Retrospectiva 2017 – Re: zero e demais surpresas de Light Novels no Brasil

Quem iria imaginar…

Véspera de natal e o blog BBM não para, com mais uma postagem de retrospectiva para vocês. Hoje viemos relembrar o surpreendente ano para os fãs de light novels no Brasil.

Para iniciar é preciso lembrar que 2016 foi um ano fraco em que não tivemos o anúncio de nenhuma light novel nova para 2017. Além disso, naquele ano foram publicados apenas 9 livros, 3 de No game No life, 2 de Fate/Zero, 2 de Log Horizon e 2 de No 6.

Em 2017, tivemos novamente um ano fraco. Também só foram publicados 9 livros, o que indica uma continuidade em número de volumes lançados, sem crescimento e sem declínio. Entretanto o ano foi de surpresas muito positivas, com o anúncio de três novas obras, Re: Zero, Toradora e Shakugan no shana, prenunciando bons ares para o futuro desse nicho de mercado no país.

Re: Zero tornou-se ultrafamoso devido à adaptação em animê, gerando diversos pedidos para as editoras nacionais, especialmente a NewPOP, que a licenciou e que é a única empresa a publicar novels no Brasil. Já Toradora e Shakugan no shana são títulos mais antigos e que considerávamos difícil de aparecer no país, então foi uma enorme surpresa, ainda mais que Shakugan possui a enormidade de 26 volumes…

Re: Zero já foi lançado, mas Toradora e Shakugan no Shana ficaram para 2018. Além delas, a editora NewPOP ainda têm a light novel Morte, anunciada em 2015 e que ainda não viu a luz do dia.

Claro que as novidades podem não ter sido boas para você se você não gosta de nenhuma das três obras, mas não se pode negar o quão importante foram esses anúncios, pois mostrou que a NewPOP ainda quer investir nesse ramo de mercado, aumentando as chances da sua novel favorita aparecer no país…

Abaixo você vê as capas de novels publicadas durante o ano:

O ano também teve seus revezes. A NewPOP não lançou a segunda light novel da série K e só publicou um livro de Log Horizon e No 6 durante 2017. Além disso, nenhuma outra editora mostrou qualquer interesse na publicação de novels, fazendo com que ainda tenhamos que depender apenas de uma única empresa.

Apesar disso tudo, no todo pode-se dizer que foi um ano pelo menos razoável para light novels no Brasil, considerando que se trata de um mercado nanico, ainda em fase inicial…

Abaixo um resumo da situação das novels em publicação:

  • K: 01 de 04 (parada desde 2015)
  • Log Horizon: 03 de 10 (parada desde meados de 2017)
  • No 6: 05 de 09 (parada desde meados de 2017)
  • No game No life: 09 de 09 (alcançou a publicação japonesa)
  • Re: Zero: 02 de 15 (em publicação, sem pausas até o momento).

***

Você pode ver as demais postagens de retrospectiva, clicando aqui.

Curta nossa página no Facebook

 Nos siga no Twitter

BBM

8 Comments

  • Um ponto que poderia ser melhorado é o tamanho das Light Novels no Brasil. Seguir, por exemplo, o padrão americano, ficaria bem legal.

    • Vinicius Martins Salustiano

      Concordo, dizem que no Japão as novels são no formato pocket também, mas o padrão americano é muito melhor de ler principalmente pra quem tem as mãos grandes como é o meu caso, eu tenho algumas novels do Sword Art Online e acho muito mais gostoso de segurar e ler do que o formato pocket. Além do mais, muitas pessoas tem preconceito com o pocket, meus amigos eram fãs do anime do NGNL e queriam comprar as novels, mas desistiram porque acharam o formato “pequeno demais”.

  • Carne Moída

    Um mercado em fase embrionária. Não sei como anda as vendas de light novels para a NewPOP, mas para ela ter a audácia de anunciar mais 3 obras é porque isso é sinal de que está indo bem, pelo menos é o que eu acredito ser. Se tem uma coisa a se elogiar da NewPOP é isso, pelo menos ele arriscam nesse nicho de mercado, diferentemente de outras editoras como a JBC e a Panini. Espero que com o tempo esse mercado possa se expandir e trazer várias obras que são sonhos de consumo para mim: Kino’s Journey, Project Itoh, Legend of the Galactic Heroes e Spice and Wolf.
    Bem que eu gostaria de saber como está o mercado de Light Novels em outros países para atestar se é só no Brasil que ainda está, de certa forma, atrasado. É um mercado que me interessa bastante.

    Um Feliz Natal para a galera aí e agradeço por manter o blog sempre atualizado, vocês são feras!

  • Talvez o mercado de LN digitais fosse o futuro pra NewPop. Não acompanho nenhum desses títulos, quem sabe no futuro apareça algumque chame minha atenção.

      • Hehe, é uma indicação engraçada. Porque me incentiva a ler assistindo o anime. Vou ler o primeiro volume pelo menos, dia desses vi com preço bom na saraiva.

  • Gustavo

    Queria saber o motivo de não terem trago sword art online pro Brasil ainda, um sucesso absurdo, Queria as novels e mahouka também.

    • Porque a Panini não lança light novels e porque a NewPOP diz não ir atrás de franquias que estão com outras empresas (a Panini lançou dois mangás de SAO).

Comments are closed.

%d blogueiros gostam disto: