Resenha: “Cardcaptor Sakura – Clear Card Arc” (Volume 1)

A esperada continuação finalmente entre nós

Se você reparar bem, a cultura pop volta e meia vem pegando alguma coisa mais antiga, que fez sucesso no passado, e a trazendo novamente, seja em um remake, seja em uma continuação. Exemplos não faltam, como a franquia de filmes Star Wars, ou as novelas Carrossel e Eramos Seis. No Japão, isso não é diferente, ocorrendo o tempo todo, inclusive no ramo dos mangás. Dragon Ball Super, Marmalade Boy Little, Fruits Basket Another,  são apenas alguns exemplos de obras derivadas de sucessos do passado.

Uma dessas obras atende pelo nome de Cardcaptor Sakura – Clear Card Arc, continuação direta do clássico Card Captor Sakura. Para quem não sabe, Sakura é um dos grandes ícones do grupo CLAMP tendo feito um sucesso enorme no Japão e sendo lembrado até os dias atuais, além de ser um dos títulos que mais difundiu as autoras pelo mundo. Por ocasião dos vinte anos da série original, o grupo resolveu trazer a obra de volta e continuar a historinha da pequena caçadora de cartas.

Card Captor Sakura – Clear Card Arc começou a sair em junho de 2016 na Nakayoshi, a mesma revista que publicou o mangá original, e se encontra na ativa até hoje, atualmente com 7 volumes publicados. Em 2018, uma adaptação em animê foi ar entre janeiro e junho e se encontra disponível no Brasil na plataforma de streaming Crunchyroll, apenas na versão legendada.

Devido ao sucesso da obra original no Brasil, a chegada do mangá de Clear Card nunca foi uma questão de SE e sim de QUANDO viria ao país. A gente achava que chegaria junto com a versão em animê, mas acabou vindo bem depois. Ainda assim, Sakura é Sakura e deve conseguir se manter por si mesma sem o menor problema.

Os dois primeiros volumes foram publicados pela JBC agora em outubro. No momento em que esta postagem vai ao ar, só estão disponíveis na Japorama, a loja física da empresa em São Paulo, mas já já estará chegando nas demais. Entretanto, a versão em ebook também se encontra disponível, adquirimos o primeiro volume (apenas o primeiro) da versão digital e viemos comentar um pouco sobre esse tomo inicial.

Posteriormente, quando tivermos em mãos a edição física, faremos uma comparação com a edição argentina, que compramos um tempo atrás. Dito isso, vamos à postagem:

  • Sinopse Oficial

Uma nova história começa, conduzida por uma chave dos sonhos e cartas transparentes! Sakura passa para a 7ª série em abril, época das flores de cerejeira. Ela está sorridente por reencontrar e poder frequentar a escola com Shoran! Mas as cartas de Sakura sofrem uma transformação depois dela ver um sonho misterioso e acordar… O Arco Clear Card, tão aguardado pelo mundo, começa!!

  • História e Desenvolvimento

A história original de Card Captor Sakura é bem simples. Certo dia, a jovem Sakura Kinomoto abre por acidente um livro que faz diversas cartas com poderes mágicos, criadas por um mago poderoso chamado Clow, serem dispersadas pelo mundo (i.e a cidade onde ela vive). Com a ajuda do bichinho fofinho Kero – um dos guardiões das cartas – Sakura terá que recuperá-las para evitar que uma desgraça venha a acontecer.

No meio disso muita coisa acontece, mas Sakura consegue capturar todas as cartas e se torna a nova dona delas, tendo que, ainda, depois de uma série de eventos misteriosos, transformar as cartas Clow em cartas Sakura, para serem regidas pelos próprios poderes da garota.

O esperado reencontro

Cardcaptor Sakura – Clear Card Arc acontece tempos depois do final da obra original. Sakura já sabe que ama Shoran e fica contente com seu retorno à Tomoeda, a cidade onde ela mora. Tomoyo continua sendo a mesma de sempre, alegre e querendo o bem de Sakura (além de filmá-la o tempo todo^^), Touya continua o irmão “brigão” que conhecemos e assim por diante. Tudo parece comum e normal, a vida segue bem, Sakura não precisa nunca usar as cartas, etc.

Porém as coisas começam a mudar quando ela tem um sonho esquisito, com uma figura estranha à sua frente, e ao acordar, todas as Cartas Sakura haviam ficado transparentes e sem poderes. A história, então, segue com a ocorrência de alguns eventos diferentes e Sakura terá que usar a magia novamente para capturar novas cartas.

Uma cena importante…

Esse volume inicial é bem introdutório à nova trama e não sabemos exatamente o que está acontecendo em Tomoeda, o porquê de as Cartas Sakura terem ficado transparentes e o motivo pelo qual a garota tem que capturar novas cartinhas. O que já sabemos é que tanto Eriol (a reencarnação do mago Clow), quanto Shoran devem ter uma ideia do que está ocorrendo, pois parecem estar escondendo algo de Sakura. Eriol não retorna as ligações da caçadora de cartas, enquanto Shoran faz um misterioso telefonema para uma certa pessoa. O que eles sabem? E por qual motivo não podem contar à Sakura? Isso ficará para os próximos volumes.

Cena quase no começo do mangá. A expressão de Shoran já mostra que ele sabe que algo de ruim está prestes a acontecer…

A única coisa que eu não entendo em Clear Card é o fato de o Kero ainda ter que se esconder do Touya e fingir ser um boneco. Eu achei que, na série original, tivesse ficado claro que os poderes do irmão da Sakura fariam com que ele detectasse a presença do Kero e soubesse que ele não era um boneco. Isso é algo que não ficou muito bem explicado…

De mais a mais, porém, a história segue o mesmo clima de sempre, com o humor característico (a briguinha de irmão do Touya e da Sakura é sempre legal de ver; Tomoyo filmando a amiga também; Yamazaki contando mentiras e Shoran acreditando idem, etc), o mistério e os acontecimentos que movimentam a trama, nos levando àquele sentimento nostálgico de uma obra que realmente marcou bastante.

Sobre a edição nacional em si (termos de texto, adaptação e tudo mais) deixaremos para falar em uma outra postagem, quando tivemos a edição física em mãos e compararemos com a edição argentina^^.

  • Conclusão

Creio que é bem óbvio que, por ser continuação direta de uma outra obra, esse título só é destinado a quem conhece a série original, de modo que se você nunca teve a oportunidade de ler o mangá de Card Captor Sakura, o ideal é passar longe de Clear Card, pois você perderá muita coisa. Há até uma mini-apresentação dos personagens no início do mangá, mas isso não fará você compreender toda a história.

Para quem conhece e é fã de Sakura, porém, Clear Card é uma historinha bastante honesta e lembra bastante o clima da história original, com suas cenas de humor, com os draminhas e tudo mais. Ainda não é possível ver para onde vai a história (não tivemos personagens novos e nem nada), mas as coisas já estão acontecendo aos poucos, de forma sútil, assim como era no Card Captor Sakura. Se você gosta, vale a pena dar uma chance à continuação.

  • Ficha Técnica

Título Original: カードキャプターさくら クリアカード編
Título NacionalCard Captor Sakura – Clear Card Arc
Autor: CLAMP
Tradutor: Edward Kondo
Editora: JBC
Dimensões: 13,2 x 20 cm
Miolo: Papel Lux Cream
Acabamento: Capa cartonada com sobrecapa
Classificação indicativa: Livre
Número de volumes no Japão: 7 (ainda em andamento)
Número de volumes lançados no Brasil: 2 (ainda em andamento)
Preço (Ed. Impressa): R$ 26,90
Preço (Ed. Digital): R$ R$ 12,90
Onde comprar (Ed. Impressa): Amazon
Onde comprar (Ed. Digital): Amazon

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s