NewPOP divulga as capas do mangá “Zero no Tsukaima”

Veja

Na noite desta quinta-feira, 08 de abril de 2021, a editora NewPOP divulgou, por meio de uma live em seu canal no Youtube, a capa dos três primeiros volumes do mangá Zero no Tsukaima, de Nana Michizuki.

Zero no Tsukaima nasceu originalmente como uma light novel escrita por Noboru Yamaguchi, com ilustrações de Eiji Usatsuka. A obra foi publicada no Japão pela editora Media Factory entre junho de 2004 e fevereiro de 2017, totalizando 22 volumes no total. Yamaguchi, porém, faleceu antes de terminar a história, mas deixou registrado rascunhos de sua conclusão. Em razão disso, os volumes 21 e 22 foram escritos por seu editor, com base nessas informações.

O mangá, por sua vez, teve desenhos de Nana Mochizuki e foi publicado entre 2006 e 2009 na revista mensal Comic Alive, também da Media Factory, sendo concluído em um total de 7 volumes. A pré-venda deve começar em breve.

Vale lembrar que a editora também vai publicar a obra original, mas ela só deve começar a ser publicada depois que o mangá for concluído.

Sinopse: No mundo de Halkeginia, todos os nobres nascem com um dom que lhes permite usar magia. No entanto, a jovem Louise de la Vallière, aluna da academia de magia do reino de Tristain, apresenta resultados tão desastrosos em suas várias tentativas que seus camaradas duvidam de seus poderes. No começo do ano na Academia de Magia de Tristain, os estudantes do segundo ano invocam seus espíritos familiares; isto é considerado um ritual especial onde um mago invoca seu servo protetor eterno, que geralmente é algum tipo de animal ou criatura mágica. Louise quer usar a cerimônia familiar para provar a todos que ela tem poderes. Em Tóquio, o jovem Saito Hiraga está em Akihabara para ter seu laptop consertado quando um círculo de luz aparece na frente dele. Intrigado, ele se aproxima e é absorvido pelo que acaba sendo um portal interdimensional. Ele foi escolhido para se tornar o familiar de Louise, o que a deixa humilhada por ele ser um plebeu. Como o ritual é sagrado, Louise não tem escolha senão relutantemente aceitar Saito como seu Familiar. Ela começa a tratar Saito como qualquer outro familiar, ou ainda pior, fazendo-o dormir no chão e batendo-lhe com um chicote por pouca ou nenhuma razão, entre outras coisas.

1 Comment

  • Natanael Floripes

    Legal! Não faço ideia de se o mangá e as light novels são bons, mas, como sou fã do anime, vou comprar com certeza.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: