NI 474. Divulgados os vencedores do 44º Kodansha Manga Awards

Nenhum título publicado no Brasil ficou entre os vencedores

A editora Kodansha divulgou nesta terça-feira, 12 de maio de 2020, os três vencedores do 44º Kodansha Manga Awards, o prêmio anual da editora. Ocorrendo desde 1977, este ano o prêmio dispunha de três categorias: Melhor Shounen, Melhor Shoujo e Melhor Mangá Geral. Confiram os vencedores e os indicados em cada um:


MELHOR SHOUNEN


Tokyo Revengers (VENCEDOR)
Ken Wakui
17 volumes (em andamento)
Shonen Magazine (Kodansha)

Demais Indicados:


MELHOR SHOUJO


Nossas Preciosas Conversas (VENCEDOR)
Robico
7 volumes
Dessert (Kodansha)

Demais Indicados:

  • Kageki Shoujo!!
  • Um Beijo à Meia-Noite (Gozen 0-ji, Kiss Shi ni Kite yo  )
  • Hananoi-kun to Koi no Yamai  

MELHOR MANGÁ GERAL


Blue Period (VENCEDOR)
Tsubasa Yamaguchi
7 volumes (em andamento)
Afternoon (Kodansha)

Demais Indicados:

Com informações de ANN


Na edição deste ano Atelier of Witch Hat, Spy x Family e Slime não ganharam nenhum prêmio, mas já tivemos no Brasil várias obras licenciadas que foram premiadas no Kodansha Manga Awards no passado. Eis a lista seguir:

  • Akira, de Katsuhiro Otomo – vencedor na categoria Geral em 1984.

  • Adolf, de Osamu Tezuka – vencedor na categoria Geral em 1986,  empate.

  • Sailor Moon, de Naoko Takeuchi – vencedor na categoria Shoujo em 1993.

  • Parasyte, de Hitoshi Iwaaki – vencedor na categoria Geral em 1993.

  • GTO, de Tooru Fujisawa – vencedor na categoria Shounen em 1998.

  • Peach Girl, de Miwa Ueda – vencedor na categoria Shoujo de 1999.

  • Vagabond, de Takehiko Inoue – vencedor na categoria Geral de 2000.

  • Love Hina, de Ken Akamatsu – vencedor na categoria Shounen de 2001.

  • Fruits Basket, de Natsuki Takaya – vencedor na categoria Shoujo de 2001.

  • 20th Century Boys, de Naoki Urasawa – vencedor na categoria Geral de 2001.

  • Honey & Clover, de Chika Umino – vencedor na categoria Shoujo de 2003, empate.

  • Basilisk, de Masaki Segawa – vencedor na categoria Geral de 2004.

  • Sugar Sugar Rune, de Moyoco Anno – vencedor na categoria Infantil de 2005.

  • Air Gear, de Oh!Great – vencedor na categoria Shounen de 2006.

  • Kimi ni Todoke, de Karuho Shiina – vencedor na categoria Shoujo de 2008.

  • Fairy Tail, de Hiro Mashima – vencedor na categoria Shounen de 2009, empate.

  • Super Onze, de Ten’ya Yabuno – vencedor na categoria Infantil de 2010.

  • Ataque dos Titãs, de Hajime Isayama – vencedor na categoria Shounen de 2011.

  • Vinland Saga, de Makoto Yukimura – vencedor na categoria Geral de 2012.

  • Ore Monogatari!!, de Kazune Kawahara e Aruko – vencedor na categoria Shoujo de 2013.

  • Your Lie in April, de Naoshi Arakawa – vencedor na categoria Shounen em 2013.

  • Yo-kai Watch, de Noriyuki Konishi – vencedor na categoria Infantil de 2014.

  • The Seven Deadly Sins, de Nakaba Suzuki – vencedor na categoria Shounen de 2015, empate.

  • Knights of Sidonia, de Tsutomu Nihei – vencedor na categoria Geral de 2015.

  • BEASTARS, de Paru Itagaki – vencedor na categoria Shounen de 2018.

  • As Quintuplas, de Negi Haruba – vencedor na categoria Shounen de 2019.

Um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s