Editora Devir: ideia de lançar mangás no Brasil realmente veio de Portugal

Empresa confirmou em palestra…

Uma das surpresa do ano de 2017 foi a entrada da editora Devir no mercado de mangás no Brasil. A editora já publicava em Portugal desde 2012, mas até então não havia qualquer previsão de que o mesmo ocorresse em nosso país. Desde que os primeiros títulos foram descobertos, obviamente se suspeitava que a experiência adquirida em Portugal fosse um dos fatores que levaram a editora a publicar títulos no Brasil e agora pela primeira vez temos uma fala da empresa.

Durante o evento Virada Nerd, ocorrido no último fim de semana e organizado pela própria Devir, a empresa teve uma palestra em que falou de suas publicações (vídeo acima).

Quase nada foi comentado sobre mangás, com a editora limitando-se a listar os títulos que já lançou, O homem que passeia e The Ancient Magus Bride. Entretanto, o palestrante comentou um pouco de como se deu a ideia de se publicar mangás por aqui. Segundo ele, tudo partiu dos membros da Devir de Portugal, em especial a figura do editor Rui Santos. Em tom de brincadeira, o palestrante comentou que achou a ideia de Rui meio maluca, mas que depois pensou “por que não?” e começaram a publicar^^.

Infelizmente, nada mais foi dito já que a fala foi bem curta mesmo, mas agora a gente sabe um pouquinho, mínimo que seja, a razão inicial de a editora começar a publicar mangás por aqui. Se você deseja ver a fala, ela está entre 10 e 12 minutos do vídeo acima linkado.

***

Veja mais postagens sobre a Virada Nerd 2017, clicando aqui.

Curta nossa página no Facebook

 Nos siga no Twitter

BBM

5 Comments

  • Filipe Aguiar

    Oi, bom dia, voce saberia me informar se os mangas da devir vão para a banca ou e só em lojas virtuais,mais especificamente o the anscient magus bride, obrigado

    • Devir não costuma lançar quadrinhos em bancas de revista.

      Mas na orelha de The Ancient Magus Bride está escrito assim: “Volume 2 em breve nas bancas”. Então ficou confuso e não sabemos. Recomendo esperar uma ou duas semanas e se não aparecer em bancas, comprar pela internet mesmo.

  • Palmas para esse editor,Rui Santos,mas os portugueses da Devir devem saber que o nosso mercado de mangas é bem maior do que o de Portugal,então não seria nenhuma loucura pensar em ter lançamentos para o Brasil,faz tempos que eu acompanho um dos poucos blogs de quadrinhos(banda desenhada) de Portugal e se nota a grande quantidade de títulos de comics importados do Brasil pelas distribuidoras portuguesas,os mangas só não são importados daqui,porque não existe uma mobilização quanto à isso,porque se houvesse interesse de brasileiros,portugueses e japoneses para que isso acontecesse as licenças poderiam se expandir para os dois países,afinal de contas,quem lê comics na sua versão PT-BR pode muito bem ler mangas na mesma versão.
    O blog também já falou bastante sobre o mercado de mangas de Portugal.

Comments are closed.

%d blogueiros gostam disto: