NI 380. O caso da obra que mudou de editora para ficar mais popular

Acordo entre duas empresas na Itália resultou em uma mudança no país europeu

Uma obra mudar de editora de uma hora para outra é coisa corriqueira no mercado de publicações. Vagabond saiu da Nova Sampa e foi para a Panini entre 2014 e 2016, por exemplo. No mundo dos livros a série As Crônicas de Gelo e Fogo recentemente deixou a LeYa e passou para a Suma, do grupo Companhia das Letras. Entretanto, por mais comum que isso seja, algumas vezes as mudanças de editoras ocorrem de uma maneira um tanto quanto suspeitas e intrigantes. Foi o que aconteceu na Itália.

Capa italiana

O mangá francês Radiant, de Tony Valent, acaba de mudar de editora em terras italianas. Publicado desde 2017 pela Mangasenpai a obra agora irá para a J-POP. Os 9 volumes já lançados serão republicados com uma nova tradução e o décimo tomo será publicado em breve. A mudança de editora, segundo informado pelos sites italianos, ocorreu por meio de um acordo entre a J-POP, a Mangasenpai e a editora francesa que licencia a obra, com o objetivo de tornar o título mais popular em terras italianas.

A Mangasenpai disse: “Percebemos que, para levar o trabalho de Tony a um ‘nível mais alto’, era necessário uma editora maior, com uma distribuição mais ampla, particularmente nas livrarias, e estamos felizes que a escolha recaiu sobre a J-POP Manga, com o qual estamos trabalhando juntos para obter o melhor resultado possível para os nossos leitores históricos e para aqueles que estão por vir “.

A J-POP, por sua vez, agradeceu ao trabalho da antiga empresa: “Mangasenpai fez um excelente trabalho com a Radiant. Graças à sua intuição, este belo título chegou à Itália e foi amado por muitos leitores. Estamos felizes em receber Radiant em nosso catálogo e seu criador, Tony Valente, a quem esperamos receber em breve na Itália. “.

A Mangasenpai é uma editora pequena que publica sobretudo quadrinhos italianos e europeus em estilo mangá. A J-POP, por sua vez, é uma das três maiores editoras italianas do ramo de mangás e light novels, detendo boa parte dos títulos mais famosos.

Diferentemente de casos de perda de licenças, o acordo entre as empresas permite que a Mangasenpai continue vendendo os 9 volumes que publicou anteriormente em seu site e nos eventos.

Definitivamente, essa história de uma obra mudar de editora para ficar mais popular é algo que a gente não se lembra de ter visto e ficam as dúvidas no ar de que exista algo mais por trás: exigências contratuais ou interesses comerciais que a gente não tem como saber. Certamente, a maioria das pessoas se fossem donos de uma editora pequena não abririam mão de um título com potencial como Radiant se pudessem.


No Brasil, Radiant está sendo publicado pela editora Panini. Até o momento dois volumes foram publicados. Você pode comprá-los na Amazon (clicando aqui), nas Americanas (clicando aqui e aqui) ou na Livraria Cultura (clicando aqui).

Agora nós temos um perfil no Instagram também. Nos segue lá?https://www.instagram.com/blogbbm/

Anúncios

Um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s