BBM Lista: Light novels que desejamos

lightO mundo de obras que não foram lançadas no Brasil…

Bom dia, leitores!

Hoje viemos divulgar nossos gostos e opiniões, mostrando a vocês cinco light novels que ainda não foram publicadas no Brasil e que, em nossa opinião, mereciam uma chance por aqui e podem estar esquecidas. A maioria das obras presentes nesta postagem conhecemos primeiramente por meio do animê (como ocorre com quase todo mundo^^) e só depois descobrimos que o título era uma light novel.

Para organizar este post olhamos primeiramente as listas anuais de light novels mais vendidas no Japão dos últimos três anos e não colocamos NENHUM título que esteja presente nelas! Você pode conferir as listas dos mais vendidos no blog Intoxicação Animentar, clicando aqui (2013), aqui (2014) e aqui (2015).

Mas por que não colocamos os títulos de maior sucesso no Japão? Simples: algumas obras como Sword Art Online devem aparecer em breve no país. Em algum momento a Panini ou outra editora irá perceber que não pode mais ignorar a mídia original e trará os livrinhos de SAO, então em nossa opinião não faz sentido listar aqui. Também não faz sentido listar essas obras de sucesso porque as pessoas estão continuamente pedindo nas páginas editoras e é bem fácil que elas consigam enxergar esses títulos como possibilidades futuras…

Além disso, o fator preponderante é que algumas light novels já acabaram, fizeram sucesso no passado e precisam ser relembradas para que, quem sabe, um dia possamos vê-las no Brasil. Embora algumas delas possam ser consideradas “de sucesso”, elas não estão mais tão presentes assim nos holofotes. Dito isso, vamos ver as cinco light novels que mereciam ser publicados no Brasil…

***

Toradora 01Toradora

Toradora deveria ser lançado no Brasil porque é um gênero de histórias que ainda não foi apresentado por aqui. O título é uma comédia romântica muito interessante que conta a história de Taiga e Ryuji e seus amores platônicos por seus colegas de classe.

A obra mistura em doses certas humor, romance e, também, drama. Ora rimos, ora torcemos pelos personagens, ora choramos. Temos alguns mangás nesse estilo – Lovely complex, por exemplo, é muito comparado a Toradora – mas ainda não temos light novels. Toradora poderia ser muito bem o primeiro…

O título é de autoria de Yuyuko Takemiya, com ilustrações de Yasu. A obra foi concluída em 10 volumes.


Golden time 01Golden time

Golden Time é do mesma autora de Toradora e nesta light novel vemos exatamente o mesmo perfil da obra anterior (comédia, romance, drama), porém mais amadurecido. Bandi Tada perdeu a memória e vive cheio de conflitos existenciais por causa disso. Ao mudar de cidade para começar a faculdade, Tada conhece novas pessoas, faz amizades, mas o seu passado virá constantemente perturbá-lo…

A obra possui um pequeno toque sobrenatural e apela muito mais para o drama do que a obra anterior da autora. Entretanto, justamente por isso, Golden Time pode não agradar todo mundo e talvez seja uma aposta mais arriscada para qualquer editora que queira publicar o título. 

Golden time é de autoria de Yuyuko Takemiya e possui ilustrações feitas por Eeiji Komatsu. A obra foi concluída em 8 volumes.


kamisama no inai 01Kamisama no inai Nichiyoubi (Domingo sem deus)

Uma ficção sobrenatural, um mundo abandonado por deus em que os seres humanos foram “abençoados” com a realização de seus desejos e que fez surgir diversas particularidades especiais nas pessoas; um mundo em que ninguém mais nasce e quem morre ainda assim continua “vivo”. Essa é a premissa de Kamisama no inai Nichiyoubi ou Domingo sem deus.

Na história, acompanhamos as aventuras de Ai Aistin, uma garota de doze anos que é uma “coveira”, um ser especial criado por Deus para dar descanso eterno às pessoas que morreram, mas continuaram “vivas”. Em sua jornada, Ai viajará para lugares buscando fazer seus deveres de coveira, desvendará os mistérios e tentará salvar o mundo que foi abandonado por deus.

De todas as obras de nossa lista, Domingo sem deus é o patinho feio. Sua adaptação em animê foi horrível (com direito a um clímax no terceiro episódio sem uma preparação para isso) e em pouco tempo as pessoas esqueceram dessa obra. De todo modo, essa novel tem uma premissa muito interessante e merecia uma chance aqui no Brasil.

Kamisama no inai Nichiyoubi é de autoria de Kimihito Irie e possui arte de Shino. A obra foi concluída em 9 volumes.


xxx holic novelXXX Holic – Another Holic

Aqui é o meu lado clampniano falando. O lado que quer ter tudo e mais um pouco do grupo Clamp em língua portuguesa. Esta light novel de XXX Holic foi escrita por NisiOisin, conhecido por Medaka Box e Monogatari Series, e ilustrado pelo grupo Clamp. Independente da qualidade da história, só o fato de ter ligação com o grupo Clamp já deveria ser um indicativo de que a obra pelo menos não irá gerar prejuízo e deveria estar por aqui há tempos…

Ela possui apenas um volume e seria um prato cheio tanto para JBC, quanto para a NewPOP publicarem. O motivo de essa obra ainda não ter sido lançada é um mistério…


Suzumiya-Haruhi-no-Yuutsu-Vol.-1Suzumiya Haruhi

Nem preciso dizer o porquê de querer Haruhi Suzumiya no Brasil. Um lado meu acredita que é questão de tempo para Haruhi aparecer; Outro lado diz que a novel nunca dará as caras no Brasil. Se por um lado, Haruhi ainda possui muitos fãs, por outro a obra também angariou muitos pontos negativos com o público, devido ao animê e às escolhas questionáveis do estúdio de animação. Isso sem contar o fato de a light novel estar parada no Japão.

Para piorar de vez ora ou outra encontramos comentários de editoras estrangeiras falando que o título vendeu mal e isso pode ser realmente um ponto de desânimo para uma editora brasileira tentar trazer o título. Mesmo assim, ainda tento ser positivo, afinal light novels no Brasil ainda é algo muito recente e pode ser que no futuro o mercado de novels amadureça e essa obra apareça por aqui…

Suzumiya Haruhi é de autoria de Nagaru Tanigawa, com ilustrações de Noiji Itou. Possui 11 volumes até o momento.

***

Não são as únicas obras que eu desejo no Brasil, mas dentro desse espectro limitado que impomos, essas são algumas obras que me agradariam muito se fossem lançadas. Se elas serão publicadas ou não, só o tempo dirá…

BBM

17 Comments

  • Ótima lista, você sabe que eu gosto de Golden Time, então nem vou falar dela.

    Suzumiya Haruhi para mim tem tanto a cara da NewPOP que eu ainda não sei como não saiu, talvez por contrato ou quem sabe a editora espere ainda acabar todos os Madoka. Quem sabe? Para mim é questão de tempo.

    XXX Holic entra naquela questão de “atitudes da JBC que não entendo”. Assim como relançar as novels de Kenshin ou a continuação dos mangás de Genshiken e Shaman King.

    Kamisama no inai Nichiyoubi me pareceu muito interessante, gosto de obras com esse tipo de enredo.

    • na questão de mangas, de shaman king o cassius disse que eles tem intenção de relançar, mas no caso de Genshiken, boatos dizem que não vendeu o suficiente e depois de ter assistido nidaime dá pra entender o porque da insegurança em lançar (foco em fujoshis, BL, hato) coisas que podem fazer os fãs da serie dropar em poucos volumes.

    • Sobre Haruhi: Tem também a alternativa “talvez por que a NewPOP não tenha interesse”. É horrível de pensar assim, mas existe isso…

      Eu acho que Nidaime não vem mesmo. Não sei se vendeu muito ou não, mas acho que se tivesse feito sucesso já estaria em publicação há tempos…

      • Fabricio Lima

        Nunca entendi quem gosta de Haruhi, que personagem insuportável

  • Lista muito boa.

    A light novel que eu queria MESMO MESMO aqui no Brasil é a Boogiepop Series, que já foi lançada inclusive nos EUA. Infelizmente, é uma LN antiga e possui muitos volumes, então acho que é muito improvável ela vir ao Brasil enquanto nosso mercado não amadurecer muito nesse setor :/

  • guilherme

    Vc disse que só incluiria novels menos conhecidas, porque colocou haruhi?E por que seu pessimismo quanto a haruhi ser publicado aqui?É por causa das supostas vendas baixas em outros países?E que decisões negativas são essas que vc falou sobre a adaptação em anime?

    • 1 – Não. Dissemos que não incluiríamos nenhum título da lista dos mais vendidos nos últimos três anos e Haruhi não está presente nelas. Ademais, apesar de ser um título conhecido, tem perdido espaço nos pedidos para obras mais recentes.
      2 – Exatamente. As vendas baixas. E, também, justamente porque tem saído mais e mais animes “da moda” que são originárias de LN e estas LN novas acabam sendo priorizadas.
      3 – O animê de Haruhi possui oito episódios iguais. IGUAIS. Os personagens estão em um loop temporal e esse loop temporal dura OITO episódios. Mudam uma coisinha e outra ali, mas é rigorosamente a mesma coisa em cada episódio.

      • guilherme

        Nossa, então a coisa é mais séria do que eu pensei!!!Mas, apesar disso, eu ainda tenho esperança de que venha…mesmo com todos esses contras…

  • Jura

    Estou ansioso para que as editoras invistam mais em Light Novels no Brasil, pois muitas obras contém histórias fascinantes.

    Dentre os títulos citados, eu não pensaria duas vezes em comprar Golden Time, sendo que, é um dos títulos com gênero romance que eu mais aprecio.

    Uma Light Novel que eu gostaria que viesse para o Brasil, é ”Denpa teki na Kanojo”, que contém apenas 3 volumes. Mas infelizmente o mercado de Light Novels no Brasil ainda é pequeno, mas eu rogo pelo seu crescimento, e a chegada de novas LNs.

    Eu poderia falar o nome de várias Light Novels interessantes que poderiam vir para o Brasil, mas que talvez seja muito improvável sua chegada.

    Enfim, ótimo post. Eu adoro posts relacionados à ”desejos pessoais”, pois assim, eu vejo que várias pessoas compartilham uma opinião similar à minha, ou até mesmo opiniôes diferentes muito interessantes.

  • Haruhi pode ter vendido mal fora do Japão, mas lá, ela é a Light Novel que mais vendeu unitariamente dos últimos dez anos (Mais que SAO, inclusive).

  • Fabricio Lima

    Por confidenciaria vi Golden Time semana passada, nada sabia sobre a obra e interessei-me só pelo ambiente e pelos personagens cursarem o mesmo que eu. Compraria ele e Toradora sem pensar duas vezes, “Domingo sem deus” não conheço; acho possivel o lançamento de “XXX Holic – Another Holic” pelo bom relacionamento da New POP com o grupo CLAMP e a menina insuportável pode ser sutilmente deixada no limbo da memoria das pessoas

Comments are closed.

%d blogueiros gostam disto: