Confira as principais informações da live da Pipoca&Nanquim (14/06/2020)

Empresa realizou uma transmissão ao vivo neste domingo

Na tarde deste domingo, 14 de junho de 2020, a editora Pipoca & Nanquim realizou uma live, em seu canal no Youtube, em que respondeu perguntas dos leitores e consumidores. Participaram Bruno Zago e Daniel Lopes.

Não foi feito nenhum anúncio de mangá novo, mas a editora comentou alguns gostos e desejos. A seguir, relataremos algumas das principais informações relacionadas a mangás que eles comentaram.


-Dragon Quest (Fly – O Pequeno guerreiro): a editora informou que adoraria lançar, mas não existem chances de sair pela empresa por ser um mangá muito longo.

-Naoki Urasawa e mangás do Louvre: a editora disse que pretende ir atrás dos demais mangás do Museu do Louvre (Os Gatos do Louvre, do Taiyo Matsumoto, e Mujirushi, de Naoki Urasawa), mas isso não significa que eles irão conseguir, pois a negociação é complicada, às vezes com o próprio autor, etc.

-Osamu Tezuka: A editora não respondeu se virá uma obra do autor, mas disse que gostaria muito de ter algum Tezuka no catálogo. A empresa, porém, falou que ainda este ano sairá pela editora um mangá de um dos grandes autores do Japão.

-Go Nagai: Tá no radar. A editora gostaria muito de lançar uma obra do autor, mas não existe absolutamente nada programado.

-Shigeru Mizuki: Há interesse no autor, assim como em outros mestres do Gekigá.

-Baoh, de Hirohiko Araki: Depois de lançar Rohan no Louvre, a empresa quer outros mangás do autor, mas não existe absolutamente nada programado.

-Hajime no Ippo: impossível de sair no Brasil por ser muito longo. SE sair algum dia, só sairia pela Panini.

-Mangás Longos pela empresa (1): ainda este ano, a empresa deve lançar um mangá que tem 3 volumes.

-Mangás Longos pela empresa (2): a editora deseja lançar mangás um pouco mais longos, mas não tão longos assim. Estourando, uns 12 volumes no máximo, para lançar uns 4 números por ano.

-Mangás de máfia: a editora não gostaria de dar ideia para a concorrência. Citou-se Sanctuary como um título que a empresa gosta muito.


Além disso, um leitor comentou sobre o mangá Shin’ya Shokudou que tem uma série na Netflix (Midnight Diner Tokyo Stories) e a editora anotou o nome do mangá para dar uma olhada (não deve dar em nada, por ser muito longo). Nesse mesmo contexto, a editora disse que gosta muito de Samurai Gourmet (que também tem uma série na Netflix).

Dentre outras recomendações dos leitores, a editora também anotou o nome do mangá The Music of Marie, de Usamaru Furuya, e o nome do autor Mitsuru Adachi. Ambos, não eram conhecidos por parte da empresa.

6 Comments

  • FRANCINE DE MATOS

    Que pena que não deixaram o vídeo lá pra gente ver, é sempre muito divertido os papos deles.

  • Vash

    Os caras tem uma editora que publica mangás e não sabem quem é Mitsuru Adachi nem ouviram falar de Music of Marie? Mds

    • “The Music of Marie” não é nem de longe uma obra popular. Não conhecer é totalmente normal.


      Agora Mitsuru Adachi eles deviam conhecer mesmo. Talvez até conheçam e tenham esquecido de nome…

  • Matheus

    Cara, tudo no seu blog é muito bom. Você faz toda essa coleta de informações e postagem sozinho todos os dias?

    • Bem… sim.

      Às vezes eu peço ajuda a uma amiga para traduzir e pesquisas coisas em japonês, mas em geral, sim, tudo sozinho.

  • Roberto Xavier

    Não anunciaram nada. Então foi uma live de nenhum lugar pra lugar algum em relação ao que importa. Sanctuary espero que alguma editora se anime a lançar em um formato dois em um para não correr o risco de ficar mais uma vez sem conclusão.

Comments are closed.

%d blogueiros gostam disto: