BBM Lista: 5 mangás “antigos” da JBC que você deveria dar uma chance

Obras para você olhar com carinho

Talvez você não tenha reparado, mas a editora JBC não está com publicações impressas no momento. Todos os seus títulos encontram-se parados em razão da pandemia e o único mangá previsto para ser lançado em breve é o Vigilante: My Hero Academia Illegals, datado para o final de julho.

Como não está saindo nada por hora, que tal dar uma olhada em obras mais antigas da editora que, por ventura, você tenha deixado passar? Existem vários títulos curtos, já completos pela empresa, que podem lhe render uma boa leitura e que talvez você não tenha tido dinheiro na época que saiu ou não deu bola por um motivo ou outro.

Pensando nisso, resolvemos listar cinco títulos “antigos” da JBC que você deveria dar uma chance. Escolhemos apenas obras em que ainda é possível encontrar em alguma loja online, como a Amazon ou a Comix. Dito isso, vamos à lista:


THERMAE ROMAE (6 VOLUMES)


Thermae Romae é uma daquelas obras de comédia das mais inusitadas possíveis e que é recomendada por 9 a cada 10 leitores^^. No mangá, acompanhamos o arquiteto Lucius, que tem como função desenhar novas Casas de Banho na época da Roma Antiga. Entretanto, seu estilo é considerado ultrapassado, obsoleto. Em um certo momento, porém, ele acaba viajando no tempo, do nada, e vai parar em uma casa de banho do Japão, na era atual.

A obra, então, mostrará Lucius indo e vindo no tempo, com ele ficando fascinado pelas inovações do Japão e utilizando seus conhecimentos adquiridos na era atual para transformar a Roma Antiga, tornando-se um dos mais famosos arquitetos de casas de banho do período. Talvez isso não pareça nada fora do padrão, mas veremos cenas das mais inusitadas que geram bastante riso no leitor, como Lucius conhecendo a televisão e a energia elétrica, ou ele indo parar no famoso ritual do Falo Gigante ou aparecendo numa loja que vende banheiras, etc, etc. Tudo mostrando um embate entre as certezas de alguém que se achava dentro de uma cultura superior (a romana), com a perspectiva futurista, de coisas nunca imaginadas por alguém da antiguidade.

Thermae Romae é de autoria de Mari Yamazaki (mesma criado de Olympia Kyklos) e possui 6 volumes no total. No Brasil, saiu entre 2013 e 2014. Você ainda pode adquirir a coleção completa no site da Comix, clicando aqui.


SAILOR V (2 VOLUMES)


Quando Sailor Moon foi lançado no Brasil pela primeira vez, entre 2014 e 2015, virou consenso entre as pessoas que só tinham visto o antigo anime que o mangá não era lá essas coisas, sendo muito repetitivo e não apresentando o charme do desenho animado. Sailor V, no entanto, é algo totalmente diferente da sua irmã mais famosa, e parece bastante com a animação.

Nessa obra, acompanhamos Minako Aino, a Sailor Venus, em suas primeiras aventuras. De repente, ela conhece um gato falante chamado Artemis e ela se torna uma defensora da justiça, enfrentando os perigos das forças do mal. Em todos os capítulos, há aquele climinha de humor e aventura do anime de Sailor Moon dos anos 1990, com passagens mais divertidas e uma melhor apresentação dos personagens.

Em Sailor V, na verdade, temos personagens novos (muitos deles parecidos com os de Sailor Moon O_o), mas que vão ganhando carisma ao decorrer da trama e tendo bastante papel no desenvolvimento da história, de modo que vamos gostando deles, assim como gostamos da Mina e Artemis.

Sailor V é de autoria de Naoko Takeuchi e ela foi a gênese do que se tornaria Sailor Moon. Foi concluído no Japão em um total de 3 volumes, sendo posteriormente relançado em uma versão de dois números. No Brasil, a editora JBC lançou essa última versão em dois volumes em 2015. Você ainda consegue encontrar as edições facilmente na Amazon (clique aqui).


VITAMIN (1 VOLUME)


Dentre os mangás que já foram publicados no Brasil, Vitamin é, sem dúvida, um dos mangás mais angustiantes. Ele é um daqueles títulos que apresentam um caráter de denúncia a uma prática comum na sociedade escolar japonesa, o bullying, e as consequências disso. Na obra, a protagonista é estuprada dentro da escola pelo namorado e alguém termina por ver a cena quando tudo já estava rolando, vendo apenas o rosto da menina. A fofoca se espalha, e a garota, então, passa a ser alvo constante de maus-tratos diversos no colégio, como se ela fosse a culpada, ou como se o ato sexual fosse uma desculpa para as pessoas a tratarem mal (algo como “você é safada e merece sofrer”).

A coisa é tão pesada que leva a uma série de consequências para a garota, dentre as quais a depressão, tema também abordado na obra. Vitamin é um título de denúncia para mostrar como certas práticas (talvez consideradas comuns) tendem a causar efeitos nocivos nas pessoas e que, portanto, devem ser evitadas.

O final da obra não agrada todo mundo por, entre outras coisas, ser otimista demais da conta, mas ele não apaga tudo o que foi apresentado e discutido durante o volume. É um mangá que merece mais atenção por parte das pessoas e, por isso, o indicamos.

Vitamin possui apenas 1 volume no total e foi publicado no Japão em 2001. No Brasil, saiu apenas em 2015 e ainda é possível encontrar tanto na Amazon (clique aqui), quanto na Comix (clique aqui).


PROPHECY (3 VOLUMES)


Prophecy é uma narrativa policial daquelas bem atuais, pois envolve crimes cometidos por meio da Internet ou com a ajuda dela. A obra já começa com uma divisão da polícia japonesa adentrando a casa de um sujeito que fazia pirataria de jogos, mostrando de cara como atua essa divisão.

Entretanto, a história centra-se em outro criminoso, um grupo de bandidos conhecidos como Homem Jornal, que está cometendo crimes previamente anunciados por meio da rede mundial de computadores. Tal grupo vem oferecendo punições a pessoas que, por algum motivo, causaram um mal-estar na sociedade com o uso da Internet. Só para se ter uma ideia, eles violentaram um sujeito que disse que uma mulher merecia ter sido estuprada, fizeram um sujeito comer barata frita (isso mesmo, barata) por ele ter dito que faria esse prato no restaurante em que trabalhava, fazendo o estabelecimento perder credibilidade, entre diversos outros casos.

A obra então girará em torno desse grupo e da tentativa da polícia, na figura da comandante Yoshino, de pegar esses criminosos e tentar entender a motivação deles para os crimes. Há uma intensa discussão sobre o uso da Internet, o poder da mídia, as estratégias de manipulação de massa, etc. É um excelente mangá para quem gosta de investigações e coisas do tipo. O final é meio anti-climático, porém não estraga a experiência de leitura.

Prophecy foi lançado no Japão entre 2012 e 2013 e teve 3 volumes no total. Foi publicado no Brasil na íntegra em 2014. Os volumes ainda podem ser encontrados na Comix (clique aqui).


O SENHOR DOS ESPINHOS (6 VOLUMES)


O Senhor dos Espinhos é um daqueles mangás “ame ou odeie”, dificilmente existindo um meio-termo. Trata-se de uma daquelas obras que vão se desenvolvendo de uma certa maneira e em determinado momentos coisas loucas atrás de coisas loucas vão acontecendo e você não sabe como se chegou ali. Como o mangá está nesta lista, fazemos parte dos que gostamos da obra.

No mundo de O Senhor dos Espinhos surgiu uma doença chamada Medusa, no qual as pessoas afetadas por ela acabam transformadas em pedra e, naturalmente, morrem. Na história uma empresa desenvolveu uma tecnologia para “congelar” algumas pessoas acometidas da doença até que se desenvolva uma forma de cura no futuro. Até aí tudo bem, mas algo dá errado e as pessoas acordam antes da cura ser descoberta. Pior, eles estão em um mundo pós-apocalíptico com criaturas fantásticas que podem matá-los a qualquer momento. Agora os sobreviventes deverão tentar se safar dessas criaturas, descobrir o que aconteceu, tudo isso antes de morrerem por causa da Medusa.

O mangá é um típico filme de aventura que passava na sessão da tarde. As coisas vão acontecendo, acontecendo, revelações vão sendo feitos, surgem outras coisas do nada e a história vai indo até que se descobrem diversos segredos surreais. Particularmente acho brilhante o mecanismo por trás da doença porque não é o tradicional “algo criado por algum malvadão”, embora existe algo perto disso.

Claro que tem coisas meio malucas e sem explicação, problemas de narrativa evidentes e que tornam a obra bem mediana, mas a emoção que ela passa faz com que deixemos passar esses deslizes e consigamos apreciar tudo, mesmo as escolhas duvidosas.

O Senhor dos Espinhos foi publicado no Japão entre 2003 e 2005 e teve um total de 6 volumes. No Brasil, saiu na íntegra em 2013. Ele ainda pode ser comprado na Comix (clique aqui).

4 Comments

  • Gustavo de Moura Figueiredo

    Recomendo que assistam ao live action de Thermae Romae. É hilário!

  • Matheus Mesquita

    Preciso dizer que amo o site, mas o tema novo é meio complicado de acompanhar as últimas notícias, ainda mais se demorarmos pra voltar aqui. Já tive um blog e sei como é divertido mudar, mas tem coisas que não funcionam tão bem na navegabilidade e deixam mais complexo. De qualquer forma, parabéns pelo conteúdo maravilhoso sempre, tudo pra mim.

    • Obrigado pelo comentário^^.

      Na verdade, eu odeio mudanças. Eu só mudei porque não tive escolha, pois o tema anterior vinha me causando problemas que eu não conseguia resolver. O último deles aconteceu há uma ou duas semanas, a página inicial do blog deveria ter 30 postagens, mas ela só estava exibindo 6 O_o.

      Aí eu procurei por algum tema e acabei escolhendo este, que foi o que menos me desagradou.

      —–

      Eu acho que com o tempo você se acostumará, pois as postagens novas agora tendem a ficar por mais dias na página inicial do blog. Basicamente, cada post irá para uma sessão mais abaixo no blog (notícias internacionais, resenhas, ebooks, curiosidades, etc) e, com isso, ficarão visíveis por um bom tempo na página inicial.

      MAS neste link (https://blogbbm.com/blog/) é possível todas as postagens do blog. Está escondido no menu na parte de cima do blog (no Menu “Matérias”), mas vou ver se consigo colocar mais visível. Se você se sentir perdido dá para se guiar cronologicamente por essa página, pois vai da postagem mais nova para a mais antiga.

Comments are closed.

%d blogueiros gostam disto: