Estação Liberdade publicará no Brasil o livro “Mil anos de Mangá”

De uma renomada autora francesa

Na tarde desta quarta-feira, 19 de janeiro de 2022, a editora Estação Liberdade divulgou, por meio de suas redes sociais, que publicará no Brasil o livro Mil Anos de Mangá (Mille Ans de Manga), de Brigitte Koyama-Richard, renomada autora francesa, especialista em cultura japonesa.

O livro foi lançado originalmente em 20 de setembro de 2007 e ganhou edições ao redor do mundo, como na Itália e na Espanha. Agora em 2022, a obra está ganhando uma republicação em seu país original.

Sinopse: Os mangás encontram-se em todo o mundo, mas principalmente na França, um sucesso considerável e inegável. Fruto de uma longa tradição nem sempre bem conhecida, tem a sua origem em pinturas antigas como as do templo Shôsôin ou os murais kondô do templo Hôryûji, datados de finais do século VII. Dos personagens de quadrinhos nas telas e pergaminhos de pintura emaki (final do século VIII ao XII) aos demônios que povoam as histórias de Shigeru Mizuki hoje, de “O Manga de Hokusai” (1814) a Osamu Tezuka, “o deus da mangá moderno”, desde o nascimento do gekiga na década de 1950 até as últimas criações de Jiro Taniguchi, é toda a história dessa forma de expressão tão viva que nos é dada, neste livro, em sua riqueza e em sua diversidade. Este trabalho nos apresenta um panorama do gênero e debruça-se sobre o cerne das fontes visuais do mangá, de uma forma que nos ajuda a entender como esse meio de expressão de origem tradicional se tornou um verdadeiro fenômeno de massa (tanto para o público adulto quanto bem como para crianças) que soube atravessar as fronteiras de seu Japão natal para chegar aos confins do planeta e lidar com todos os tipos de temas


NOS SIGA EM NOSSAS REDES SOCIAIS



3 Comments

  • Não tem muitos livros teóricos sobre mangá em português, não? Eu lembro do “Mangá: o poder dos quadrinhos japoneses”, da Sônia Bibe, mas tá esgotado tem tempo. É bom esse tipo de publicação aqui!

Comments are closed.

%d blogueiros gostam disto: