Os 10 anos do final de “Inu-Yasha” no Japão

Mangá foi concluído exatamente há uma década no oriente…

No dia 15 de junho de 2008, segundo dados do My Anime List, o último capítulo do mangá Inu-Yasha, de Rumiko Takahashi, foi publicado na revista Weekly Shonen Sunday, da editora Shogakukan. A publicação – iniciada em novembro de 1996 – durou quase 12 anos e até hoje é a obra mais longa da autora com 56 volumes no total, o último publicado apenas em fevereiro de 2009 por lá.

Sucesso inconteste, ganhou diversas animações, além de ser exportado para vários países do mundo. No Brasil, Inu-Yasha foi publicado pela editora JBC entre 2002 e 2009 em formato meio-tanko (cada tomo japonês vira 2 no país) totalizando 112 volumes, até o momento o mangá com o maior número de volumes por aqui.

A fama de Inu-Yasha fez com que a obra fosse constantemente alvo de pedidos de relançamentos por parte dos consumidores, mas a JBC nunca dava esperanças concretas. Em 2016, porém, a editora incluiu a obra em uma pesquisa de relançamento, no qual os consumidores decidiram qual título da empresa deveria ser republicado. Concorreram Shaman King, Angelic Layer, Fruits Basket, Cowboy Bebop e A princesa e o Cavaleiro. Inu-Yasha ganhou fácil.

A editora comentou que ainda iria fazer o projeto e tudo mais, o que demandaria tempo. Terminou que o tempo foi se estendendo, se estendendo e agora não há mais previsão para o relançamento do mangá. o projeto está parado por enquanto, segundo a JBC (mais abaixo você pode ver os links em que falamos mais detidamente sobre o assunto). Por ora, neste momento que marca os dez anos do final do mangá no Japão, os fãs terão que aguardar pacientemente…

  • Outros países

Países como Espanha e França lançaram e concluíram a obra. Alguns como Itália, Alemanha e Estados Unidos publicaram o mangá mais de uma vez, todas elas com sucesso. Na Polônia, porém, o mangá foi cancelado em 2011.

Na Argentina, a situação de Inu-Yasha também não é das melhores. A editora local publicou apenas 12 volumes da obra e depois ela parou de sair. No fim do ano passado, após muita (muita mesmo) negociação, a editora conseguiu obter a permissão para dar continuidade ao mangá. A obra retornará ainda este ano em periodicidade bimestral, o que dá pelo menos 7 anos mais de publicação por lá.

No México, a situação é mais feliz. Após ser cancelado anos atrás, Inu-Yasha começará a ser relançado pela Panini de lá ainda em 2018 seguindo uma edição japonesa que teve 30 volumes. Dado o aquecimento do mercado por lá, tudo indica que será um sucesso…

SinopseA história de Inu-Yasha é inusitada. Kagome é uma jovem estudante de hoje, que vivia no antigo e tradicional Santuário Higurashi, até ser arrastada através de um velho poço no quintal de sua casa por uma Mulher Centopéia. Ela é levada, então, para a Idade Medieval japonesa, uma época em que a Terra era povoada por humanos e youkais (um tipo de demônio mítico). Lá, para se livrar da monstrenga, a garota é obrigada a libertar Inu-Yasha, um jovem meio-youkai poderosíssimo que deseja recuperar a lendária Jóia de Quatro Almas (um amuleto mágico que estava de posse dela), para se tornar um youkai de verdade. O talismã, no entanto, acaba se fragmentando e seus pedaços espalhados por todo o Japão feudal. Porém, mesmo um único fragmento da Jóia de Quatro Almas é capaz de dar grandes poderes àquele que o tiver, o que leva muitos youkais a saírem à caça deles. Kagome e Inu-Yasha decidem unir forças e partem para recuperar os pedaços da Jóia de Quatro Almas. Pelo caminho, eles vivem grandes aventuras e enfrentam youkais malignos, sedentos pelo poder. Ao mesmo tempo, a garota ainda tem que conciliar a sua vida de aventureira no Japão antigo com os estudos no mundo atual.

***

Postagens anteriores sobre Inu-Yasha no Blog

Curta nossa página no Facebook
Nos siga no Twitter
BBM

Anúncios

6 comentários

  1. Já perdi de comprar a coleção completa de Inuyasha por 350 reais.
    Até hoje me arrependo por deixar passar na esperança do relançamento da JBC.
    Um dos meus animes preferidos, assistir completo 3x, e ainda tenho fé de ter essa obra maravilhosa na minha estante.

    Curtir

  2. Que nostalgia! Deve ser a velhice chegando. Haha… No início dos anos 2000, enquanto adentrava na adolescência, pude me encantar com Inu-Yasha passando na Globo. Uma dublagem pela qual tenho muito carinho. Não pude comprar a obra. Tomara que a JBC relance. E se viesse a versão de 30 volumes o titio aqui ficaria muito agradecido.

    Curtir

  3. Acho que de todos os mangas que a jbc colocou para seleção de relançamento, Inu era o unico que eles queriam que não ganhasse, pelo menos é o que me parece…

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s