Memória: há dez anos, “Dragon Ball” voltava a ser publicado no Brasil

O astro primeiro voltava

Dragon Ball foi, sem dúvida, o primeiro grande sucesso e que abriu as portas – junto com Cavaleiros do Zodíaco – para o mercado de mangás que temos hoje no brasil. Lançado entre o final de 2000 e o final de 2003, a primeira publicação brasileira de Dragon Ball dividiu os 42 volumes originais em 83. Além disso, para pegar o sucesso da animação, a empresa fez uma divisão (que não existe no mangá original) entre série clássica e Fase Z, lançando as duas fases simultaneamente durante um tempo.

Edição Definitiva (Conrad)

Em 2005, a editora Conrad começou a republicar a obra dessa vez seguindo a edição definitiva japonesa, que compila os 42 tomos em apenas 34. Esse novo lançamento veio em um formato diferente, de livro, e consequentemente com um preço mais elevado, R$ 19,90, valor que se hoje em dia é muito caro, na época era muito mais!. Essa versão ficou em publicação até 2009 e apenas 16 volumes foram lançados.

O mangá voltaria ao Brasil poucos anos depois por meio da editora Panini, que anunciou a obra em 2011. A nova versão viria seguindo os 42 tomos originais, em um formato (miolo em papel jornal) e preço mais acessível para a época (R$ 10,90). Disponível no checklist de maio de 2012, a obra agora completa dez anos de seu retorno ao país e o sucesso da série ainda hoje é inegável.

De lá para cá, a obra ganhou reimpressão, box, uma publicação com outro tipo de papel (offset) e até uma edição definitiva em capa dura, esta ainda em lançamento. Além disso, a recente continuação, Dragon Ball Super, também deu as caras no país.

O sucesso de Dragon Ball merece ser relembrado sempre e sempre, para que os mais antigos não esqueçam e os mais novos saibam da importância da obra para o mundo e para o mercado brasileiro de mangás.


Memória é a nossa postagem de curiosidades em que buscamos relembrar algum fato, episódio ou época do passado do nosso mercado de mangás. Você pode conferir todas as postagens dessa série clicando aqui. Para ver outras curiosidades em geral, clique aqui.


NOS SIGA EM NOSSAS REDES SOCIAIS



6 Comments

  • Márcio

    E foi nesse mesmo mês há 10 anos q comecei a colecionar mangás, lembro q no mesmo mês comprei Dragon Ball, One Piece e Monsters…
    Saudade dos tempos de capa q eram 10,90…

  • Zeno Luz

    Clichê: você se dá conta de que está velho quando 10 atrás parece logo ali, rs. E ainda comprando DB definitiva.

    One Piece também começou em 2012. Que ano! Meus dois xodós aportando por aqui.

  • Teppei

    Provavelmente o mangá mais importante de todos, que infelizmente está tendo um tratamento qualquer por parte da Panini. Impossível de achar diversos números da Edição Definitiva, eu mesmo não consigo de nenhuma forma os de número 8, 9 e 11, e a impressão que eu tenho é que a Panini parece não está querendo fazer muita coisa para mudar essa situação. Dragon Ball estar disponível com maior facilidade.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: