Novas editoras publicando mangás no Brasil em 2023?

Teremos?

No momento em que esta postagem vai ao ar, estamos nas últimas horas de 2022 e, logicamente, já estamos pensando em 2023. No nosso mundo dos mangás devemos ter algumas editoras publicando quadrinhos japoneses pela primeira vez (ou voltando a publicar), seja de forma regular, seja esporádica.

Neste post falaremos sobre elas e, ao final, comentaremos algumas outras.


EDITORA EXCELSIOR


A editora Excelsior possui registrado no ISBN um Marvel Mangá, informação divulgada inicialmente pelo site Jbox. Ele ainda não foi anunciado oficialmente, mas é de se esperar que saia em 2023.

  • Marvel Futuros Vingadores: O Mangá: trata-se de um volume único publicado no Japão na Bessatsu CoroCoro, da editora Shogakukan. Pela capa parece ser um título juvenil dessa grande franquia Marvel.

Não conhecíamos editora Excelsior, mas parece que ela é um selo da Book One Editora (que também não conhecíamos). Olhando o catálogo da empresa, a Excelsior já publicou coisas da Marvel, mas esse é o primeiro Marvel Mangá dela. Até então, os Marvel Mangás tinham saído no Brasil apenas pela Panini (como o Conversão Secreta, lançado recentemente). Por isso, tudo indica que a Excelsior será apenas uma editora esporádica que, se publicar mais quadrinhos japoneses, também será dessa esfera de franquias americanas.


EDITORA MYTHOS


A editora Mythos é uma conhecida editora de quadrinhos, amada e odiada por diversas questões. No que tange aos mangás, a empresa é a responsável por editar os mangás da Panini no Brasil. No passado, chegaram a publicar alguns mangás independentemente, mas só agora voltaram (ou começaram de maneira propriamente dita^^).

No fim de 2022, ela anunciou a criação de um selo próprio para os mangás e dois títulos para 2023, um deles já em pré-venda, a saber:

  • A Feiticeira do Castelo: obra em quatro volumes de autoria de John Tarachine, o primeiro tomo está previsto para janeiro de 2023 e, a partir daí, ganhará um número novo mensalmente.

 

  • Bus Hashiru: é um volume único de autoria de Mizu Sahara. Também está previsto para 2023, mas ainda não tem um mês exato de publicação.

No podcast Fortaleza Quântica, a Mythos falou sobre sua entrada nos mangás. Ela disse que só tem esses dois mangás licenciados no momento, mas espera ter mais no primeiro semestre de 2023. A empresa também disse que estudava entrar nesse ramo há muito tempo e tem a intenção de focar em nichos menos explorados, como slice of lifes, romances e outras experiências que não o tradicional. Apesar da experiência na publicação de quadrinhos, a editora quer entrar com os pés no chão nos mangás, publicando séries curtas ou, talvez, alguma obra mais longa em formato omnibus.


EDITORA MPEG


A novata editora MPEG começará a publicar mangás japoneses em 2023. Em 2021, ela se anunciou ao mercado e inicialmente divulgou a licença de quadrinhos espanhóis em estilo mangá (Alter Ego, Reflexos do Futuro e Sirius). No fim de 2022, a empresa anunciou também suas primeiras light novels japonesas (Asas de Remia e Cudlestate Monogatari).

A empresa também pretendia anunciar seus dois primeiros mangás em 2022, mas por problemas contratuais com as licenciantes não foi possível realizá-los. Os anúncios serão feitos no começo de 2023 e o início da publicação deles está previsto para março e abril. A MPEG vem para ser uma editora constante no mercado.


EDITORA PLANETA


A editora Planeta possui registrado no ISBN um Disney Mangá. Ele ainda não foi anunciado oficialmente, mas é de se esperar que saia em 2023, trata-se de Big Hero 6.

  • Disney: Big Hero:

A Planeta é uma multinacional espanhola do ramo de livros e, na Espanha, ela tem a Planeta Comic, uma das maiores senão a maior editora de mangás do país. Há anos a gente sonha em uma nova multinacional publicando mangás no Brasil (uma concorrente de peso para a Panini), mas isso sempre foi muito distante. Por ora, isso ainda parece longe, pois quando contactamos a empresa sobre o Big Hero, ela apenas disse que por enquanto não tinha previsão. De todo modo, seja o lançamento apenas desse mangá ou de outros Disney Mangás e de forma esporádica, ainda assim é legal ver uma editora como a Planeta lançando títulos por aqui.


EDITORA SKRIPT


A editora Skript é uma editora bastante criticada por certos problemas editoriais aqui e ali e desde que anunciou seu primeiro mangá muita gente imaginava que a publicação seria adiada e adiada. E foi o que aconteceu. O primeiro mangá da editora foi anunciado em 2021, tinha previsão de lançar em metade de 2022, mas acabou remanejado mês a mês e agora está previsto para fevereiro de 2023.

  • Ryuko: obra independente no Japão. A versão brasileira compilará dois volumes em apenas um. Segundo a editora também terá bookplate autografado pelo autor.

Ryuko é um mangá licenciado diretamente com o autor e não com editoras japonesas, e a Skript ainda não anunciou se trará outros mangás dele. Mas independentemente disso, por ora, a Skript parece ser uma dessas empresas que publicarão mangás apenas esporadicamente ou só publicarão um e pararão por aí mesmo.


FALANDO DE OUTRAS EDITORAS


  • Universo dos Livros: em 2022, a editora Universo dos Livros publicou dois Disney Mangás, A Bela e a Fera – A História da Bela e Descendentes em Mangás. Para 2023, a empresa tem Cruella: Preto, Branco e Vermelho em pré-venda. Os três títulos, porém, são publicações originalmente voltadas ao mercado norte-americano. Ou seja, não saíram primeiro no Japão, então são quadrinhos americanos em estilo mangá. Apesar disso, pode ser que nessas publicações esporádicas da Universo dos Livros apareça algum quadrinho originalmente japonês, já que existem tanto Disney Mangás feitos nos Estados Unidos, quanto feitos no Japão, então é bom ficar de olho nela em 2023.

 

  • Falcon Editora: a Falcon Editora é uma empresa que se intitula uma nova editora brasileira de BL. Em 2022, ela anunciou a HQ coreana O Segredo de Omeka K, de Gyeo-ool En e Pa-ram, baseado no original de Wild Flower. O primeiro volume tinha previsão de sair em dezembro de 2022, mas por contratempos de fim de ano a publicação ficou para 2023. Não sabemos se essa empresa publicará algum mangá BL em 2023, mas é interessante saber que ela existe.

 

  • L&PM: a L&PM voltou a publicar mangás em 2022 após seis anos sem novidades, mas foi apenas um volume de um título anunciado muitos anos atrás. Não há nenhuma informação sobre algum novo título, então no momento não sabemos se empresa voltará a publicar quadrinhos japoneses.

NOS SIGA EM NOSSAS REDES SOCIAIS



7 Comments

  • Kyon, não tinha uma editora nova no Twitter que ia trazer material de Boys love? Eu esqueci o nome…

  • Rosilene rodrigues

    Seria muito boom para quem faz feiras que outras empresas realmente lançassem mangás, para que todos os jovens podessem ter acesso

  • Guilherme

    Pergunta: Quando a MPEG vai fazer aquele anúncio bombástico que prometeram?!

    • É um dos dois mencionados no post que não puderam ser anunciados no fim do ano.

      Então deve ser em algum momento de janeiro.

  • Liz

    Não sabia sequer da existência dessa Falcon Editora, e olha que costumo acompanhar o mercado .-.

    • Tem muitas editoras no Brasil na verdade, mas muitas caem no ostracismo da não-publicação.
      Outras, como dito no post vivem de altos e baixos, como a L&PM ou mais antigamente, a Zarabatana.
      Tem também o ponto que as editoras não tem grana ou não querem fazer propaganda, então só se tu é de um nicho muito específico tu fica sabendo da existência dela, como ocorre com a Thundera Comics.
      Conheci um sujeito a uns anos atrás na internet que se dizia escritor né? Correu, pegou os documentos dele, abriu CNPJ e fez uma editora. Publicou dois livros dele e deixou a coisa morrer.
      Acontece…

Comments are closed.

%d blogueiros gostam disto: