Mercado francês de mangá dobra de tamanho em um ano

Saiba mais

No último dia 22 de outubro, o Jornal francês Le Monde publicou uma matéria em que destacava o enorme crescimento do mercado de mangás do país. Segundo a publicação, um estudo da GfK Market Intelligence mostrava que houve um aumento de 124% no período de janeiro a agosto de 2021 em comparação com o mesmo período do ano passado.

O mercado rendeu 212,7 milhões de euros, com 29 milhões de exemplares vendidos no período analisado. Segundo a reportagem o mercado está acelerado e uma a cada duas vendas de quadrinhos trata-se de mangá.

Dentre as possíveis causas para esse aumento está a quarentena obrigatória, que estimulou a leitura, mas mesmo assim o aumento significativo que o setor teve foi surpreendente. A exposição por meio das adaptações em anime, a política editorial diversificada (obras para todos os gêneros e gostos) e boas estratégias de marketing também foram apontadas como motivos que estariam por trás desse aumento considerável.

Por fim, a reportagem também mostrou alguns dados de venda:

  • De janeiro a agosto, My Hero Academia vendeu 2,1 milhões de exemplares na França.
  • Desde 2000, One Piece vendeu mais de 23 milhões de exemplares na França.

A França, para quem ainda não sabe, é o país ocidental em que mais se publica volumes impressos de mangás, superando por muito os demais países.


NOS SIGA EM NOSSAS REDES SOCIAIS



Participamos do Programa de Associados da Amazon, um serviço de intermediação entre a Amazon e os clientes, que remunera a inclusão de links para o site da Amazon e os sites afiliados. Ou seja: ao comprar por meio de nossos links ou banners ganhamos uma comissão.

3 Comments

  • Tom

    Ainda acho bem aleatório o fato da França ter um mercado tão grande assim. Teria alguma razão específica?

    • Franceses sempre consumiram muitos livros e quadrinhos. Abraçar o mangá é algo natural a partir do momento em que eles começam a ter contato mais intenso com a cultura pop japonesa.

    • ringoroadonceagain

      A maior valorização da arte enraizada na cultura deles também pode ser um motivo..

      Principalmente em comparação ao Brasil, por exemplo, em que ainda hoje existe a visão de que HQs são para o público infantil..

Comments are closed.

%d blogueiros gostam disto: