BBM Lista: Mangás da Shonen Jump que mereciam ser lançados no Brasil

WSJTítulos certos e títulos improváveis…

A Weekly Shounen Jump, da editora Shueisha, é a revista de mangás de maior sucesso no Japão e também a mais conhecida em todo o mundo. Ela foi lar de grandes séries de renome mundial, como Naruto, Dragon Ball, Cavaleiros do Zodíaco e Slam Dumk. E, ainda hoje, permanece criando grande expectativa no público com suas novas obras. E é justamente sobre as séries atuais da revista que gostaríamos de falar por aqui.

Em nosso texto serão apontados cinco títulos atuais da Weekly Shounen Jump que, em nossa opinião, mereciam ser publicados no Brasil.

Escolhemos Shokugeki no Souma, Haikyuu!!, Boku no Hero Academia, Gintama e World Trigger. Os fatores determinantes para a escolha de cada obra foram: repercussão do título no país, especialmente na internet, número de vendas no Japão (fornecido pela Oricon) e posição na ToC (Table of Contents), o sistema de colocação da revista. A união do ToC com o número de vendas é um indicativo de sucesso no Japão e que faz as editoras nacionais ficarem ligadas em um certo título. Juntamente com a opinião do público formam três motivos válidos para que queiramos certo título no Brasil.

A respeito do ToC, o objetivo é familiarizar o público que ainda não conhece o sistema da revista, explicando a partir dele alguns fatores que poderiam contribuir para que aquela obra em especial chegue ao Brasil.

No Table of Contents (ou para facilitar, ToC) os japoneses que compram a Weekly Shounen Jump têm a oportunidade de votar em três séries que mais agradaram naquela semana específica, e é nessa votação que é baseada as posições semanais de cada obra. No entanto, quando a obra ganha capa e/ou páginas coloridas, sua posição no ranking é automaticamente desconsiderada. Usando essa votação como base os editores tendem a cancelar determinados títulos e promover outros.

O sistema de cancelamento da revista é muito rígido, geralmente títulos novos que figuram por tempo demais entre as cinco últimas posições do ranking são cancelados sem dó, e por isso até mesmo obras com potencial correm o risco de serem canceladas prematuramente sem mesmo mostrarem a que veio, como por exemplo Hungry Joker, de Yuuki Tabata, e Double Arts, de Naoshi Komi, ambas canceladas com apenas 3 volumes. Seus autores, no entanto,  ganharam novas chances na revista com Black Clover e Nisekoi, respectivamente.

Há também exceções para o cancelamento, como antigos sucessos que ainda vendem uma boa quantidade de volumes (como atualmente é o caso de Bleach, ainda que ele não venda tanto como em outros tempos), Hunter x Hunter devido a acordos editoriais (aquele mangá do preguiçoso Togashi que está sempre em hiato, mas quando volta, vende horrores) e Kochikame que tem uma longa história na revista. Por isso, quando novas obras conseguem boas posições no ranking, seguido de boas vendas, não é errado determinar que a sua possibilidade de ser um sucesso é imensa.

Como dissemos, um dos itens a serem analisados é justamente a ToC e, por isso, fizemos uma tabela. Abaixo vocês podem acompanhar essa tabela com as posições de cada um dos cinco títulos (Shokugeki no Souma, Haikyuu!!, Boku no Hero Academia, Gintama e World Trigger) em determinado período, as primeiras quatorze edições de 2016. Outra coisa que é importante levar em conta é que a primeira Issue (edição) de 2016 não necessariamente foi lançada em janeiro, geralmente no Japão ela começa no início de dezembro, isso se dá basicamente devido ao fechamento do ano fiscal das empresas japonesas, inclusive das editoras, pois afinal elas são empresas também.

Tabela

Vejam acima que aqueles marcados em verde possuem uma posição confortável na tabela, geralmente no TOP 5. Os marcados em branco são neutros, figuram no meio do ranking. Já aqueles em vermelho, ocupam o final do ranking e se não são queridinhos dos editores ou não possuem grandes vendas, correm perigo de cancelamento.

A média foi feita baseada em cada posição durante o período pesquisado (que começa no início de dezembro de 2015 até o início de março de 2016), e tem como objetivo determinar imprecisamente a posição real de cada obra. Só foi utilizado por meio de curiosidade.

Agora que você já viu essa tabela e tem uma ideia das posições de cada um dos mangás, vamos falar sobre eles e analisar as possibilidades de virem ao país:


Shokugeki_no_Souma_Volume_1

Shokugeki no Souma (Food Wars)

Publicado desde 2012, conta atualmente com 17 volumes e ainda está em andamento, obviamente.

Sinopse: A história acompanha o sonho de Yukihira Souma em ser um Chef. Desejando seguir os passos de seu pai e assumir o restaurante, o garoto se vê obrigado por seu pai a entrar numa academia de culinária no momento em  que o homem viaja para a Europa. De início o garoto subestima a academia, porém posteriormente descobre que se trata de algo diferente do que imaginava: era uma escola de culinária voltada à elite, onde apenas 10% dos alunos conseguem a graduação. Conseguiria Souma vencer esse desafio?

É interessante notar na tabela apresentada acima que a obra não é, atualmente, um sucesso em questão de posicionamento no Ranking. Permanece inquieta entre os cinco primeiros e a área neutra da revista. Normalmente esse fato pode ser ocasionado pela qualidade de seus adversários, a briga pelo topo anda acirrada.

No quesito vendas, elas mantém o mangá confortável, principalmente considerando que seu penúltimo volume vendeu mais de quatrocentos mil exemplares, um ótimo número se desconsiderarmos os grandes sucessos como Assassinations Classroom e One Piece. Antes de seu anime, a série vendia pouco menos que trezentos mil exemplares, o que prova que a versão animada refletiu bem nas suas vendas.

Além disso, o apelo do público para o lançamento da obra por aqui é muito grande, principalmente depois da estreia da primeira temporada do anime. Será que veremos essa obra no Brasil ou teremos que esperar Toriko terminar? Parece que as editoras nacionais têm outras prioridades da Shonen Jump para este ano.


 

haikyuu 01

Haikyuu!!

Publicado desde 2012, possui até o momento 20 volumes publicados no Japão e ainda está em andamento.

Sinopse: A história acompanha um garoto chamado Hinata que por jogada do destino acaba se apaixonando por voleibol. Após um incidente muito conturbado com um jogador conhecido como “Rei da Quadra” chamado Kageyama, uma rivalidade é criada e o jovem Hinata, ao lado do time de vôlei do colégio Karasuno, passa a se esforçar para derrotar seu detestável rival.

É impossível não notar o excelente desempenho dessa obra na tabela, seu posicionamento no Ranking da revista só mostra o quanto é um título querido pelo público japonês. Reparem que ele não esteve entre os cinco mais votados apenas uma única vez durante todo o período avaliado, no geral sua posição é no topo.

Em vendas, então, o mangá está voando. Seu penúltimo volume vendeu quase oitocentos mil exemplares, confirmando que o título é um sucesso inegável, ultrapassando todos os outros quatro mencionados nesta postagem. Entretanto, no ano anterior ao seu anime, o mangá vendia pouco mais que duzentos mil exemplares em seu sexto volume, mostrando que sua animação foi uma alavanca enorme para o número de vendas da obra original. O volume 20 vendeu em sua primeira semana 371,265 mil exemplares, ficando em segundo entre as obras mais vendidas daquela semana.

Por fim, no quesito “anseio nacional”, a recente enquete promovida pelo blog Gyabbo (clique aqui para ver) mostra que grande parte do público espera por esse mangá, sendo o nono mais votado na pesquisa.

Quem sabe uma certa editora italiana não possa publicar o título após o fim de seu mangá de basquete? Restam a dúvida e a espera.


Boku no hero 01

Boku no Hero Academia

Começou a ser publicado em 2014 e possui 7 volumes até então.

Sinopse: A história se passa nos dias atuais, porém com uma pequena peculiaridade: humanos com poderes especiais se tornou algo comum em todo o mundo. Tudo aconteceu quando um único humano nasceu com poderes, tratados na história como  “individualidades”, e a partir de então a maioria dos humanos que nasceram possuíam tais “individualidades”. Contudo, acompanhamos a vida de um dos humanos que não nasceram com esses dons especiais, Izuku Midoriya. Ele é apenas um humano comum, porém com um sonho muito audacioso: o de se tornar um super-herói. A história acompanha a trajetória de Midoriya em busca de seu sonho.

Aqui está um dos queridinhos da maioria dos leitores. A estreia dessa obra marcou e muito a revista, principalmente por ter sido pouco tempo antes do fim do ninja que fez sucesso internacional, e muitos o apontaram como seu sucessor. Desde sua primeira aparição na revista a obra está presente entre os cinco mais votados, saindo dessa posição pouquíssimas vezes. Na tabela é possível perceber que, assim como Haikyuu!!, ele só caiu para uma posição neutra uma única vez durante todo o período de pesquisa.

Em termos de vendas, seu último volume vendeu quase trezentos mil exemplares até então, um número muito bom para uma série que ainda nem possui um anime em exibição. Em seu primeiro volume, a série já dava sinais de que seria um sucesso, vendendo aproximadamente cento e cinquenta mil exemplares. É muito provável, por sinal, que com o anime previsto para Abril desse ano as vendas do mangá ganhem uma guinada ainda maior.

No Brasil essa obra já é uma das mais desejadas e na citada pesquisa do Gyabbo, ele figura em oitavo lugar na lista dos mais votados. De certo, mesmo com poucos volumes, é um dos títulos que virá ao país em breve, provavelmente ainda em 2016.


 

gintama

Gintama

É publicado desde 2003 e possui até o dado momento 63 volumes.

Sinopse: Conta a história de um grupo de faz-tudo chamado Yorozuya, composto por Sakata Gintoki, um preguiçoso ex-samurai, Yato Kagura, pertencente ao clã mais poderoso do universo, e Shimura Shinpachi o quatro-olhos que deseja se tornar um samurai. A história se passa no fim do período Edo, numa terra completamente conquistada por alienígenas. Durante a história, o grupo Yorozuya passa por várias situações tentando ajudar os seus clientes e… comer.

Como é possível notar na tabela, o posicionamento de Gintama durante o período de pesquisa não foi muito favorável: a maioria das suas posições se deu entre os cinco menos votados pelos japoneses.

Apesar disso, as vendas de seu penúltimo volume em circulação foram boas: cerca de trezentos mil exemplares vendidos, mantendo a sua média dos últimos anos. A obra é, por essência, uma paródia. Toda ela é focada em comédia, e parte das piadas são voltadas ao público japonês, por isso uma tradução do mangá (principalmente nos moldes aprovados pelos leitores brasileiros) acaba se tornando uma tarefa extremamente complicada e talvez por esse motivo não tenha aparecido em terras brasileiras.

Além disso é importante mencionar algumas informações que fazem o mangá ser quase impossível de sair por aqui, como o fato de que o título foi cancelado em vários países onde foi publicado, como os EUA e a Espanha. Sem falar que o título é o mais antigo dos mencionados, tendo 63 volumes publicados, o que não é pouca coisa, visto que até hoje nenhum título foi lançado no Brasil quando já tinha essa quantidade de volumes. Na verdade, apenas Naruto e One Piece, pela Panini, mas os dois eram relançamentos…

Apesar disso, muitos fãs cobiçam a publicação dessa série desde muito tempo aqui no Brasil e é por isso que ela figura na lista, inclusive estando na 10ª posição na pesquisa feita pelo Gyabbo. Infelizmente a possibilidade da obra aparecer por aqui tanto em 2016, quanto nos próximos anos é praticamente nula, pelos motivos já citados.


World triger

World Trigger

Teve sua publicação iniciada em 2013 e conta atualmente com 13 volumes publicados, com o volume 14 já confirmado para esse mês.

Sinopse: A história gira em torno de uma agência de proteção chamada Border, cujo objetivo é exterminar criaturas vindas a partir de uma abertura para outro mundo aparecida repentinamente na cidade Mikado. Nesse cenário uma amizade é formada entre um humano, agente da Border e um Neighbor com forma humana que o ajuda numa situação de risco. Cabe ao agente Mikumo Osamu proteger a cidade em que mora junto de seus companheiros e de seu peculiar amigo, Kuga Yuuma.

Essa obra é, sem dúvida alguma, a mais esperada por aquele que escreve essa matéria. Ponderando sobre a tabela, pode-se notar que a obra é completamente inconstante; ora entre os cinco mais votados, ora entre os cinco menos votados. No geral, poderíamos considerar que a série está numa zona neutra devido a isso, mas ainda há um fator a ser considerado: boatos dizem que as posições ruins de World Trigger não podem ser contabilizadas, pois o autor está passando por problemas de saúde e tem ganhado apoio editorial, isto é, sem chance de cancelamento. Contribuiu para esse boato, o fato de que houve um período em que a obra ficou ausente devido a saúde do autor.

Em relação às vendas, seu último volume contabilizado, o 13, vendeu mais de duzentos e cinquenta mil exemplares, um número bom, parcialmente fruto da exibição do anime. Antes de sua estreia, a obra original vendia cerca de cem mil exemplares, tendo suas vendas mais do que duplicadas após a exibição da animação.

O apelo do público não é tão grande se comparado às obras anteriores. No entanto, a receita do mangá, que vende um shounen de fantasia e ficção científica é praticamente o que faz dele um potencial candidato a lançamento. Muitos outros com essa fórmula são encontrados no mercado brasileiro, e por ser uma obra da revista de mangás mais conhecida do Japão, ele não poderia ficar de fora. Fica a pergunta: será que alguma editora brasileira colocará as mãos nesse título ou os números dele são tão fracos que ninguém apostará nele? Fica a dúvida…

***

Essas foram as cinco séries atuais da Shonen Jump que achamos que mereciam uma chance no Brasil. Quais são as suas, leitor?

BBM

14 Comments

  • Honestamente, a atual “safra” da Jump quase não me conquista, tanto que não acompanho nenhum online. Porém, concordo com você, dos atuais seriam esses 5. Talvez eu colocaria Nisekoi no lugar de Gintama, pois acho mais fácil de aparecer aqui.

    Comprar já seria outros 500, pois desses, apenas Haikyuu! seria compra certa. Talvez SnS e Boku no Hero se a grana estiver sobrando. 😀

  • Bruno

    Eu acredito no potencial de Black Clover, mas isso vai demorar, o mangá não tem nem 1 ano ainda

    Por enquanto o Hype está em outras obras, como Boku no Hero, mas ele eventualmente vai baixar, e quando Black Clover tiver mais capítulos, com certeza vai ganhar anime, e as pessoas vão dar mais atenção a ele

    – Shokugeki no Souma: esse vem com certeza, já é popular e a segunda temporada vai alavancar mais ainda

    – Haikyuu: eu não tinha pensado nessa possibilidade de vir no lugar de Kuroko, mas acho bem mais provável que seja assim do que colocarem Slum Dunk como muitos falam. Imagino que pra Slum vir vai depender de Vagabond

    – Boku no Hero Academia: esse também vem de certeza, provavelmente assim que chegar no décimo volume, pelo meu achismo ele vem pela JBC 😀
    Não sei porque, mas imagino a JBC usando tudo que tem pra mostrar que eles tem Shounen Jump também, sem falar que a Panini já tem jump demais, se continuar assim a Panini devia fazer logo uma edição Brasileira da revista 😀

    – Gintama: esse não vem. Teve o final anunciado, mas mesmo assim, é longo demais

    – World Trigger: não faço ideia, mas o Anime parece que vai acabar, isso talvez faça a popularidade decair um pouco

    • binho

      Eu considerei Black Clover ao elaborar a lista, mas o mangá ainda tem muito pouco. Talvez durante o ano ele consiga mais visibilidade, um anime venha e alavanque, como você disse.

  • Eu torço para que um dia Diamond no Ace acabe vindo para cá, mesmo sabendo que é praticamente impossível de vir devido a temática ser esporte e ainda mais baseball que não é da cultura brasileira, mas sonhar ainda é de graça xD

    Dos cinco eu acabaria levando Boku no Hero, Shokugeki e Haikyuu. Gintama ao contrário de muitos, eu não gosto muito, até tentei assistir o anime e ler o mangá mas não me pegou e o mesmo acontece com World Trigger.

    • Eu adicionaria Nisekoi e ponto final. De todas as obras a que mais sinto falta é sim Nisekoi.

      Seria bom um shonen mais comédia pra variar.

    • binho

      Nisekoi é um título muito longo para um romance. Ultrapassou em volumes até mesmo o popular Love Hina, sem falar que os números dele não se comparam ao de Haikyuu!!…

  • JMB

    Ótimo artigo!!
    Apesar de gostar de Guerra de Comida e HQ!, não sei se os compraria. Esse Minha Academia de Heróis vou assistir o anime e ver se o hype vale a pena.
    binho, por favor, faz uma parte 2 com mangás antigões da Weekly (tipo Hokuto no Ken, Kinnikumann, Hareluya II Boy, etc.)!

  • eduardo urashima

    Haikyuu!! tem aquilo que pode ser um grande apelo e que não foi sitado: é Vôlei. Vôlei é um dos esportes mais praticados no país, a superliga de Vôlei é umas das mais fortes do mundo e seus jogos passam na TV (aberta e fechada). Pode ser uma bom atrativo para aumentar o público leitor de mangás.

  • Liz

    Eu com certeza levaria Shokugeki no Souma, acompanho o mangá faz tempo e as batalhas entre os chefs não perde em nada para a as lutas de grandes mangás shounen, em minha opinião. Também compraria Haikyuu e World Trigger. Boku no Hero ainda não sei, e Gintama eu não conheço muito para falar algo sobre.

    • binho

      Gintama é muito difícil de vir, de qualquer forma. Algo me diz que os outros 3 não vão demorar muito…

Comments are closed.

%d blogueiros gostam disto: