BBM Lista: Mangás publicados no Brasil em capa dura

Aquela lista pequena, mas de respeito…

Postagem publicada originalmente em: 13/02/2019
Atualizada em: 27/09/2021

Dezembro de 2016. Nesse mês, o primeiro mangá em capa dura foi lançado no Brasil. De lá para cá, mais alguns títulos apareceram para a alegria dos colecionadores mais fanáticos ou para o desespero dos que odeiam esse tipo de adereço.

Como não poderia deixar de ser, os mangás em capa dura tiveram um valor bem mais elevado do que os títulos comuns, o que afastou muita gente logo de cara. Mas eles estão aí e parecem estar fazendo sucesso, pois volta e meia aparece um título novo publicado dessa forma no Brasil.

A nossa postagem de hoje vem listar justamente esses mangás!!!


2016



2017



2018



2019



2020



2021



RESUMO DE TÍTULOS


  • Panini: 5
  • NewPOP: 5
  • Darkside Books: 3
  • Veneta: 3
  • Pipoca & Nanquim: 2
  • JBC: 1

RESUMO DE VOLUMES


  • Panini: 31
  • JBC: 20
  • Darkside Books: 9
  • NewPOP: 8
  • Veneta: 4
  • Pipoca & Nanquim: 2

Participamos do Programa de Associados da Amazon, um serviço de intermediação entre a Amazon e os clientes, que remunera a inclusão de links para o site da Amazon e os sites afiliados. Ou seja: ao comprar por meio de nossos links ou banners ganhamos uma comissão.

9 Comments

  • Caio

    Essa capa dura do manga de KH é tão desnecessário, apesar de ser muito fã da serie.
    Contudo a historia é muito rushada no manga, não vale pena.

  • Everton Barbosa

    Dessa lista até agora só tenho Guardiões e Fragmentos. Não sou fã de capa dura, principalmente para edições com número comum de páginas (+-200). Mas, como tenho interesse nas obras publicadas, ainda planejo pegar O homem sem talento, Rohan no Louvre e o futuro Patrulha estelar.

  • loneprayer

    Só comentando nesse update pra reforçar o quão desnecessária é a capa dura nos mangás da Darkside <_<

      • loneprayer

        São volumes comuns, com menos de 200 páginas, que podiam facilmente ter um preço mais próximo das publicações comuns da Devir e da JBC (cerca de 30 reais) se não fosse pela capa dura…

  • Zâmike Zeny

    A Dark Side viajou demais! Me interessava pelo mangá, mas não sou louco de dar 54 reais num mangá de 178 páginas. Devia fazer um compilado de três volumes por 100 reais.

  • gotham.girl

    Só um pequeno adendo, Kyon: a Darkside Books já não publica mais somente obras em capa dura; ano passado mesmo saíram alguns livros em capa cartão (Inferior É o Car*lhø, Superinteligência, O Diário de Myriam, etc.). Mas que eu saiba no acervo de quadrinhos ainda não teve mesmo nenhum lançamento em capa cartonada.

  • RPM Souza

    Algo que eu não entendo são capas duras pra 200 páginas ou menos para séries (o que acontece muito em HQs). Quer dizer, as capas são mais grossas que o conteúdo, qual o sentido? Só atrapalha na leitura… Capa dura com poucas páginas são legais pra volumes únicos. Apesar de achar que ficou legal no CDZ, ainda acho que deveriam ser compilados mais volumes pra fazer sentido, DragonBall acho que vou sentir o mesmo…

    Pelo andar da carruagem, a lista deve crescer nos próximos anos. Infelizmente (ou felizmente pra alguns) mangás estão recebendo uma gourmetização desnecessária. E se continuar nesse ritmo, logo não haverá mais espaço para obras desconhecidas como Love Junkies, no máximo obras mais cults ou alternativas com um acabamento mais luxuoso, vide capa dura.

Comments are closed.

%d blogueiros gostam disto: