Mercados Internacionais: conheça todos os mangás lançados na ARGENTINA em novembro

Agora é hora de olhar para o país vizinho e ver um pouco do que sai por lá. Como será o mercado hermano? Quantos títulos saem por mês? Venha ver e descubra agora…

O blog Biblioteca Brasileira de Mangás (Blog BBM) é um site focado em falar sobre o mercado nacional de mangás, então noticiamos tudo referente aos mangás e light novels publicados no Brasil. Só que às vezes é insuficiente olhar apenas para o mercado local, pois há coisas interessantíssimas que acontecem em outros países e a gente acha que o nosso público gostaria de ficar sabendo, seja por simples curiosidade, seja para que elas possam sugerir às editoras nacionais práticas semelhantes. Em razão disso, vez ou outra, falamos também sobre outros países em que se lançam mangás.

A postagem de hoje é mais uma dessas postagens em que falamos sobre os mercados internacionais de mangás. Nesta matéria, iremos mostrar a vocês todos os mangás que foram lançados em novembro na Argentina, para que você possa ver o que sai lá e compreender as diferenças existentes entre o mercado argentino e o mercado brasileiro.


AS EDITORAS DA ARGENTINA E OS LANÇAMENTOS


Atualmente existem três editoras que publicam mangás regularmente na Argentina. A Ivrea é maior e mais antiga editora do país, atuando por lá desde o final dos anos 1990 e possui filiais na Espanha e na Finlândia. A Panini é aquela nossa velha conhecida empresa italiana. Começou a publicar mangás no país apenas em 2017 e somente em 2019 entrou um pouco mais firme nesse ramo. Por fim, temos a Ovni Press, uma empresa argentina nascida em 2008, mas que só em 2016 começou a publicar mangás. Essas são as três editoras atuantes e as três que publicaram mangás na Argentina em novembro.

A maioria dos mangás na Argentina são lançados com miolo offset (aquele papel ultrabranco) e sobrecapa. O tamanho varia, mas em geral eles seguem os tamanho originais japoneses. Assim se o mangá é em formato pocket no Japão, sairá em formato pocket na Argentina.

Em relação ao número de lançamentos, a Argentina é um mercado relativamente pequeno, com muito pouca coisa sendo lançada. A maioria dos mangás publicados no país já estão saindo no Brasil ou saíram no passado. Apenas um parte pequena nunca saiu por aqui. Só para se ter uma ideia da diferença de tamanho, é bastante comum que a Panini brasileira sozinha lance mais mangás em um mês do que todas as editoras argentinas somadas.

Entretanto, dependendo do local do país, é possível encontrar na Argentina mangás que não são lançados por lá, obras importadas de outros países, especialmente da Espanha. É comum que as comiquerias de Buenos Aires, por exemplo, tenham vários mangás que não são licenciados na Argentina, mas obviamente por serem importados, esses mangás são mais caros.

Aqui, a gente falará apenas e tão somente do que sai de forma oficial no país vizinho.


OS TÍTULOS LANÇADOS NA ARGENTINA EM NOVEMBRO


Em novembro foram lançados na Argentina 27 volumes, sendo 25 de mangás japoneses, uma light novel e um mangá americano, distribuídos da seguinte forma:

16 mangás pela Ivrea
7 pela Panini
2 pela Ovni Press.

A light novel saiu pela Ivrea e o mangá americano pela Panini. A seguir veremos, um a um, os títulos que foram lançados, divididos pela data em que saíram.


01/11/2019


  • Berserk #06 (Panini)
  • Death Note #07 (Ivrea)
  • Goblin Slayer #02 (Ivrea)
  • Shin Mazinger Zero #07 (Ivrea)

Berserk dispensa apresentações, mas saiba que é a primeira vez que o mangá está saindo na Argentina. Em mais de vinte anos de mercado, nenhuma editora até então havia tentado (ou conseguido) licenciar a obra de Kentaro Miura. Agora os argentinos podem conferir uma edição hermana pela primeira vez.

Death Note também dispensa apresentações por seu sucesso inconteste mundo à fora. Essa é a segunda publicação argentina do mangá. A primeira foi publicada anos antes por uma editora chama da Larp (voltaremos a falar dela nesta postagem daqui a pouco), sendo concluída sem maiores percalços. Recentemente, a Ivrea adquiriu a licença e começou a relançar o mangá.

Goblin Slayer é a adaptação em mangá da série de light novels de mesmo nome. A obra ficou famosa tempos atrás pelo anime e suas intensas polêmicas. Esse mangá ainda é inédito no Brasil (ou seja, nenhuma editora o anunciou até o momento).

Shin Mazinger Zero é um spin-off da série Mazinger Z, de Go Nagai. Curiosamente foi feito pelos artistas responsáveis pelo mangá Ninja Slayer (publicado no Brasil pela Panini). Possui 9 volumes no total e está perto de ser concluído por lá. Esse mangá ainda é inédito no Brasil (ou seja, nenhuma editora o anunciou até o momento).


08/11/2019


  • Heroes (Ivrea)
  • Knights of Sidonia #10 (Ovni Press)
  • Naruto #54 (Panini)
  • Noragami #02 (Panini)
  • Somos Quintuplas #01 (Ivrea)
  • Star Wars – Uma Nova Esperança #01 (Panini)
  • The Promised Neverland #07 (Ivrea)

Heroes é um volume único de Inio Asano que foi publicado não tem muito tempo no Japão. Boa Noite Punpun parece que vendeu bem no país, por isso a editora foi atrás de outras obras do autor. Recentemente lançou também Solanin por lá. Heroes ainda é inédito no Brasil (ou seja, nenhuma editora o anunciou até o momento).

Knights of Sidonia é a obra mais popular de Tsutomu Nihei, com anime na Netflix e tudo mais. Saiu no Brasil pela editora JBC.

Naruto dispensa apresentações, mas se você leu com atenção o início do post talvez esteja se perguntando como a Panini conseguiu lançar 54 volumes de mangá em pouco tempo de mercado na Argentina. A questão é que a Panini não lançou^^. O mangá Naruto era publicado no país pela editora Larp desde 2008 e ia saindo a passos lentos, a trancos e barrancos. Parece que a empresa não ia muito bem das pernas, os japoneses passaram a não ver mais a editora com bons olhos e a Shueisha suspendeu todos os contratos que tinha com a Larp. Naruto, então, foi parar nas mãos da Panini. Ela então lançou a partir do volume 1 para novos leitores e também a partir de onde a Larp havia parados para os que já estavam acompanhando a obra durante anos.

Noragami é outra obra que sai no Brasil também pela Panini. Começou a ser publicado na Argentina apenas agora.

Somos Quintuplas (Go-Toubun no Hanayome) é uma comédia romântica atual que se tornou conhecida pela adaptação em anime. O título hermano da obra foi sugerido por meio de um concurso junto aos leitores. Somos Quintuplas ainda é inédito no Brasil (ou seja, nenhuma editora o anunciou até o momento).

Star Wars – Uma Nova Esperança é adaptação de um dos filmes da franquia Star Wars. Saiu no Brasil pela editora JBC em 2002, sendo relançado pela editora Abril em 2016.

The Promised Neverland é outro mangá sem necessidade de maiores detalhamentos. A única curiosidades sobre esse título é que o primeiro volume teve uma edição especial na Argentina completamente inusitada. O mangá sai no Brasil pela editora Panini.


15/11/2019


  • Akame ga Kill!! #12 (Ivrea)
  • BTOOOM! #22 (Ivrea)
  • CCSakura Clear Card #03 (Ivrea)
  • Citrus + #01 (Ivrea)
  • Negima! #02 (Panini)
  • One Piece #12 (Ivrea)
  • Tokyo Ghoul: Re #12 (Ivrea)
  • Warcraft #01 (Panini)

Akame ga Kill!! é um daqueles mangás shonens que os novatos no mundo otaku teimam em chamar de seinen^^ e se tornou bem famoso depois da adaptação em anime. Saiu no Brasil pela editora Panini entre março de 2016 e julho de 2018.

BTOOOM! é mais um mangá que não é necessário falar muito, já se aproximando de seu final na Argentina. No Brasil, a obra foi publicada pela editora JBC entre fevereiro de 2014 e abril de 2019.

Cardcaptor Sakura Clear Card Arc chega ao seu terceiro número na Argentina, por lá começou a sair em junho deste ano. No Brasil, a obra foi lançada em outubro pela editora JBC.

Citrus+ é o spin-off de Citrus, contando certas coisa que aconteceram em [INAUDÍVELPORSERSPOILER]. Participando de um lançamento mundial do primeiro volume, ele acabou saindo na Argentina três dias antes de sair no Japão.

Negima! é uma das obras mais famosas de Ken Akamatsu e está saindo pela primeira vez na Argentina. Durante muitos anos, a editora Kodansha não liberava a licença de obras para o país, de modo que muitos títulos famosos ficaram no limbo e Negima! foi um deles. Agora está começando a sair. A edição escolhida pela Panini na Argentina foi a reedição japonesa que diminui os 38 volumes originais para apenas 19. No Brasil, Negima! foi publicado pela editora JBC entre 2006 e 2013.

One Piece está sendo relançado na Argentina pela editora Ivrea, em um caso semelhante ao de Naruto pela Panini que falamos mais acima. One Piece era publicado pela editora Larp, a Shueisha rompeu o contrato com elarp e as três séries dessa empresa acabaram indo para as concorrentes. A Ivrea ficou com One Piece e Death Note. A Panini ficou com Naruto. A Ivrea então começou a lançar One Piece a partir do volume 1 para novos leitores e também a partir de onde a Larp havia parado, para os que acompanhavam a publicação anterior. No Brasil, One Piece é publicado pela editora Panini.

Tokyo Ghoul: Re é a continuação de Tokyo Ghoul. Está em vias de conclusão na Argentina. No Brasil, sai pela Panini, também em vias de conclusão.

Warcraft: Lendas é um mangá americano baseado na famosa franquia da Blizzard. Saiu no Brasil pela editora Conrad entre 2009 e 2012.


22/11/2019


  • Black Butler #21 (Ivrea)
  • Jojo’s Bizarre Adventure – Parte 3: Stardust Crusaders #08 (Ivrea)
  • One Piece #52 (Ivrea)
  • Naruto #09 (Panini)

Black Butler chega ao volume 21 na Argentina. Há dois detalhes interessantes na publicação desse título no país. O primeiro é o nome. Ao contrário da maioria dos países, não foi utilizado o nome internacional (Black Butler) e sim a romanização do nome em japonês. Outro detalhe é que a publicação é ligeiramente nova. Assim como ocorreu com a Kodansha, durante anos a Square Enix, editora japonesa do mangá, não licenciava obras para a Argentina, de modo que só bem recentemente o título começou a sair por lá, por isso ainda não está em igualdade com a publicação nipônica. No Brasil, Black Butler sai pela Panini e ela já lançou todos os volumes disponíveis até o momento.

A publicação argentina de Jojo’s Bizarre Adventure encontra-se um pouco à frente da edição brasileira, já em vias de conclusão da parte 3. No Brasil, o mangá sai pela editora Panini e recentemente começou a ser publicada essa parte do mangá.

Já falamos de One Piece mais acima. A versão mais avançada teve o volume 52 lançado agora no país. Por sua vez, a versão “mais nova”, de Naruto (também já falamos dele mais acima) teve o seu nono volume publicado.


28/11/2019


  • Goblin Slayer #01 – Light Novel (Ivrea)
  • My Hero Academia #21 (Ivrea)

Goblin Slayer é a light novel que deu origem ao anime que fez um burburinho no início do ano. Não há publicação de light novels na Argentina, de modo que Goblin Slayer é a única a estar ativa no país vizinho. Goblin Slayer continua inédita no Brasil. Ou seja, nenhuma editora anunciou a light novel até o presente momento.

My Hero Academia já se encontra no volume 21 na Argentina e segue em publicação normalmente. No Brasil, o mangá sai pela editora JBC e agora em novembro saíram os volumes 23 e 24.


29/11/2019


  • Akira #05 (Ovni Press)
  • One-Punch Man #18 (Panini)

Akira, de Katsuhiro Otomo, chega ao seu quinto volume agora em novembro na Argentina. Ficará faltando apenas um para a sua conclusão. No Brasil, esse mangá é publicado pela editora JBC e agora em dezembro a empresa publicará o último volume. Vale como curiosidade, o fato de que a versão hermana é igual à nossa, então muita gente se pergunta o porquê de não ter o número 1 na lombada do primeiro volume. A resposta é a mesma, decisão japonesa.

One-Punch Man, juntamente com Assassination Classroom, foi um dos primeiros mangás lançados pela Panini na Argentina lá em 2017. Foi uma edição bem criticada na época por ser diferente do que estavam acostumados, com um papel mais escuro e tudo mais. No Brasil, o mangá também é publicado pela Panini, tendo lançado esta semana o volume 19.


CONCLUSÃO


De todas as obras lançadas na Argentina em novembro, apenas seis séries são inéditas no Brasil, a seguir:

  • Heroes, de Inio Asano
  • Somos Quintuplas (Go-Toubun no Hanayome)
  • Goblin Slayer (Mangá)
  • Goblin Slayer (LN)
  • Citrus +
  • Shin Mazinger Zero (dos mesmos autores de Ninja Slayer).

Em relação ao mês de outubro, houve um aumento de cinco volumes publicados (foram 27 em novembro e apenas 22 em outubro). No mesmo mês, apenas duas séries lançadas na Argentina ainda permaneciam inéditas no Brasil Devilman G e Star Wars Lost Stars.

Caso tenha interesse, estamos fazendo uma thread no Twitter, listando toda semana o que sai no país vizinho, clique aqui para ver.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s