NR 299. Berserk tem seu preço reajustado

Depois de três anos

Após três anos, a nova edição de Berserk sofre um reajuste de preço. A partir da edição 18, a ser lançada até o dia 10 de julho, o título passará a custar R$ 17,90. A informação foi revelada após a divulgação da capa em maior definição da edição.

Berserk é de autoria de Kentaro Miura e está em publicação desde 1989 no Japão, possuindo atualmente 39 volumes. No Brasil, o título começou a ser publicado originalmente em 2005 em formato meio-tanko (cada volume japonês são dois no Brasil). Em 2014, após uma enorme campanha por parte dos fãs, a editora Panini resolveu relançar o título dessa vez respeitando o número de volumes original.

***

Curta nossa página no Facebook

 Nos siga no Twitter

 BBM

14 Comments

  • João Vitor

    Vagabond está a R$:18,90 com orelhas, então está um preço justo, até porque tudo subiu.

  • A editora nem se preocupou em divulgar? Eles simplesmente postaram a capa e meio que “vazou” o aumento?

    • Não é costume divulgar aumento.
      Geralmente, ele aparece no checklist e pronto. Algumas vezes, lojas online revelam o aumento antes, mas só isso.

      Dessa vez, aconteceu que nem no checklist o aumento estava listado e só se descobriu com a revelação da capa.

  • pg

    Os mercenarios comemoram.Assim as pessoas que nao comprarem no lancamento vao pagar mais caro ainda ja que a Panini se recusa a manter estoque….

  • Alexandre Vieira Kuhn

    O único problema é que Berserk não é vendido em grandes livrarias, como Saraiva e Amazon. Pagar esse preço por um mangá numa banca de jornal mata qualquer um.

    • João Vitor

      Engraçado que a Livraria Cultura vendia até o volume 13, mas por algum motivo obscuro parou depois deste.

      One Piece mensal sumiu do checklist.

      Há coisas que não dá para saber e nem entender sobre a Panini.

        • Não, não. Você não entendeu, Alexandre.
          One Piece foi lançado de duas formas:
          -A partir da edição 1 em periodicidade mensal para novos colecionadores
          -A partir da edição 35 em periodicidade bimestral, para os que compravam na época da Cornrad.

          Seria feito assim até que a edição mensal alcançasse a bimestral, mas isso nunca aconteceu. Desde meados de 2016, a edição mensal simplesmente sumiu do checklist sem aviso. Uma ou outra edição tem chegado às bancas de revista, de forma muito esporádica, mas igualmente sem qualquer aviso. O que a editora havia prometido simplesmente deixou de existir e eles só mantiveram a edição bimestral…

    • A distribuição da Panini para certos títulos é péssima, mesmo relativamente perto da Capital de São Paulo (moro em Bauru, pouco mais de 300 km de distância).

      Sofro com inúmeros títulos que nunca apareceram por aqui ou, se apareceram, foi só a partir de um volume aleatório ou, ainda, começaram a ser distribuídos regularmente, mas, do nada, desapareceram e voltaram meses (ou anos) depois, em outro volume aleatório. Minha coleção de Planetes quase ficou incompleta porque o 2º volume NUNCA apareceu por aqui, até a redistribuição do título, tempos depois da publicação original.

      Fã sofre.

  • Rodrigo

    Pessoal, nós já pegamos tanta coisa com desconto né?
    Vamos comprar alguma coisa nas bancas também poxa, relembrar os velhos tempos huhuhu

Comments are closed.

%d blogueiros gostam disto: