Redistribuição: Panini divulga os mangás que retornam às bancas agora em julho

Veja a lista

Na noite desta sexta-feira, 26 de julho de 2019, a editora Panini divulgou, por meio de sua página na rede social Facebook, a lista de mangás que serão redistribuídos em bancas de revista neste mês. Tratam-se de alguns mangás lançados pela editora nos últimos anos e que agora a empresa está recolocando novamente em bancas. Os títulos deste mês são os seguintes:

Segundo a empresa, esses mangás começaram a chegar às bancas de revistas desde a terceira semana do mês (a passada), então se na sua cidade ainda existe banca, logo você deve conseguir encontrar algum desses volumes.

Publicidade

Para quem não se lembra, desde março a editora Panini passou a divulgar alguns mangás que estariam retornando a bancas de revistas, todos eles obras publicadas bem recentemente. Essa redistribuição não quer dizer necessariamente que houve uma reimpressão, o mais provável é que se trata apenas de exemplares que não foram vendidos e que agora estão voltando.

Em palestras, representantes da editora informaram dos diversos problemas que a Panini teve com a Dinap, a antiga distribuidora dos mangás, que sem a editora saber, muitos volumes simplesmente sequer eram enviados às bancas e quando a Panini rompeu com a Dinap, ela foi recuperando diversas caixas, com volumes que a empresa acreditava estarem esgotados, mas que no fim nem distribuídos tinham sido ou tinham ido e voltado sem sequer sair dos pacotes.

É importante ficar ciente disso para não reclamar sobre o porquê de a editora não fazer o mesmo com obras mais pedidas como Berserk ou One Piece. A probabilidade maior é que não há sobras o suficiente dos volumes e reimprimir tudo para recolocar em bancas custa muito dinheiro.

Anúncios

6 comentários

  1. Uma coisa que eu queria muito entender é essa logística de reimpressão. Como funciona em outros países? Quão grande precisa ser o mercado? Qual o impacto da reimpressão no mercado? Será possível um dia no Brasil?

    Seria um sonho uma coisa simples como encontrar um exemplar de algum volume que foi lançado há, sei lá, 2 anos atrás, com alguma facilidade. ~ Devaneios

    Curtir

    1. As reimpressões são pagas, ou seja, a editora precisa repassar para a licenciadora o valor equivalente por mais essa quantidade extra de cópias. No caso da Panini estamos vendo que é impossível medir o que realmente foi vendido e o que ficou sem ser distribuído. Parece ridículo uma editora não ter esse controle mas a Panini é essa zona toda. Não precisam materiais, não sabem receber pelas vendas e muito menos saber o que está esgotado.

      Curtir

    2. Não é reimpressão, é redistribuição. Não há garantia de que eles reimprimiram algo, muito mais capaz que sejam volumes não vendidos na primeira leva.

      Curtir

  2. Bom, isso não é novidade que a distribuidora era uma droga mas, por que a panini não aumenta o número de cópias por volume?
    Concerteza não fazem nem 5 mil

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s