Papel jornal em vias de desaparecer (JBC pode ter que mudar o papel de mais mangás)

Saiba mais

Devido à escassez de matéria-prima, mais mangás da JBC podem ter o papel alterado. Segundo a editora, o papel jornal deve acabar em breve e, consequentemente, a empresa terá que alterar o papel usado em alguns de seus mangás.

Pelo que a JBC explicou, a Pisa (responsável pela fabricação do papel jornal 52g, usado pela editora) não vai mais produzir esse tipo de papel, então quando o que tiver no mercado acabar, já era. A JBC dirá, no futuro, as obras que precisarão passar por alteração.

Todas essas informações foram passadas pela empresa em uma live, em seu canal no Youtube, realizada na noite desta sexta-feira, 12 de março de 2021.

***

Atualmente os mangás da JBC que ainda são em papel jornal são os seguintes:

Além deles, existem os títulos pausados a seguir, a maioria deles sem ganhar capítulos novos há vários e vários anos, com muita gente não acreditando que possam retornar.


MUDANÇAS PASSADAS


Muitos tipos de papeis têm ficado raros no mercado brasileiro, de modo que as editoras estão precisando se virar. O Lux Cream, por exemplo, deixou de ser importado e praticamente sumiu do mercado, o que obrigou a Pipoca & Nanquim e a JBC a mudar o papel de suas obras que o usavam. Hoje, ambas utilizam o pólen, que é um papel nacional.

Recentemente, a editora Devir comunicou que o papel usado nos mangás do selo Tsuru também estava em falta e ela teve que alterar o papel de Gyo, lançamento de março. Astra Lost In Space (da linha de mangás mais básica da editora) também está sofrendo com falta de papel.

10 Comments

  • Gustavo

    Hunterxhunter não entra para a lista de mangás com papel jornal? Tipo, se lançar o volume 37, ele vai ser apenas em offset ou vai ter versão offset e papel jornal do mesmo volume?

    • Eu acho que a JBC nunca falou sobre isso, mas como a edição em offset é uma simples reimpressão, o mais provável é que o 37 (se um dia ele existir no Japão) seja em offset também.

  • mhoa

    Caraca vey. Mas por que o mercado de papel está assim? Na verdade, por que o papel está tão caro? Sempre achei que tivesse uma produção nacional alta e que fosse um produto relativamente “barato”. Doidera, no Japão que é uma ilhota, aparentemente tem papel pra caramba, já que mangá lá é todo santo dia… Pq no Brasil temos que importar papel?
    Queria entender o que ocorre, pq do jeito que as editoras se pronunciam, esse material é que ajuda a puxar o preço dos mangás pra cima… Aí ferra com todo mundo

    • Victor Augusto

      Bem, vamos lá… São diversos fatores que aumentaram o preço do papel, os mais óbvios são: a pandemia, e a alta do dólar. Como explicado pelo Junior em um live da New Pop, a pandemia aumentou muito a demanda por matéria-prima de caixas (a mesma usada em capa dura e se não me engano capa cartão) devido a preferência que as pessoas começaram a dar para compras online. Demanda alta, aumenta o preço, mesmo podendo produzir mais, já que os compradores necessitam desse material independente do preço. Ou seja, se você não conseguir comprar, há quem consiga.
      Já a alta do dólar deixa inviável a importação de papel. Mas também aumenta o preço do papel nacional porque a Suzano (a empresa que detém um monopólio, praticamente, de produção de papel no Brasil) dá preferência para exportação de papel, assim deixando o preço mais alto pela mesma lógica de oferta e demanda.
      Caso alguém saiba mais sobre o assunto fique livre para me corrigir caso eu tenha falado alguma besteira, ou adicionar mais conteúdo sobre o assunto 🙂

      • makoto

        As editoras são tão burr4s que não migram pro digital logo de uma vez.

        • Lápis Azul

          Porque há muitas pessoas que gostam de colecionar coisas não digitais

        • Eduardo

          Não é questão de ser isso q vc diz, é o respeito ao leitor, independente de físico ou digital, a pessoa q escolhe o q quer comprar e do formato q quiser, independente de valores.

          • Lápis Azul

            Mas, Eduardo, se não houvesse mercado físico mais – se fosse um mundo em que ninguém comprasse -, não se investiria neles. Mas ele existe e é grande. Por isso que falei. Se a JBC deixasse de vender esse formato, teria muitos prejuízos. O próprio Kyon disse aqui no Blog uma vez – se não me engano, ele pode vir responder – que são poucas pessoas que compram digital hoje. Então, a editora não se sustentaria hoje sem vender o formato não-digital…

            Foi por isso que disse isso. Porque ela atende muitos de seus consumidores…

            • Eduardo

              Sim sim!
              Concordo absolutamente com vc!
              Mas a minha resposta era pro makoto!
              Ainda sou novo por aqui rs

Comments are closed.

%d blogueiros gostam disto: