessa e de outras postagens do blog? Então, você pode nos ajudar a continuar trazendo conteúdo para vocês^^. Se você fizer compras pela Amazon, compre por meio de um de nossos links (como este), assim a Amazon nos paga uma comissão, sem que você tenha que gastar um centavo a mais do que já iria gastar antes.

Resumo do Mercado Brasileiro de Mangás (Abril de 2020)
Resumo do Mercado Brasileiro de Mangás (Março de 2020)
Resumo do Mercado Brasileiro de Mangás (Fevereiro de 2020)
Resumo do Mercado Brasileiro de Mangás (Janeiro de 2020)

Anúncios

6 Comments

  • legal…
    acho lamentável ver pelos dados que a panini permanece tão viva em publicações, mas é a editora mais morta e que menos se importa com seu publico alvo

    é ridículo ver o estado da editora em se importar tão pouco com reimpressões e fluxo de series
    ela lança 30 volumes no mês, e esquece de todos os volumes anteriores aquela respectiva série que lamentavelmente desaparecem do mercado, mesmo de usados!

    profundo ódio por essa editora lixeira, uma pena ser a unica alternativa para determinadas obras que são boas, e são estragadas pela editora que a publica

    espero que um dia a Panini Brasil aprenda a ser mais presente com o consumidor e mais participativa em reimpressões inves de so sair publicando quantos volumes forem possíveis no mês

    • Sem concorrência a Panini não precisa fazer nada, só continuar lançando as obras todos mês q já é a maior do Brasil.

  • Zâmike Zeny

    Adoro esse resumão! Pena que nos próximos meses esse número possa cair mais por causa dessa covid-19.

  • Adoro esses artigos mensais. Fiquei feliz que a Panini desencalhou alguns ebooks, mas continua sendo uma editora que não dá para confiar. É capaz de ficar mais 1 ano sem lançar ebook novo de D. Gray Man e Yokosoko.
    Bem que a NewPop e a Devir podiam investir no mundo dos ebooks.
    Obrigada pelo post!

  • Alan

    Eu até penso em pegar alguma coisa da Panini, mas some os primeiros volumes e é simplesmente ridículo os preços praticados por volumes antigos, queria bake, mas 45 reais + frete em um único volume. Não, obrigado.

Comments are closed.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: