Editora Devir divulga periodicidade do mangá “The Ancient Magus Bride”

Enfim

Na noite deste domingo, 17 de dezembro de 2017, ocorreu, durante o evento Ressaca Friends, o já tradicional bate-papo entre as editoras de mangás e, de surpresa, houve um representante da editora Devir no evento.

O representante da Devir comentou sobre a periodicidade do mangá The Ancient Magus Bride. A partir de janeiro ele será bimestral. O primeiro volume saiu no final de novembro. Essa era a única informação que faltava sobre o mangá.

The Ancient Magus Bride é publicado no Brasil no formato 12,5 x 19 cm, com sobrecapa e miolo em Papel Munken. O preço é R$ 24,90. No Japão, o mangá ainda está em andamento com 8 volumes até o momento.

Sinopse: Chise Hattori, 15 anos. Órfã solitária, desesperançosa e sem meios para sobreviver. Em troca de uma fortuna, a jovem que não possui nada é comprada por uma criatura não-humana que convive com a eternidade e se diz mago. Quando a entidade a acolhe em sua casa como “discípula” e “noiva’’, o tempo congelado da garota começa a se mexer devagarinho… e ela está prestes a começar uma nova e estranha vida, repleta de magia, fadas e outros seres de natureza mágica.

***

Curta nossa página no Facebook

 Nos siga no Twitter

 BBM

Com informações de Portal Genkidama e de TekeEfe, representante da Crunchyroll.

12 Comments

  • pimpao10

    Poxa, até a Devir não se arrisca a mudar esse cliche do mercado editorial brasileiro, é sempre mensal ou bimestral… As editoras deviam focar logo na divulgação tanto para não precisar ser sempre essas periodicidades, como também para deixar de ser um comércio totalmente voltado a um nicho.

    • pimpao10

      Alias, esse é um dos motivos pelo qual não costumo comprar muitas hq’s, só quando já terminaram de lançar e encontro todas juntas. É um porre de encontrar a períodicidade, e quando você vê, já fazem meses que foi publicado a continuação. O site da panini tem o cumulo de divulgar Y : O Último Homem como “periodicidade: eventual”!!! Parece até que eles fazem um favor em publicar a obra por aqui e que o interesse em comprar é só nosso!

      • Guilherme

        Cara, não entendi esse seu comentário, vc queria que eles lançassem 1 volume por ano?Pra mim a periodicidade tá muito boa, visto e considerando que o mangá tem poucos volumes e encostar ia no Japão rapidamente.

        • pimpao10

          A questão é que: para quem compra bastante, pesa no bolso. O que salva é que vai pra livrarias como Amazon e saraiva, a Panini deixa muito a desejas nesse ponto.
          Algo que quem acompanha esse blog não deve passar, mas é a falta de informação quanto aos próximos volumes PRINCIPALMENTE quando o título encosta no Japão. Você pode ver isso nas redes sociais das editoras por exemplo, as vezes o título acabou de sair e tem gente perguntando, as vezes saiu faz meses. Outras encostou e não tem volume novo. Outras saiu volume novo por lá e aqui não tem previsão.
          Era bem legal quando tinha um checklist no final dos volumes, algo que já não tem mais. Seria legal se voltasse e colocassem uma previsão do próximo volume por lá também.

          Já quanto a divulgação, realmente é difícil, antes haviam animes aos montes na TV, o que ajudava demais. Hoje só DBSuper na Cartoon acho…

      • Rafael

        Olha até entendo suas considerações a respeito da divulgação, isso seria uma melhor forma para atrair outros públicos. Só que ai está o problema aonde vai ser divulgado? Atualmente as divulgações ocorrem por eventos, blogs e youtube. Então isso acabou formando sua minoria os novos leitores só procuram o que eles conhecem independente da HQ, agora sobre a periodicidade não tem como você mudar o padrão que é carregado a anos, atualmente poucos mangas são mensais, então só temos casos de bimestrais, no máximo um trimestral no caso de ele estar no mesmo numero do Japão, mais tempo que isso o publico vai perder o interesse em comprar e menos ninguém vai comprar por ser muito caro. E finalizando veja o caso da Newpop que no começo lançava mangas sem nenhum prazo e atualmente está lançando os produtos constantemente isso prova que se você não usar um padrão de tempo comum aos concorrentes não conseguira ter a divulgação da sua empresa.

        • pimpao10

          A diferença é que a NewPop lançava quando queria, não havia periodicidade. Por exemplo, eu não ligaria se Blade e Alita fossem de 4 em 4 meses (quadrimestral?) Imagina o quanto pesa pra alguém o Kanzenban. O importante pra mim é saber quando vai sair o próximo (e eles podiam deixar marcado no próprio volume). A “sindrome dos primeiros volumes” dave ser a mesma não importa a periodicidade.
          Akira pelo jeito vai ser nesse mesmo esquema NewPop OldSchool.

  • gilberto.

    Se você não conseguir comprar no mês de lançamento, dá para comprar depois. Eu mesmo estou com vários mangás atrasados, estou colocando em dia aos poucos. Prefiro espaçamento mais curtos já para diminuir a possibilidade de um cancelamento e concluir a coleção mais rápido.

  • Concordo com muito do que o Pimpao10 disse ao longo dos comentários dele, em especial o primeiro. É sempre o mesmo clichê, mensal ou bimestral…
    Se nenhuma editora se arriscar a fazer algo diferente, como a própria NewPOP fez com temas e gêneros de mangás, e trouxe até novels(!), acho que a tendência do mercado é se manter minimamente estável ou diminuir com o passar do tempo.
    Eu vejo a coisa deste modo: temos um povo otakuBR que gosta de consumir/colecionar muitos títulos, mas não somos tão abastados a ponto de poder livremente comprar estes muitos títulos, portanto, ideal seria as editoras começar a espaçar mais os títulos para que então pudéssemos comprar mais por mais tempo…

    “Se você não conseguir comprar no mês de lançamento, dá para comprar depois.” -> @Guilherme, eu não sei onde você mora, mas mesmo morando no RJ eu posso dizer com assertividade que “não é bem assim que a banca toca não”… Para começo de conversa, no mínimo seria necessário precisar de quando é este “depois” que você está falando, né?…

Comments are closed.

%d blogueiros gostam disto: