O que gostaríamos no mercado brasileiro de mangás em 2022

Tem muita coisa…

Embora o preço e a qualidade dos produtos sejam sempre as primeiras coisas a serem apontadas quando fala-se de melhorias para o mercado brasileiro de mangás, existem diversas outras coisas que precisam de um olhar a mais por parte do consumidor, para que tenhamos um mercado saudável de se acompanhar, mesmo com a alta dos preços…

Hoje, o blog BBM vem comentar algumas coisas que esperamos do mercado brasileiro de mangás em 2022:

  • Menos Lives: se você acompanha o Twitter do blog sabe como este que vos escreve já se cansou das lives (e vídeos) das editoras JBC e NewPOP. Elas são repetitivas, sem graça e praticamente sem informação, sendo mais programas de entretenimento do qualquer coisa. E quando tem informações nem sempre elas são confiáveis, podendo serem retificadas na semana seguinte ou mesmo dentro da mesma live. Por essas e outras eu preferia que tivesse menos lives (pelo menos dessas duas editoras), só tendo mesmo quando houvesse alguma coisa realmente importante para se falar. As lives feitas pela Panini são as ideais, fazem uma vez por mês, passam as informações necessárias e ponto.

 

  • Menos mangás mensais: os preços altos fazem com que muitos colecionadores diminuam suas compras, agora os mesmos preços altos aliados a mangás mensais é pedir para que essas pessoas parem de comprar com o tempo. Sim, pois, um monte de mangá ganhando um volume por mês torna-se inviável para muita gente colecionar, fazendo com que muitos diminuam as compras mês a mês. Claro que quem tem um pouco mais de poder aquisitivo consegue ir levando, mas boa parte dos consumidores, não (nem mesmo em promoções). Então realmente gostaríamos que a Panini (a editora que tem colocado quase todas as suas obras nessa periodicidade) mudasse a sua estratégia comercial, pois tudo mensal não tá dando.

 

  • Um cronograma de lançamento: se não gostamos da estratégia de lançar tudo mensal, é preciso que eu elogiemos a Panini por estar fazendo uma coisa que sempre pedimos, um cronograma antecipado de lançamentos. No momento em que esta postagem vai ao ar, estamos no dia 5 de janeiro de 2022 e a loja da editora já está com produtos cadastrados até o mês de março. Ou seja, sabemos exatamente quais séries irão sair, quais volumes irão ser lançados com pelo menos dois meses de antecedência, isso é ótimo para o consumidor se programar. Claro que há alguns atrasos aqui e ali, mas no todo esse cronograma tem se mostrado algo muito bom e que deveria ser copiado pelas concorrentes. Então, em 2022, esperamos que as duas principais concorrentes da Panini mudem bastante, apresentem suas publicações com MUITA antecedência e cumpram suas periodicidades na medida do possível. A gente sabe que existem os imprevistos, que existe essa questão de escassez do papel, e tudo mais, mas não dá para um título ser lançado sem nem estar no checklist oficial da editora como vem acontecendo com alguns títulos da JBC nos últimos tempos…

 

  • Mais Ebooks: se você conhece o blog há mais tempo sabe como neste espaço temos um grande entusiasmo com os mangás em formato digital, só que não tem saído muito nos últimos tempos. A Panini deixou de publicar há mais de um ano, a JBC diminuiu suas publicações de volumes e a NewPOP está há anos prometendo entrar nesse mercado. Então eu espero que em 2022 o número de publicações aumente e que tenhamos mais itens a consumir nesse formato e por mais editoras.

 

  • Mais light novels: também quem nos acompanha há mais tempo sabe que gostamos bastante de light novels e a gente gostaria de ter mais séries em publicação por aqui. Queríamos que a JBC voltasse com Overlord, que a NewPOP não deixasse várias séries pausadas, que a Panini começasse a publicar mais novels e, claro, que outras editoras (até de livros comuns) entrassem nesse meio. Não parece ser algo plausível, mas esse é um dos nossos maiores desejos para 2022.

 

  • Mais Estoque: deixar mangás parados em estoque custa caro, a gente sabe. As editoras estão fazendo mais reimpressões, a gente também sabe. Mas também é fato que alguns volumes de algumas séries estão indisponíveis em todos os lugares pesquisáveis e demoram uma eternidade para serem repostos. Nosso desejo para 2022 é que as editoras façam reposições mais rapidamente, para que os consumidores sintam-se mais seguros de poder comprar mangás a qualquer tempo e se minimize o impacto dos preços altos.

NOS SIGA EM NOSSAS REDES SOCIAIS



16 Comments

  • Anônimo

    Concordo com quase tudo o que foi dito, entretanto fico muito bem sem ebooks, essa é uma midia a qual não me adaptei. Além do que acho os valores muito altos por algo que é digital e se eu tiver um problema posso perder e não sei se será reposto.

  • Concordo com menos mangás mensais ^^

    Minhas compras tão muito engessadas com a alta do preço, eu basicamente leio os mesmos mangás todo mês, sinto falta de variedade. Ainda mais que a tia NewPOP e a JBC só lançam quando dão na telha, então eu também só compro delas quando dá na telha, e a Panini que consome meu orçamento mensal quase todo é tudo mensal, e atualmente a única diferença entre cada mês é que tem meses que tem Bloom e outros não.

  • Vocês vão me desculpar, mas eu defendo as lives. Antigamente, quando o mercado era mais pujante e as editoras eram outras, era uma regra não dita, mas praticada, que todas as revistas, independente do que fossem, tivessem uma sessão de cartas dos leitores.
    A comunicação se fazia por ali, claro que eles não publicavam 100% das cartas recebidas, mas muita coisa era elucidada por ali. O tempo passou, as revistas mudaram, as editoras também e eu, ingenuamente, pensei que geral migraria pro e-mail, o que por fim não aconteceu. Hoje em dia as pessoas tem muita pressa e nesse sentido, as lives funcionam melhor.
    Perdeu a live? Não tem problema, fica gravada. Claro que tem problemas como qualquer outra forma de contato, o pessoal fazendo pergunta repetida, perguntado coisas que não podem ser respondidas ou falando besteiras, mas é o que tem pra hoje, né?

    • A gente não desculpa você, não.

      Tudo o que é dito nas lives e vídeos da JBC e da NewPOP daria facilmente para ser dito em um único vídeo de 10 ou 20 minutos por mês para cada editora.

      • Também te amo Kyon! S2 (GRRR…)
        Eu acho que enxugar o tempo das lives é válido. Sim, fora de brincadeira. Desde que isso não faça as lives acabarem. E se por ventura acabarem, que tenha outra coisa pra ficar no lugar.
        Receber e dar feedback é essencial pra um trabalho sair melhor a meu ver. Tinha uma revistinha aí de uma época atrás, os caras tinha twitter, tinha um blog, tinha um monte de coisa e eles respondiam geral. Bagulho dessa revista durou 5 anos, só acabou porque os caras perderam patrocínios, não deu mais pra sustentar a coisa.
        Enfim, eu acho que eu ainda não “queimei” minhas baterias pra ver lives. Na verdade, eu vejo muito pouco e só lives especificas. Amigos com alguma frequência fazem lives e eu mesmo não vou, então acho que entendo mais ou menos como vocês se sentem a respeito.
        É isso!

          • Difícil. A Panini já tem monopólio das bancas agora com as distribuidoras pequenas que ficaram no lugar da Treelog / Dinap. Desembolsar grana pra procurar convênio com Total express, Rapii e outras parece ser fora de questão.

  • Para a panini em 2022 espero que eles comprem uma distribuidora propria porque entrega pelos correios é foda, que mude de mensais pra bimestrais e que as outras editoras (JBC,New Pop) que cumpram os conogramas e tragam mais reimpressões como a JBC com evangelion, quero rosario + vampire de volta e mais manhwas

  • Excelente matéria adorei, concordo com tudo, as lives enchem o saco por ser algo para criar expectativas, lança um volume novo de boku no hero ou solo leveling ai eu fico seco esperando nas lives falarem algo, mangas mensais com o preço atual tem que acabar, como disse não esta dando para acompanhar 7 ou 10 mangas com preço de 35 reais por mês, e as promoções principalmente no site da panini são tudo falsas, você paga 120 reias para ter 12 reais de desconto e ainda pagar 7 conto de frete, cronograma para titulos que são bimestrais são maravilhosos, obvio que gostaria de acabar as coleções o quanto antes mas o preço prejudica muito, não lembro quem foi mas em uma live da panini falaram sobre a questão do preço que depois que aumenta é dificil diminuir o valpr, aumenta mas torne os titulos bimestrais, poderim aver sim mais ebooks, eles poderiam servir de teste para saber o interesse do publico na obra, se compensa trazer uma versão impressa, não sou de ler lights novels mas compraria com muito gosto as de mushoku tensei, concordo que manter muita coisa de estoque é ruim pro vendedor mas se vão diminuir a tiragem que façam republicação a cada 3 meses de cada obra até verem que esta acumulando

  • Acho que a única coisa do mercado que REALMENTE me incomoda e me faz passar raiva é o tempo que o mangá fica disponível, nunca sei se esgotou ou é algum problema com o lojista, se vai ter reposição e, se essa reposição vai durar
    O mangá pode ser mensal, podem furar o cronograma e etc, eu só quero a certeza que o produto vai estar lá quanto tiver condições de pegar .-.

  • R

    Pensamentos sobre o tema:

    1 – Menos Lives: Concordo. Ambas as Editoras mencionadas, a JBC e a NEWPOP, usam de forma ineficiente as lives. Nenhum consumidor casual assistiria toda semana mais de 1 hora de vídeo só para ter uma chance de ver uma noticia aleatória. Sejam diretos, se o intuito é atualizar o consumidor com o canal do Youtube, faça um vídeo curto e direto com as noticias. Se desejam fazer lives respondendo e batendo-papo, façam separado. Ou ao menos, depois de criar as lives, editem o vídeo e republiquem cortando as partes desnecessárias (quase todo o vídeo), e publiquem apenas as noticias em um vídeo único, detalhando na descrição o tempo linkado das mesmas. A Editora Pipoca e Nanquim é um bom exemplo, vídeos curtos mostrando seus títulos, e lives respondendo perguntas e e batendo-papo. Além, que hoje em dia, tem os chamados “shorts” que são vídeos perfeitos para informarem situações rápidas. Não tem como assistir um vídeo da Editora NewPop, o título se quer informa o que vai ser noticiado, não tem descrição no próprio vídeo, e nem da para saber em qual tempo vai aparecer a informação, é tudo as cegas e de forma aleatória. É necessário um retrabalho na estrutura dos canais das Editoras BRs em geral.

    2 – Menos Mangas Mensais: Discordo. O maior problema, para mim, é que após publicado não tem em estoque. A Panini esta acertando em publicar rapidamente – desconsiderando a qualidade, mas manter esse ritmo, necessita que ela ao menos, consiga manter um estoque constante, uma qualidade aceitável e um preço razoável. O problema seria menor, se ela publicasse todos esses mangas mensais, mas meses depois ainda estivessem em estoque.
    Por hora, o preço esta sendo o pior fator, somado a falta de estoque. Nem nas promoções esta sendo vantajoso. Literalmente, toda a minha comunidade de amigos que acompanhavam mangas pararam. É uma situação complicada.

    3 – Um Cronograma de Lançamento:Concordo. Esse é um dos fatores que apoio da Panini. Como você mencionou, já sabemos quase o que vai vir até a metade do ano dela. Já de outras Editoras, é no “eu acho” ou “talvez”, não são informações confiáveis. Overlord Novel? GTO Manga?… Diga se não vai vir, e pronto. Ao menos, não fica criando expectativa e falsas noticias. Determine um calendário e cumpra com ele.

    4 – Mais Ebooks: Apoio, principalmente, de Manwhas e Novels. As Editoras precisam criar alguma forma mais atrativa de divulgação e consumo.

    5 – Mais Light Novels: Felizmente, isso esta aumentando. No entanto, também, esta aumentando na geladeira. Já esta na hora de mais Editoras entrarem com o lançamento de mais Novels, e as que já estão ativas, ficarem atentas na qualidade. Principalmente, a NewPop, que já alterou uma história criada, escrevendo um FlashBack que não existe em Re:Zero (deram uma de autor, e nem avisaram ou trocaram os produtos).

    6 – Mais Estoque: Essencial. A melhor qualidade da Editora Newpop. Compro os produtos deles por confiar no Estoque. Já da Panini, até que ta melhorando, só o preço e a qualidade que deixam a desejar.

    * Diria ainda que precisam focar mais em Manhwas, Manhua (chinês e coreano), o publico esta aumentando constantemente. Tem site já focados em apenas em traduções deles. Como também, Webtoons.

    Como Sempre, criando ótimas matérias, parabéns.

  • O que eu quero ultimamente é menos “Do mesmo autor de…” e menos estrelinhas.
    Caramba, que falta eu sinto de quando eu comprava algo que eu não conhecia e era surpreendido. Comprei muito lixo, mas também tantas obras boas que jamais se destacariam num amontoado de scans.

  • Felipe

    Discordo apenas quanto à periodicidade. Para mim mensal é melhor para se planejar, alcançar a publicação no Japão ou encerrar mais rapidamente a coleção evitando reajustes.

    • ringoroadonceagain

      Mensal é bom pra quem compra poucos títulos.
      Manter 10 coleções bimestrais significa comprar 5 mangás por mês. Agora manter 10 coleções mensais significa comprar 10 mangás ao mês. Se torna completamente inviável somando isso a falta de estoque, que não permite que coleções mais antigas sejam compradas com facilidade.

  • Bruno

    Gostei muito da matéria de opinião sobre o que queremos no mercado de mangás. Concordo com tudo basicamente. Sobre as lives, só assisto as das Panini, por causa dos motivos já citados no texto. Da JBC, eu assistia o Henshin Online, mas já tinha enrolação, imagina agora em lives de uma hora. Acho que as editoras deveriam fazer vídeos mais curtos ou deixar acumular informações ou separar lives sobre assuntos variados com as de informação. Penso assim também sobre o cronograma, sobre os mangás mensais, sobre os ebooks e sobre as light novels. Sobre o estoque, acho que isso é o que mais afasta as pessoas de colecionar mangás. Claro, tirando os preços altos. Medo de perder tal volume e pagar absurdos meses depois, além de ficar em dúvida se vai ter relançamento de alguma edição esgotada.

    • Jefferson Alves

      Esperei nessa lista algo sobre as TRANSPARÊNCIAS exageradas nas folhas dos mangás, que olha, estão um cocô, e não adianta ficar passando pano não….nem tenho certeza, mas devo pegar mais de 30 títulos de mangás e sei ver as diferenças entre volumes e títulos q veem com folhas OK e outras não.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: