Comentando os títulos anunciados pela JBC e pela Panini

O que achamos deles?

No último domingo, 16 de dezembro de 2018, Levi Trindade, representando da Panini no Ressaca Friends, deu uma entrevista exclusiva para o canal Manga Tube e nela foram revelados três títulos novos para a Panini em 2019, Pokémon Ruby & Saphire, Radiant eYoujo Senki.

Já na quinta-feira, 20 de dezembro de 2018, a editora JBC anunciou, por meio de seu canal do Youtube, a publicação de Fairy Tail – Ice Trail. Noticiamos tudo aqui no blog, mas agora viemos dar nossa opinião sobre os títulos e nossas indicações para vocês.

Fairy Tail – Ice Trail é um spin-off da obra de Hiro Mashima, focada no passado de Gray. Possui de dois volumes no total e foi publicada na Fairy Tail Magazine (uma revista dedicada apenas a essa franquia). Se você é fã de Fairy Tail e quer ter tudo e mais um pouco da obra, eis mais um título para sua coleção. De minha parte, li apenas e tão somente o primeiro volume do mangá original, então esse spin-off é um título que deixarei passar.

No ocidente, Fairy Tail Ice Trail já foi publicado na Alemanha, na Espanha (em edição BIG), na França, na Itália e nos Estados Unidos. As capas vocês veem acima.

SinopseA conselho de seu Mestre, um jovem feiticeiro de gelo começa uma jornada na estrada para o oeste. Ao descobrir o mundo, Gray Fullbuster está determinado a seguir seu destino e se tornar mais forte. Antes de entrar para a guilda Fairy Tail, ele experimentará muitas aventuras e conhecerá muitos sábios a quem ele deixará uma lembrança inesquecível. Como Gray entrou na guilda Fairy Tail?

Não há muito o que se falar sobre Pokémon. Todo mundo conhece, sabe o que é, e a vinda de mais uma saga não é surpresa para ninguém. Para quem gosta de Pokémon e ainda não comprou nenhum dos mangás fica a recomendação, muitos fãs dizem que Ruby & Saphire é a melhor parte.

Ruby & Saphire, correspondente aos volumes 15 a 22 do original, ou seja serão 8 volumes. A única dúvida quanto a essa publicação é se ela seguirá aos moldes dos demais mangás da franquia (com miolo em papel jornal) ou se virá no novo padrão, com miolo em offwhite. Teremos que aguardar para saber a resposta.

SinopseO pai de Ruby, Norman, é o novo Líder de Ginásio da cidade de Petalburg. Mas Ruby não quer seguir os passos de seu pai – ele quer ganhar Concursos Pokémon! O pai de Sapphire, Professor Birch, é o pesquisador de Pokémon local. Mas a Sapphire está cansada de coletar dados científicos – ela quer ganhar Batalhas Pokémon! Quando Ruby e Sapphire se encontram, eles estão mais propensos a bater um no outro do que qualquer coisa. Então Sapphire desafia Ruby para uma competição! Qual deles quer alcançar seus sonhos em apenas oitenta dias ?!

Radiant é provavelmente o mangá francês mais popular do mundo, que teve o privilégio de ser publicado no Japão. Não somente isso, até mesmo uma adaptação em animê, o mangá ganhou, tamanha a sua fama.

Para quem não sabe, o título ganhou relevância no cenário internacional por causa de Yusuke Murata, o desenhista de One-Punch Man. O autor gostou tanto do trabalho de Tony Valente que recomendou a venda do título no Japão. Radiant começou a sair no oriente em 2015 e você vê a capa japonesa do volume 1 abaixo, com a recomendação de Murata.

Capa japonesa

Para Murata, Radiant é um bom mangá shonen, então é isso o que você deve esperar dessa obra. Se você gosta de battle shonens, Radiant é mais um para você ler. Se você não gosta, deixe passar, pois tem outros mangás no mercado. De minha parte, eu já li alguns capítulos e do que li gostei, mas não pretendo adquirir o título, pois não é uma obra que me chama muito a atenção.

Além da França e do Japão, Radiant também é publicado em diversos outros países como Alemanha, Espanha e Itália, cujas capas você vê acima. Apesar da fama, a vinda para o Brasil acaba sendo uma surpresa já que raramente vemos mangás de outras nacionalidades por aqui.

SinopseSeth sonha em se tornar um grande feiticeiro. Ele quer poder para derrotar os Némésis, monstros que vêm do céu, mas sua afobação sempre lhe mete em problemas e acarreta na fúria dos moradores da vila e de Alma, sua guardiã. Determinado a salvar o mundo, Seth embarca numa jornada em busca do Radiant, o lendário lar dos Némésis. Fazendo novas amizades e enfrentando duras batalhas, assim começa a aventura de Seth.

Youjo Senki nasceu originalmente como uma série de light novels escrita por Carlo Zen e tornou-se popular mundo à fora por causa da adaptação em animê. A obra não é outra coisa senão um isekai daqueles mais estranhos possíveis, em que um homem que não acredita em Deus acaba reencarnando em um outro mundo, no corpo de uma garotinha, Tanya, com poderes mágicos e que os usa como força no exercito.

Capa espanhola

O animê é realmente muito legal de assistir, bastante imersivo. Trata-se de uma obra de ação, com diversas estratégias, mas ao mesmo tempo possui um jeito que você consegue achar graça, por causa das expressões e o comportamento de Tanya e das situações inusitadas que acontecem com a garota. A animação realmente vale muito a pena. Ela está disponível na Crunchyroll, tanto em opção dublada, quanto legendada.

Capa francesa

O anúncio da Panini, porém, não foi a light novel. Foi a adaptação em mangá. Eu não conheço. Não sei se é bom ou se é ruim, então não posso fazer uma indicação para vocês baseado nisso. Será que é uma boa adaptação, igual o animê? Será que é bem feito e entretém? Eu não sei.

O problema realmente é que, assim como a light novel, o mangá está em andamento, e mangá adaptado de light novel muitas vezes não adapta tudo e termina bem antes do original. Nada garante que iremos ver o final da história por meio do mangá.

Capa italiana

Trata-se de um dilema, mas se você gosta de Youjo Senki a gente indica a comprar. Explico: se você tem a opção de comprar a light novel e o mangá, eu irei recomendar sempre a light novel, pois ela não só é a obra original, como também é mais completa, nos apresenta a história de forma melhor, não tem cortes, etc. É o caso de Re: Zero. Entre mangá e light novel, prefira mil vezes a light novel.

Capa alemã

Youjo Senki não é o caso. Como só será lançado o mangá pode ser o único contato com a obra, então se você é fã e quer ter alguma coisa da franquia, apreciando a história por uma outra mídia, esse mangá é sua chance. Além disso, se você quer a light novel, é necessário mostrar que a obra tem público. Se o mangá não vender, a Panini nunca irá atrás da obra original. De minha parte, gostei do animê, sim, mas não entrou para a minha lista de favoritos. Ainda não decidi se irei ou não comprar a obra.

Capa americana

A adaptação em mangá de Youjo Senki está em publicação no ocidente em vários países, como Espanha, Estados Unidos, Itália, Alemanha e França. As capas vocês viram acima.

SinopseAs frentes de guerra mais severas foram varridas por um lutador imparável: seu nome é Tanya, uma menina que, apesar da idade e das aparências, acaba por ser uma comandante extremamente infeliz. Porém mais do que a dedicação à causa da guerra, o que move Tanya é o desejo ardente de fazer uma carreira para recuperar a vida (e as aparências) do passado, que lhe foram tiradas por um deus irascível…

Anúncios

10 comentários

  1. Youjo Senki, com certeza vou levar. Embora no mangá Tanya parece mais madura. Na verdade a sinopse está meio errada. Tanya quer cair fora dessa roubada, mas acaba sendo tão boa no planejamento e execução. Que jogam nela para resolver os problemas… Kkk Fora o duelo dela com a “existência X”

    Curtir

  2. Já to vendo ano que vem esses títulos como Radiant e Bungou custando R$30 em um desses reajustes malucos da Panini…

    “O mangá não vende? Por que não aumentamos o preço em quase 50%, assustamos a meia duzia que ainda compra depois cancelamos quando ninguém mais comprar?”

    Curtido por 2 pessoas

    1. Acho que a Panini do Brasil pensa que tá trabalhando na França, pq parece óbvio que com esses preços o nicho de compradores de mangás deles vai diminuir cada vez mais. NewPOP e JBC pelo menos estão tentando e trabalhando com estratégias que permitam o consumidor adquirir seus títulos em momentos oportunos, pq ninguém aguenta mais deixar de comprar um produto das duas citada pra comprar algo da italiana por medo do negócio desaparecer da face da terra.

      Entenda, Panini Brasil: muitas vezes menos é mais.

      Curtir

      1. Eu concordo com você e talvez até a Panini concorde.
        O problema é o método que eles utilizam pra isso
        .
        Acredito que na visão deles, esse preço de capa é meramente sugestivo/decorativo e pra fins de venda vale muito mais anunciar um título “De R$19,90 por R$14,90” do que simplesmente colocar “R$14,90” na capa.
        É o efeito amazon dos preços ou a banalização dos descontos que tem ocorrido nos últimos meses/anos.

        Eses vi uma HQ da Mythos em pré-venda pela editora (repito: em pré-venda) por 35% de desconto sobre o preço de capa. Por que não anunciaram logo a HQ 35% mais barata ? Porque não é atrativo…

        Muitos nem comprariam esses mangás pelo preço de capa, mas basta entrar numa promo HQBarata da vida pro bolso coçar.

        =(

        Curtido por 3 pessoas

        1. Pré-venda com 35% de desconto?? Credo, a que ponto chegamos…
          Mas concordo, se tivesse com preço cheio muitos provavelmente não iriam comprar, mas quando a pessoa vê o desconto o consumismo dentro dela ativa e ela passa a cogitar, vai se tem mais coisa em promoção e acaba comprando coisa que não precisa e nem queria. É o famigerado Efeito Target.

          Curtir

    2. Curiosamente, parece que os mangás mais caros são os menos populares. Nunca estudei nada relacionado a preço, mas isso não faz sentido na minha cabeça. Se a obra já tem um público menor, pra que fazer numa edição mais cara e reduzir ainda mais esse público? Considerando que a tendência de toda coleção de mangá é ter uma queda mais ou menos constante de vendas com o passar dos volumes, provavelmente esses mesmos mangás vão ter vendas risíveis em poucos volumes.

      Curtir

      1. Eles nunca divulgam exatamente, mas em geral as vendas afetam diretamente o preço, pois o preço para impressão de cada unidade é inversamente proporcional ou número de unidades produzidas. Logo, se vende menos, diminuem as tiragens e, por consequência, aumenta-se o preço de produção de cada volume. Como as editoras não fazem caridade, elas logo repassam essa diferença pra nós consumidores.

        Em outras palavras, eles passam a bomba pros consumidores, ou pagamos pela falta de planejamento, publicidade e pesquisa de mercado deles, ou ficamos com uma coleção incompleta porque algumas editoras (Abraço, Panini) cancelam sem dó séries que não vendem.

        UMA RESSALVA IMPORTANTE: Que eu tenha notado, lugar nenhum noticiou que apesar de ter sido reajustado para R$19,90 no volume 8, o volume 9 do injustiçado Ninja Slayer teve o preço de 14,90 devido ao baixo número de páginas. Uma atitude legal da Panini que merecia ser apontada.

        Curtir

  3. Dos quatro, vou apostar apenas na Tanya, pois o anime entrou na minha lista de favoritos desde o primeiro episódio! Mas se não curtir a primeira edição, passo o facão sem dó!

    Curtir

  4. Honestamente eu não vou levar absolutamente nada desses que foram anunciados. As múltiplas coleções já estão pesando no meu bolso, tem muita coisa atrasada, então fica complicado adicionar mais um. Única certeza de compra é Punpun, Rosa de Versalhes, Hokuto no Ken, Dragon Ball e a continuação de Alita.

    Curtir

  5. Apesar de não ter me interessado por nenhum dos títulos, gostei bastante do post. É sempre bom ver a opinião de outras pessoas sobre lançamentos e anúncios, e gostei da forma como você deu seus argumentos, foi bastante coerente. Radiant e Tanya the Evil são, sem dúvida, os anúncios mais inusitados. Até alguns anos atrás, títulos assim jamais seriam anunciados, o que mostra que o nosso mercado vem se fortalecendo, pelo menos em questão de variedade, o que é ótimo. Espero que a Biblioteca Brasileira de Mangás continue com o ótimo trabalho.

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s