Mangá “Haikyu!!” será republicado na ITÁLIA em periodicidade SEMANAL

Saiba mais

Na tarde desta quinta-feira, 24 de fevereiro de 2022, a editora italiana Star Comics divulgou que o mangá Haikyu!! (lançado por ela entre novembro de 2014 e julho de 2021) será republicado junto ao jornal La Gazzetta dello Sport em periodicidade semanal.

Todos os volumes serão republicados em um novo formato (13,7 x 20 cm, em capa cartão com orelhas) a partir do próximo dia 4 de março, ganhando um volume novo toda sexta-feira. Em todos os volumes virá um postal com a imagem da capa. No primeiro tomo ainda virá um pôster de brinde. O preço será 4,99 Euros + o valor do jornal.

Os mangás na Itália são, usualmente, publicados em formato pocket. Essa edição de Haikyu!!, porém, será do tamanho dos mangás da Panini brasileira.

Não é a primeira vez que um jornal italiano publica mangás em periodicidade semanal. Outros títulos que já tiveram uma edição junto a um jornal foram, dentre outros:

  • One Piece (90 volumes iniciais) – duas vezes
  • Cavaleiros do Zodíaco – The Lost Canvas
  • Bleach (48 volumes iniciais)
  • Naruto
  • Naruto Color
  • Detective Conan (90 volumes iniciais)

Haikyu!! é de autoria de Haruichi Furudate e foi publicado no Japão entre 2012 e 2020 pela editora Shueisha, sendo concluído em um total de 45 volumes.

No Brasil, o mangá é publicado pela editora JBC em uma versão que compilará os 45 volumes originais em apenas 22. Atualmente três volumes foram lançados.

SinopseUm acontecimento fortuito desperta em Hinata Shouyou uma paixão pelo Voleibol: quando criança, Hinata assistiu a uma partida de vôlei e ficou encantado pelo esporte. Todavia ninguém se interessava muito por isso em sua escola e quando finalmente entrou em quadra, o time de Shouyou acabou derrotado e humilhado por Kagekyama Tobio, conhecido como o Rei da Quadra. Jurando vingança, Hinata Shouyou entra no colégio Karasuno e busca treinar para poder enfrentar o seu rival de igual para igual. Conseguirá ele realizar o seu desejo?


NOS SIGA EM NOSSAS REDES SOCIAIS



6 Comments

  • Alex Sander Kitizabolo Barela

    Achei a proposta bem bacana até porque se trata de um jornal esportivo que virá com um mangá de vôlei. No entanto, achei o preço salgado, mesmo com todos os brindes, por se tratar de periodicidade semanal. Não sei quais são os preços padrões de mangás para os italianos, mas se fizer a conversão para o real, dá cerca de R$ 29,94 mais o preço do jornal por semana.

    Em relação aos brindes, eu acho que essa ideia de postais com a arte de capa deveria ser regra. Uma das minhas birrinhas é o fato do título da obra, bem como o número do volume, logo da editora e outras informações muitas vezes ocultar parcialmente a arte de capa.

    Eu sei que a Editora Pipoca & Nanquim, nos livros da série “Conan, o Bárbaro”, do Robert E. Howard, fizeram uma sobrecapa de acetato transparente na qual imprimiram os logotipos e textos da edição deixando a arte de capa e contracapa em sua totalidade, com exceção do código de barras, que precisou ser impresso na contracapa. Acho que seria uma ideia bacana tentar realizar isso com obras em quadrinhos. No entanto, não sei se seria economicamente viável até porque o padrão tende a ser capa cartão e não capa dura. Porém, nesses volumes de luxo, bem que alguma editora de mangás e HQs poderia tentar realizar algo parecido.

    De todo modo, eu sei que o mercado nacional de mangás e HQs já está “gourmertizado” e tudo que os consumidores brasileiros não precisam é de mais custo e, como disse, é só uma birrinha mesmo. Nada sério…

    Voltando ao assunto principal da matéria, você saberia dizer qual é o papel interno da edição? Queria comparar com a edição brasileira. Em termos de brindes, eles estão ganhando…

    • Não se deve fazer conversão de preço, pois não reflete a realidade. Conversão se faz apenas para questão de importação, quando você quer comprar um produto de outro país.

      Para ver se algo é caro ou barato em um país deve-se ver o preço em relação ao salário e ao custo de vida do país em questão. Então, falando especificamente do salário, o salário médio na Itália é de mais de 1000 euros. Ou seja, 4,99 euros para um italiano é como se a gente estivesse pagando 4,99 reais em um mangá no Brasil ATUALMENTE. É muito barato.

      Os mangás italianos são um dos mais baratos do ocidente, senão o mais barato. A maioria dos preços das três principais editoras de lá variam de 4,30 a 7,99, a depender do acabamento.


      Não se divulga tipo de papel no exterior.
      Os mangás que tenho em italiano alguns são em papel offset, alguns em papel semelhante ao jornal.

      • Alex Sander Kitizabolo Barela

        Tendi, obrigado pela resposta. Realmente muito em conta e os brindes são bem legal, pena que não temos isso na edição brasileira.

  • Ítalo Rodrigues de Araujo

    Mas a cultura do jornal impresso ainda é tão grande assim? Ou será que o pessoal vai comprar o jornal e o mangá e jogar o jornal fora?

    • Eu não sei como é essa questão na Itália, mas jogar o jornal fora meio que é o padrão mesmo para quem compra o jornal para ler, não? Tipo, não tem sentido você comprar um jornal e não jogar ele fora depois de ler. De minha parte, se isso fosse aqui eu iria ler o jornal, fazer as palavras cruzadas se tivesse, e depois jogaria o jornal fora como todo mundo. Sei lá, se eu gastei dinheiro eu tenho que aproveitar, né?

      Mas eu encaro isso como uma forma de propaganda para o jornal. Os fãs de mangás vão comprar o jornal pelo mangá, leem aqui e ali e podem se interessar em ler as notícias em papel ou conhecer outros produtos atrelados ao jornal e assim aumentar os lucros do mesmo.

    • Handrius

      Se tu vai na banca eles te vendem só o manga sem o jornal se tu pedi.

Comments are closed.

%d blogueiros gostam disto: