Memória: Há 5 anos mangá “Futari H” era cancelado

Relembre o primeiro mangá descontinuado pela JBC

O dia era 22 de março de 2013, uma sexta-feira. Naquele dia ia ao ar, no canal da editora JBC no Youtube, o sétimo Henshin Online que, na época, ainda não era um programa semanal. No vídeo, Cassius Medauar anunciou o relançamento de duas obras Love Hina e Death Note, além de falar de Ranma 1/2, Bakuman, Level E, entre outras obras que a editora publicava na época.

O vídeo desse dia, porém, foi importante também por um fator negativo, o cancelamento do mangá Futari H. Medauar falou que desde 2012 a JBC vinha conversando com a editora japonesa sobre como continuar a obra, mas chegou em um ponto em que eles teriam que descontinuar o mangá. Cassius pediu desculpas aos leitores que ainda acompanhavam o título e reafirmou que infelizmente não haveria como continuar a obra e a empresa passaria a investir em outras linhas.

Esse foi o primeiro e, até o momento, único mangá cancelado pela editora JBC. De lá para cá, apenas a NewPOP pode dizer que nunca cancelou títulos. Ainda assim, hoje em dia a JBC ainda detém a confiança dos leitores de que levará as suas séries até o final, até porque a empresa raramente arrisca em obras muito longas que não sejam aquele mega título de sucesso. Nesse tempo todo, talvez a única desconfiança maior paire justamente sobre Inu-Yasha e seus muitos volumes. Não à toa continua sem previsão para o início da republicação.

Para quem não conhece, Futari H é um mangá de autoria de Katsu Aki e é publicado desde 1997 no Japão, possuindo 73 volumes atualmente e ainda em andamento. Agora em março serão publicados os volumes 74 e 75 . Por lá  é considerado um mangá de referência quando se trata de educação sexual.

No Brasil o título não teve o mesmo sucesso. Ele começou a ser lançado em 2009 no formato meio-tanko (ou seja, cada volume japonês virava dois no Brasil), sendo descontinuado quatro anos depois com 42 volumes (21 originais). Futari H também não foi um sucesso nos demais países ocidentais, tendo sido cancelado na Itália, na Espanha, nos Estados Unidos e mais recentemente na França. O único país a ainda manter a obra ativa é a Alemanha.

Sinopse: Após um casamento arranjado bem-sucedido, Makoto e Yura formariam um casal comum, não fosse por um detalhe: os dois são virgens aos 25 anos de idade! Sem ter a menor ideia de por onde começar, a dupla vive as confusões de um casal no início da vida sexual. Juntos, eles vão aprender como satisfazer seus desejos sexuais, além de conhecer melhor seus próprios corpos e até descobrir que algumas coisas podem sair erradas durante a relação. Um tanto atrapalhados, os recém-casados terão uma ajuda inesperada: Akira, o irmão de Makoto. Casado e superexperiente, esse verdadeiro “mestre” intrometido fará de tudo para que o seu irmãozinho se torne um expert no assunto, prometendo apimentar a vida íntima dos pombinhos.

***

Curta nossa página no Facebook

 Nos siga no Twitter

BBM

Anúncios

4 comentários

  1. Pelo menos a editora teve a decência de falar que cancelou, a panini nunca o fez e quando o fez foi de forma ridícula e escondida após muita pressão, tenho minhas críticas a jbc, mas hoje ela melhorou muito.
    Quanto a inuyasha, acho injusto a cobrança que vejo, parece que a editora anunciou sem pensar muito, a obra é muito grande e não acho que tenha tanto público para justificar, e como a jbc é uma editora que se preocupa muito com a confiança dos leitores nesse sentido é natural que ela esteja com pé atrás para lançar a obra.

    Curtir

    1. Eu torço para que eles se resolvam e relancem logo Inuyasha ainda esse ano e deixem as possibilidades logo de um retorno de Shaman King mais aberta sem parecer que estão enganando uma parte do público em detrimento à outra, porque quem mais merecia um relançamento era Shaman King, mas acabou que foi Inuyasha que ganhou aquela enquete.

      Curtir

  2. “Relembre o primeiro mangá descontinuado pela JBC” -> sinceramente, não vejo nada de positivo em relembrar um cancelamento, ainda mais este, o único da JBC até agora (e ela trabalha firme e forte para não cancelar mais nenhum), a única “mancha” no “currículo” da empresa até hoje. Tampouco vejo utilidade em relembrar isto…
    Respeito muito inúmeros posts e o blog em si, mas critico aqui este post especificamente. Como disse acima o @Starrk e a própria postagem, a empresa falou sobre isto abertamente para os leitores, mas principalmente para quem ainda colecionava a obra, relembrar isto não traz nada de bom, muito pelo contrário…
    Fazer um post de cancelamentos diversos, como o blog possui, acho até interessante, mas um específico para este mangá, achei “nada a ver”…

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s