Comparando mercados de mangás – Abril de 2018

Precisamos sempre ver o que acontece em outros países…

Este blog que você está lendo agora fala especificamente sobre o mercado brasileiro de mangás. Informamos lançamentos, damos nossas opiniões, fazemos resenhas, etc. Entretanto, de vez em quando, a gente gosta de olhar um pouco para o exterior e ver o que está acontecendo em outros países ocidentais.

Hoje apresentamos nossa quarta postagem da série Comparando Mercado de Mangás em que apresentamos a vocês alguns dados sobre o mercado em vários países ocidentais. Essa série tem como objetivo mostrar o número de volumes publicados e as novidades, ou seja os novos títulos que começaram a sair em cada país. O primeiro tópico serve para você acompanhar mensalmente a evolução ou não dos mercados de mangás e o segundo para você ver o que de semelhante e de diferente começou a sair em outros territórios.

A postagem referente a um dado mês sempre sairá no mês seguinte, visto que temos que esperar a confirmação de lançamentos em alguns países. Os dados do Brasil, porém, seguirão os checklists e não efetivamente os lançamentos. Ao fim da postagem você verá os critérios e as fontes utilizadas para a pesquisa.


NÚMERO DE VOLUMES LANÇADOS EM ABRIL


  • França: 138 volumes
  • Alemanha: 121 volumes
  • Estados Unidos: 118 volumes
  • Itália: 111 volumes
  • Espanha: 68 volumes
  • Brasil: 38 volumes
  • México: 34 volumes
  • Polônia: 30 volumes
  • Colômbia: 21 volumes
  • Argentina: 18 volumes
  • Portugal: 2 volumes

O mês de abril foi completamente atípico em termos de volumes publicados em alguns países. Na França e na Itália não houve qualquer mudança drástica e os dois territórios continuaram publicando mais de 100 volumes, entretanto Alemanha e Estados Unidos deram um salto. Neste mês, a Alemanha foi o segundo país com mais publicações, totalizando 121 tomos, e desse total 40 foram por uma única editora. Os Estados Unidos ficaram em terceiro com 118 publicações.

Vale lembrar que na Alemanha não contamos novels, enquanto nos Estados Unidos, Itália e França, sim. A América é onde mais se publica novels, mas mesmo se contássemos apenas mangás, os Estados Unidos ainda teriam 100 volumes publicados durante o mês, mas o país teria menos volumes que a Itália.

A Espanha teve um mês modesto comparado aos anteriores em que o país estava par a par com a Alemanha, ainda assim um número de publicações bem superior a outros países. Já entre os mercados menores, o Brasil ainda se manteve à frente do México com 38 publicações, contra 34 do país norte-americano.


NOVIDADES POR PAÍS EM ABRIL


FRANÇA


  • A l’intérieur de Kitaro – artbook, de Shigeru Mizuki (Cornelius)
  • A l’intérieur des yokais – artbook, de Shigeru Mizuki (Cornelius)
  • Atomic?, de Atsushi Kaneko (Pika)
  • Blue, de Kiriko Nanana (Casterman)
  • Brother Auto Spot, de Mikuro Noichi (Taifu Comics)
  • Card Captor Sakura – Deluxe, do CLAMP (Pika)
  • Cuisine Chinoise, de Dao Zao (Mosquito)
  • Dino Sapiens, de Yoshi Mori e Miito Yasui (Soleil)
  • Dr. Stone (Glénat)
  • Grimoire no Niwa, de Sakurana Haru (Kana)
  • Hana Nochi Hare – Hanadan Next Season, de Yoko Kamio (Glénat)
  • Kahe (Sous un ciel nouveau), de Kei Fujii e Cocoro Hirai (Ki-oon)
  • Final Fantasy Lost Stranger, de I. Kameya e H. Minase (Mana Books)
  • Hakoniwa no Soleil, de Shiki Kawabata (Akata)
  • Haru Matsu Bokura, de Anashin (Pika)
  • Hoshikuzu Drop, de Lalako Kojima (nobi nobi)
  • Kenen, de Hitoshi Ichimura e Dô Fuuetsu (Doki Doki)
  • Mahô Shôjo Tokushûsen Asuka, de Seigo Tokiya e Makoto Fukami (Pika)
  • Mémoires d’un frêne, de Kun-Woong Park (Rue de l’échiquier)
  • Mephistopheles ha Dare ?, de Yuki Yoshihara (Soleil)
  • Otaku otaku, de Fujita (Kana)
  • Renjoh Desperado, de Dongshiki Ahn (Kurokawa)
  • Re: Teen, de Yutaka Oohori e Masanori Date (Doki Doki)
  • Saltiness, de Minoru Furuya (Akata)
  • Seirô Opera, de Kanoko Sakurakoji (Pika)
  • Shinobi Shijûsô, de Tohru Himuka (Pika)
  • Shûmatsu no Harem, de Kotaro Shono e Link (Delcourt /Tonkam)
  • Silencer, de Yuka Nagate e Buronson (Komikku Editions)
  • The Promised Neverland (Kazé)

Em abril, a França teve 29 novidades em termos de mangás e derivados. Merece destaque a nova edição de Card Captor Sakura, baseada na edição de aniversário de 60 anos da revista Nakayoshi, que começou a sair agora na França e teve seus dois primeiros tomos lançados. Outra obra que merece destaque é Seiro Opera (La Courtisane D’edo), da autora de Black Bird. Por fim dois mangás atuais e famosos da revista Weekly Shonen Jump, Dr. Stone e The Promised Neverland também devem ser citados.


ITÁLIA


  • Akage no Anne (Panini)
  • A nova ilha do tesouro, de Osamu Tezuka (Rizzoli)
  • Aoi Tori – Wakuraba, de Takashi Murakami (Dynit)
  • Capitan Tsubasa (Gazzeta dello Sport)
  • Chou no Michiyuki, de Kan ;takahama (Dynit)
  • Fairy Tail S (Star Comis)
  • Harmony, de Keikaku Ito e Fumi Minato (Star Comics)
  • Io sono City Hunter (Panini)
  • Kakukaku Shikajika, de Akiko Higashimura (JPOP)
  • Kimi to Dake wa Koi ni Ochinai, de Mayu Sakai (Panini)
  • La Pomme Prisonnière, de Kenji Tsuruta (JPOP)
  • Nappeun Chingu, de Ancoo (Canicola Edizione)
  • Noi siamo Occhi di Gatto, de Tsukasa Hojo (Panini)
  • One-Punch Man Fanbook (Panini)
  • Ristorante Paradiso (Dynit)
  • Shimanami Tasogare, de Yuhki Kamatani (JPOP)
  • Tensei Shitara Slime Datta Ken, de Fuse e Taki Kawakami (Star Comics)
  • The Crimson Spell, de Ayano Yamane (Kappalab)
  • Tokyo Alien Bros, de Keigo Shinzo (Dynit)
  • Umibe no Étranger, de Kii Kanna (Flashbook Edizione)
  • Wolf’s Rain (Panini)

No mês de abril, a Itália teve 21 títulos novos e é importante mencionar alguns. Akage no Anne, que em março foi lançado na França e na Espanha, agora chega à Itália; por sua vez, o mangá A nova ilha do tesouro , prometido pela NewPOP no Brasil desde 2015, ganha uma edição por lá.

Outro título interessante é o mangá Aoi Tori – Wakuraba (Luccellino Azzurro), do mesmo autor de O cão que guarda as estrelas, e como não podia deixar de ser, trata-se de um mangá bem dramático. Capitan Tsubasa (Supercampeões) ganha uma nova edição na Itália dessa vez em periodicidade semanal, junto a um periódico italiano.

Por fim, também foram lançados o fanbook de One-Punch Man e o mangá Ristorante Paradiso, de Natsume Ono.


ESTADOS UNIDOS


  • As Miss Beelzebub likes, de Matoba (Yen Press)
  • Dead Dead Demon’s Dededededestruction, de Inio Asano (Viz)
  • I’ve Been Killing Slimes for 300 Years – Novel (Yen On)
  • Kenka Bancho Otome: Girl Beats Boys, de Chie Shimada (Viz)
  • Moteki, de Mitsurou Kubo (Vertical)
  • Mermaid Boys, de Yomi Sarachi (Yen Press)
  • Monster Tamer Girls, de Mujirushi Shimazaki (Yen Press)
  • My Boy, de Hitomi Takano (Vertical)
  • Napping Princess (Yen Press)
  • Perfect Blue: Awaken from a Dream – Novel (Seven Seas)
  • Reborn as a Vending Machine – Novel (Yen On)
  • Shûmatsu no Harem, de Kotaro Shono e Link (Seven Seas / Ghost Ship)
  • Strangulation Kubishime Romanticist -Novel (Vertical)
  • Tatoe Hai ni Natte mo, de Kakashi Oniyazu (Yen Press)
  • The Elder Sister-like One, de Pochi Lida (Yen Press)
  • Wotakoi: Love is Hard for Otaku, de Fujita (Kodansha Comics)

Nos Estados Unidos, foram 16 novidades no mês de Abril. Destacamos, Mermaid Boys, de Yomi Sarachi (daquela adaptação em mangá de Steins; Gate) e Dead Dead Demon’s Dededededestruction, de Inio Asano


ALEMANHA


  • 5 seconds to death, de Saizou Harawata e Kashiwa Miyako (Egmont)
  • Aposimz, de Tsutomu Nihei (Manga Cult)
  • Armed Girl’s Machiavellism (Egmont)
  • Attractive Detectives, de Nisioisin e Suzuka Oda (Egmont)
  • Awa-koi, de Kanam Minami (Tokyopop)
  • Fire Punch (Kazé)
  • Geten no Hana, de Ruby Party e Yuka Kumada (Kazé)
  • Given, de Natsuki Kizu (Egmont)
  • Gleipnir, de Sun Takeda (Egmont)
  • Green Worldz (Manga Cult)
  • Jigoku no Enra, de Chie Shimada (Kazé)
  • K – The First (Egmont)
  • Kuroneko, de Aya Sakyo (Egmont)
  • Love In The Hell (Egmont)
  • My Honey Boy, de Junko Ike (Kazé)
  • Naruto – The Movie: Shippuden – The lost tower (Carlsen)
  • Nibiiro Musica, de Kemeko Tokoro (Kazé)
  • Nivawa to Saito, de Nagabe (Tokyopop)
  • Perfect World (Egmont)
  • Schäferstündchen, de  Bosco Takasaki (Kazé)
  • Splatoon (Carlsen)
  • Scum’s Wish (Kazé)
  • Tanya – The Evil (Egmont)
  • Tekkon Kinkreet – Master Edition (Manga Cult)
  • The Tale of the Wedding Rings, de Maybe (Kazé)
  • To Your Eternity, de Yoshitoki Oima (Egmont)
  • Tokyo Summer of the dead – Luxury Edition (Egmont)
  • Trunken vor Lust, de Kayou Amamiya (Egmont)
  • When Amber shines in Neon Light, de Ogeretsu Tanaka (Egmont)
  • Yuragi-sou no Yuuna-san, de Tadahiro Miura (Kazé)

Na Alemanha, houve um total de 30 novidades no mês de abril, uma incrível média de 1 título novo por dia, conseguindo superar até mesmo a França. Dentre os títulos lançados destacamos To Your Eternity, da mesma autora de Koe no Katachi, Aposimz, do mesmo autor de Blame!, e Splatoon, obra baseada no famoso jogo.

Também merece destaque Perfect World, obra famosa que tem um cadeirante como um dos protagonistas, e as edições de Love In The Hell, Tokyo Summer of The dead e Tekkon Kinkreet, todos títulos já publicados no Brasil.


ESPANHA


  • Antologia de Osam Tezuka (Planeta)
  • A morte de Sócrates, de Jun Matsuura (La Otra H)
  • Barrage, de Kohei Horikoshi (Planeta)
  • Black Jack, de Osamu Tezuka (Planeta)
  • Carl. G. Jung y la psicología analítica (La Otra H)
  • Fairy Tail Gaiden (Norma)
  • Inspector Akane Tsunemori (Planeta)
  • Koi ni mo Naranai., de Hagi (Milky Way Ediciones)
  • Mazinger Angels (Ooso Comics)
  • Midnight fisherman, de Yoshihiro Tatsumi (Gallo Nero Ediciones)
  • Miss Hokusai, de Hinako Sagiura (Ponent Mont)
  • Omphalos , de Kim Jung Gi (ECC Ediciones)
  • Pink, de Kyoko Okazaki (Ponent Mont)
  • Re: Zero -Novel (Planeta)
  • Shino-chan wa jibun no namae ga ienai, de Shuzo Oshimi (Milky Way)
  • The Ghost In The Shell 2.0 (Planeta)
  • Udon Noodle Soup, de Yani Hu (Ponent Mont)
  • Umi no Cradle, de Mei Nagano (Milky Way Ediciones)
  • Yuuutsu na asa, de Shoko Hidata (Nowevolution Editorial)

Na Espanha, foram lançadas 19 novas obras no mês de abril. Destaque para a light novel de Re: Zero, Black Jack, de Osamu Tezuka, Barrage, do mesmo autor de My Hero Academia, lançado diretamente em um box, e Pink, da mesma autora de Helter Skelter.


BRASIL


  • I am a Hero (Panini)
  • One Piece Green (Panini)
  • Plantinum End (JBC)

No Brasil, apenas 3 novidades. Platinum End, dos mesmos autores de Death Note e Bakuman, o mangá de zumbis I am a hero e o One Piece Green, mais um databook de One Piece, a ser lançado nos próximos dias.

Lembrando que estamos seguindo o checklist divulgado. O mangá Avengers 09 saiu em fins de abril, mas ele pertencia ao checklist de março, por isso não aparece aqui.


MÉXICO


  • Pokémon Gold & Silver (Panini)
  • Te inundará el Amor (Panini)
  • Your Lie In April (Panini)

No México também apenas 3 novidades em abril. Destaque para Your Lie In April. Para maio vários lançamentos estão previstos no país.


POLÔNIA


  • Given, de Natsuki Kizu (Kotori)
  • Kocchi Muite Waratte, de Kei Ichikawa (Dango)
  • Psycho Pass 2 (Waneko)
  • Re:Mahou Shoujo, de Kon Shiyota (Waneko)
  • The God’s Lie (Waneko)

Na Polônia foram 5 novidades no mês de abril, dentre eles Psycho Pass 2 e The God’s Lie, volume único publicado no Brasil pela Panini em 2016.


ARGENTINA


  • 17-sai, Kiss to Dilemma, de Rina Yagami (Ivrea)

Na Argentina, apenas um título começou a sair em abril, o mangá shoujo 17-sai, Kiss to Dilemma. Card Captor Sakura também sairia em abril, mas acabou adiado para maio por problemas na gráfica.


COLÔMBIA


  • Nenhuma novidade

PORTUGAL


  • Nenhuma novidade

***

Critérios e observações:

  • A lista não contempla obras em formato digital
  • As reimpressões também não entram na lista
  • Entram box e versões variantes já que se tratam de um outro produto
  • Entram light novels
  • Entram databooks e artbooks
  • Entram mangás coreanos e chineses
  • Mangás de outras nacionalidades não entram na lista (salvo certas condições especiais, como obras feitas por mangakás em outros países)

Os dados aqui apresentados são precisos? Sim e não. Retiramos as informações de sites confiáveis e que fazem um trabalho de coleta de informação muito bom. Entretanto cada site possui um critério diferente o que pode causar distorções, imprecisões e erros. Vejamos caso a caso:

  • Na Alemanha, o site que a gente usa recolhe os lançamentos de livrarias e lojas especializadas. De modo que se algum mangá saiu por outro meio, eles podem não ter ficado sabendo. Além disso, o site não lista light novels. Então as informações da Alemanha referem-se apenas a mangás.
  • Na Polônia o site que usamos também não lista light novels. Portanto, os números referem-se apenas a mangás.
  • Na França, o site que usamos coloca em meio aos mangás algumas revistas que saem no país. Na Itália o site de lá coloca reimpressões da Panini como se fossem lançamentos. Na Espanha, o site insere livros de autores japoneses, além de alguns títulos de outros países. Nos Estados Unidos, o site lista mangás digitais. Em todos esses casos retiramos manualmente esses dados excedentes. Buscamos ser precisos, mas por ser algo manual, um erro pode acontecer de vez em quando.

Mas e os outros países ocidentais como Finlândia e Romênia? Não temos nenhuma fonte para as publicações desses países. As informações aqui reunidas só foram possíveis de serem obtidas, pois temos como fonte alguns sites catalogadores (Anime Click, por exemplo) ou sites que informam os lançamentos (como o Anime News Network, dos Estados Unidos, ou o Manga Y Anime Argentina, da Argentina). Se você conhece algum site catalogador de algum outro país ocidental que não citamos aqui, nos mande^^.

Vale lembrar que países da América Latina, em geral, não possuem um mercado de mangás próprio, consumindo os produtos de outros países que compartilham o idioma castelhano. Atualmente sabemos da existência de um mercado apenas no México, Colômbia e Argentina.

Curta nossa página no Facebook

 Nos siga no Twitter

BBM

4 Comments

  • Como não ligo muito para o mercado de fora (no momento), o mais interessante de toda a postagem para mim foi uma coisa totalmente off… a frase “Já entre os mercados menores, o Brasil ainda se manteve à frente do México com 38 publicações, contra 34 do país norte-americano.”. Muita gente acha, erroneamente, que o México faz parte da América Central; e ainda por cima, nós brasileiros, temos o péssimo costume de falar dos estadunidenses como eles mesmo gostam de se autoproclamar, “americanos”… quando muito “norte-americanos”, como se fossem os únicos norte-americanos e não existissem mais 2 países naquele subcontinente…¬¬
    O intrigante é que o Japão (de maneira mais vista por nós em animes e mangás) copia esta ideia também, chamando os EUA de “América”, coisa ridícula…

    No caso, até tenho mudado meu jeito de falar e escrever sobre as coisas dos EUA. Não uso (ou tento não usar) mais “norte-americano”, o que até estaria correto, mas diante da cultura que temos de falar, escrever e entender que qualquer merda “norte-americana” é estadunidense, tenho mudado (ou tentado mudar) isto.

  • Miguel

    Cara! Como eu queria alguma coisa do Boichi por aqui:
    Quem sabe Sun-Ken Rock e depois Dr.Stone…

  • Banzé

    Se a Nova Sampa publicasse o que prometeu talvez estivéssemos melhor no ranking global de mangás.

  • Amei a Polônia com YAOI <3
    Quando será que seremos tão evoluídos ao ponto de ver títulos assim pela Panini e JBC e não apenas pela NewPop.
    Amei mesmo *–*
    Aaah tbm gostei de saber que em muitos países obras que já chegaram aqui estão sendo lançadas agora, ou seja, nosso mercado não é tão ruim assim…. haha
    Como sempre parabéns pelo belo trabalho que vcs fazem <3

Comments are closed.

%d blogueiros gostam disto: