Comparando as duas versões de “Another” lançadas no Brasil

Veja as semelhanças e as diferenças

Another foi um hit de sucesso devido à sua adaptação em animê lançada em 2012. Como não poderia deixar de ser, a popularidade que a obra ganhou fez alguns produtos serem licenciados no Brasil, como a adaptação em mangá feita por Hiro Kiyohara, que também foi um enorme êxito comercial, com os volumes esgotando e sendo reimpressos. O sucesso foi tanto que vários mangás de Kiyohara aportaram no Brasil e o próprio autor veio visitar o país. Além disso, até a obra original, o livro de Yukito Ayatsuji foi publicado em nosso país.

Acerca do mangá, ele foi lançado por aqui pela primeira vez em 2013, entre fevereiro e maio daquele ano, totalizando quatro volumes. Como dito, ocorreram reimpressões de volumes esgotados, mas o mangá volta e meia estava indisponível. No ano de 2018, porém, a editora anunciou um relançamento do mangá, remasterizado, com um novo tipo de papel, além da presença do especial Another 0, que até então não podia ser licenciado.

As duas versões de “Another”. Foto: Blog BBM

Essa segunda versão foi lançada em um box, ao preço de R$ 129,00. Como o valor era muito alto demoramos praticamente um ano para conseguir comprá-lo e, mesmo assim, só em uma promoção com cerca de 50% de desconto. Hoje, então, viemos comparar essas duas versões para você saber o que tem de igual e o que tem de diferente entre elas.

  • Tradução e detalhes editoriais

O primeiro aspecto que devemos abordar é sobre a tradução e os detalhes editoriais. Nossas leituras comparando as duas versões mostrou que, até onde pudemos ver, a tradução mantém-se a mesma e não houve alterações.

Os detalhes editoriais dos volumes também mantem-se os mesmos, inclusive o posfácio da editora. Another foi um dos primeiros lançamentos da JBC em 2013 e no texto do primeiro volume a editora diz que certos títulos “são apenas a ponta do iceberg que será 2013”. O texto foi repetido na íntegra na versão de 2018.

Em outras palavras, na nova edição a editora aproveitou tudo o que podia da antiga, fazendo apenas uma ou outra mudança, como a do próximo item.

  • Erro na lombada

Um detalhe que a editora modificou foi um erro que ela cometeu na lombada. Na versão de 2013, os dois primeiros volumes tinham na lombada uma troca de roteirista e desenhista. Assim, Hiro Kiyohara estava sendo creditado como roteirista, enquanto Yukito Ayatsuji como desenhista. Na versão de 2018, esse erro foi corrigido.

  • Capas e quarta-capas

As imagens usadas nas capas e quarta-capas foram as mesmas em ambas as versões, então não há mudanças significativas. Na quarta-capa, por exemplo, a única diferença é que a versão antiga possuía o selo com o ISBN, a classificação indicativa e o preço do mangá, enquanto na nova versão isso não existe e em seu lugar há uma informação falando que o volume faz parte da coleção Another e não pode ser vendida separadamente.

Na capa, a única mudança é a presença de verniz localizado em alguns pontos da capa. Entretanto, o verdadeiramente notável são as cores da nova versão. Elas são bem mais vivas do que na edição de 2013. Vejam abaixo:

2013 (esquerda) x 2018 (direita)
2013 (esquerda) x 2018 (direita)
2013 (esquerda) x 2018 (direita)
2013 (esquerda) x 2018 (direita)
  • Papel

O papel utilizado no miolo do mangá é diferente nas duas versões. A publicação de 2013 foi impressa em papel jornal, enquanto a publicação de 2018 foi impressa em Lux Cream. A mudança é perceptível de diversas formas. Em primeiro lugar a nova versão é mais grossa já que o Lux Cream possui uma gramatura maior do que o papel jornal. Em segundo lugar, as páginas da nova versão são mais branquinhas e melhores para a leitura.

Comparação: volume abaixo é da versão de 2013, o volume acima é da versão de 2018

Importante frisar que na publicação de 2018, além das capas que falamos acima, as páginas também possuem uma qualidade de imagem melhor, dando mais nitidez. Infelizmente não conseguimos tirar uma foto dos quadrinhos que demonstrasse bem a diferença entre as duas versões (nos desculpem, não somos bom fotógrafos), mas a imagem do posfácio de um dos volumes pode servir para ilustrar.

Vejam as imagens acima. Vocês conseguem notar uns “riscos” apagados atrás do texto na versão de 2013? São os mesmos ideogramas que você vê na versão de 2018, só que na de 2018 está muito mais nítido. Praticamente todo o resto do mangá se encontra assim também, as páginas, a capa, a quarta-capa. A edição de 2018 foi muito bem melhorada nesse aspecto. E é exatamente por isso que é uma edição remasterizada, não é mesmo?

  • Páginas coloridas

O texto tem demonstrado até aqui que a versão de 2018 deixa a de 2013 no chinelo, mas a primeira publicação do mangá no Brasil ganha em um quesito, páginas coloridas. Ambas as edições possuem páginas coloridas, porém na publicação lançada em 2013 elas foram impressas em papel couchê, enquanto a publicação de 2018 foi impressa em Lux Cream, o mesmo das páginas em preto e branco.

Notadamente, a primeira versão é melhor, pois as cores ficam mais vivas e destacadas por causa do papel. O Lux Cream (da segunda versão) não é um bom papel para as páginas coloridas, pois as cores ficam apagadas e muito esquisitas. Então fica o demérito do relançamento em relação à publicação original.

  • Conclusão

Embora a melhoria em praticamente tudo, não acho que a versão de 2018 vale todos os R$ 129,00 cobrados pelo box com todos os volumes juntos. Como consumidor eu jamais pagaria esse valor. Com quase 50% de desconto, porém, ele vale muito a pena, sim. Então, a dica que damos é essa: se você é um fã de Another, tem a versão antiga e ainda quer saber se vale a pena a nova versão, vai na fé que vale, desde que você compre com um bom desconto^^.

Entretanto, eu não acho que você precise trocar a sua versão. Se o seu mangá em papel jornal está bom e você quer reler ele sempre, não há necessidade de comprar de novo, a não ser que você queira ter o Another 0 também. De minha parte, manterei as duas versões. Embora a tradução seja a mesma e tudo mais, há diferenças sutis, como as páginas coloridas, que me fazer querer ficar com as duas. Colecionismo é isso.

  • Ficha Técnica

Título: Another – Box
Autor: Yukito Ayatsuji; Hiro Kiyohara
Tradutor: Arnaldo Massato Oka (Another 1 a 4); Edward Kondo (Another 0)
Editora: JBC
Dimensões: 13,5 X 20,5 cm
Miolo: Papel Lux Cream
Acabamento: Box em capa cartão com verniz localizado. Mangás em capa cartonada também com verniz localizado. O miolo possui algumas páginas coloridas.
Classificação indicativa: 16 anos
Preço: R$ 129,00
Onde comprarAmazon

Anúncios

5 comentários

    1. Que eu saiba é a história do OVA, caso você já tenha assistido o anime, mas não posso confirmar porque só tenho a primeira edição QUE ESTOU VENDENDO POR APENAS 58R$, PROCURA NO ML 😉

      XD

      Curtir

  1. eu lembro que quando anunciaram essa versão, eu fiquei pirado (mesmo com o preço alto) e comprei uns dois dias depois que lançou (por R$ 86,00).

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s