Resenha: “Wotakoi #10”

Mais uma coisa que se resolve…

O TEXTO TERÁ SPOILERS DO VOLUME 10 de WOTAKOI, ENTÃO O LEIA APENAS SE JÁ TIVER TERMINADO O VOLUME

Antes de começar a comentar o volume 10 de Wotakoi – O Amor é Difícil para Otakus, é importante lembrar que eu disse na resenha do volume 9 (clique aqui para ler) que estava claro que o mangá não tinha muito mais para onde ir e o fim estava se avizinhando. Não tardou muito para isso acontecer e o mangá realmente acabou no Japão.

O volume final será o número 11, previsto para sair no oriente no dia 14 de outubro. Assim, devemos aproveitar bem todas as páginas restantes da obra, para nos divertimos o máximo que pudemos ao acompanhar as aventuras dos seis personagens que nos acostumamos a amar. Foi anunciado um spin-off, mas ainda não sabemos como será, quem serão os personagens, etc, etc, etc…

O décimo volume de Wotakoi foi publicado no Brasil pela editora Panini agora em julho e contou duas versões diferentes, uma com a capa comum japonesa e outra com a capa variante (em que os personagens estão sorrindo), um item que fez os olhos dos fãs hardcores brilharam, principalmente por cada um ter um postal diferente.

Como um desses fãs comprei os dois exemplares, mas no momento em que esta postagem vai ao ar, apenas a capa variante chegou na minha casa, de modo que só temos fotos dela^^.

Como sempre, o volume é dividido em uma história principal (que vai acompanhando um certo acontecimento ao longo do volume) e histórias paralelas (que mostram outros momentos dos personagens). A história principal desse volume não é sobre outra coisa senão sobre a relação entre Kou e Naoya, o único casal da obra que ainda não era, de fato, um casal.

Durante os volumes precedentes vimos os dois se acostumarem um com a presença do outro, desenvolverem uma amizade e um sentimento muito grande. Mas claro que gostar de alguém não é uma coisa fácil e todas as nossas inseguranças se mostram presentes quando somos confrontados com o amor. É difícil falar, é difícil dizer o que sentimos, principalmente se você tem algum grau de timidez ou inibição, como é o caso da Kou.

Vimos, por exemplo, ela dizendo que gostaria que Naoya fosse seu amigo para sempre, sendo que seu desejo (o dela) era dizer que gostava dele para um namoro. No volume 9, como vocês devem lembrar, Kou estava até mesmo buscando se esconder de Naoya, não querendo ficar sozinha com ele, pois achava constrangedor o que tinha dito. Com os acontecimentos, porém, o que ficou claro é que os sentimentos de Naoya foram aflorando, ele foi entendendo o que estava sentindo, muito embora ele ainda não se desse conta. E é aí que entra o volume 10.

A história principal do volume 10 é focada em Naoya, com ele buscando voltar a ter uma relação mais próxima com Kou, com ele pedindo ajuda (e conselhos) para os amigos e para o irmão até que consegue, finalmente, encontrar a garota.

Os três subcapítulos da história principal são muito interessantes cada um a seu modo, pois vemos pouco a pouco uma evolução do Naoya, até ele perceber realmente o que sente e se decidir. É logo no primeiro dos subcapítulos, ocorre um fato interessante que faz com que o rapaz  – talvez – entender de verdade seus sentimentos, quando um de seus amigos termina por ser claro e o faz ficarem encabulado.

Outro momento muito bom nessa história principal foi a conversa de Naoya com o seu irmão, em que se falam da diferença entre o gostar de amizade e o gostar de amor, sobre como se percebe que se ama alguém, etc.

Mas claro que o melhor é o final do volume, com aquela cena, com aquela sequência de quadros esperada, quando finalmente Naoya fala seus sentimentos para Kou, uma cena emocionante, impactante e que nos deixa com um sorriso no rosto, por finalmente ter visto isso.

Sobre as histórias paralelas, elas são, como sempre, extremamente divertidas. Há um encontro aleatório entre Kou e Kubakura, gerando mal entendidos e situações de ansiedade muito grande para a garota; há um capítulo em que Koyanagi debate sobre ser casada e as situações de marido e mulher que vivencia; há um capítulo em que os protagonistas fazem uma social virtualmente, dentre diversas outras coisas.

Logicamente, a melhor história é a última, com Kou como protagonista que desembarca justamente no último subcapítulo da história principal. Uma sequência de capítulos muito bem construída pela autora…

Agora só falta um volume para acabar e eu não sei o que falta para acontecer. Talvez um casamento entre Narumi e Hirotaka? Talvez apenas uma despedida honrosa com mais 128 páginas dos seis juntos? Bem, isso fica para descobrirmos no tomo final…

Ficha Técnica

Título Original: ヲタクに恋は難しい
TítuloWotakoi
Autor: Fujita
Tradutor: Karen Kazumi Hayashida
Editora: Panini
Número de volumes no Japão: 10 (ainda em publicação)
Número de volumes no Brasil: 10 (ainda em publicação)
Dimensões: 13,7 x 20 cm
Miolo: Papel offwhite
Acabamento: Capa cartonada simples com algumas páginas coloridas
Classificação indicativa: 16 anos
Preço: R$ 19,90
Onde comprar: Amazon / Loja da Panini

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: