Devir comenta sobre seus mangás, reimpressão de “Uzumaki” e mais…

Informações foram dadas em live…

Além do anúncio de Kakukaku Shikajika, a live do canal Fora do Plástico com a editora Devir – realizada na última quinta-feira, 16 de fevereiro de 2023 – também trouxe algumas informações interessantes sobre a publicação de mangás da editora. Vejam a seguir:


TRATO COM A LICENCIANTE


Para começar, a editora disse que agora é a matriz brasileira que irá negociar as publicações de quadrinhos japoneses para o nosso país. Até então quem fazia a ponte entre a editora brasileira e a editora japonesa (ou entre a editora japonesa e a agência licenciadora) era a Devir de Portugal. Isso ocasionava problemas como a demora em certas aprovações.

A Devir Brasil espera, então, que a partir de agora ela consiga explicitar mais e claramente as especificidades locais. como o fim de um tipo de papel e a necessidade de trocar por outro, por exemplo. Ou também a questão das onomatopeias que apenas a Devir traduzia no Brasil.


ONOMATOPEIAS


Na live com o Fora do Plástico, a editora Devir informou que não irá mais adaptar as onomatopeias. Até então todos os mangás da empresa tinham as onomatopeias originais japonesas redesenhadas para o alfabeto local. Agora a empresa lançará os mangás com as onomatopeias originais japonesas, como as demais editoras brasileiras fazem.

Alguns mangás ainda podem sair com onomatopeias traduzidas, pois já tinham sido feitos antes, como GoGo Monster. Outros como Kakukaku Shikajika já virão com as onomatopeias originais.


A DEMORA NO LANÇAMENTOS DOS MANGÁS


A editora informou que a demora no lançamento dos mangás se deve a uma dificuldade de aprovação com o licenciante. A Devir utilizava um tipo de papel que parou de ser vendido no Brasil, então a editora teve que trocar por um outro.

Entretanto, o tipo de papel que vai ser usado nos mangás fica descrito em contrato, então essa troca necessita de uma nova aprovação dos japoneses e ela que tem emperrado as publicações. Vários volumes já estão prontos para rodar na gráfica, falta apenas essa aprovação do Japão.


“UZUMAKI”


A reimpressão de Uzumaki sofre do mesmo problema da mudança de papel. Segundo a Devir, nesse caso específico, a editora teve mandar um exemplar da reimpressão de Gyo para a editora japonesa ver e só aí aprovar a reimpressão de Uzumaki.

A reimpressão dele, então, está sem data no momento, mas a editora espera que saia até o final desse primeiro semestre. Vale dizer que se trata de uma reimpressão simples, não haverá mudança no conteúdo interno, ou seja as onomatopeias continuarão a ser as adaptadas.


“THE ANCIENT MAGUS BRIDE”


O volume #14 de The Ancient Magus Bride está previsto para março de 2023 e já está em pré-venda. Durante a live, a editora voltou a informar que tem o desejo de encostar com a publicação japonesa o mais breve possível.


PREVISÃO DE LANÇAMENTO?


Com exceção de Kakukaku Shikajika #01 (que deve sair até abril de 2023) e The Ancient Magus Bride #14, previsto para março, os demais mangás da editora estão pendentes de data. Quais sejam:

  • GoGo Monster: depende da aprovação da mudança de papel.
  • Saturn Apartaments: mesma coisa de GoGo Monster. O primeiro volume está pronto há muito tempo, falta só a aprovação do papel para poder rodar na gráfica.
  • Showa – A História do Japão: deve sair 3 volumes este ano. O quarto e último ficará para 2024. Atualmente a obra está passando por uma revisão histórica, para ver se as datas dos acontecimentos estão certinhos e tal.
  • Hitler: deve sair este ano.
Prévia da capa nacional de “Saturn Apartaments #01”

Você pode ver a live completa abaixo. Ela não foi exclusiva de mangás, então se você acompanha outros quadrinhos pode ser interessante dar uma olhada para saber outras novidades.


NOS SIGA EM NOSSAS REDES SOCIAIS



%d blogueiros gostam disto: