Oyasumi Punpun: JBC diz que edição local será diferente da americana

Empresa comentou um pouco sobre o projeto gráfico da edição brasileira…

Semana passada, a editora JBC confirmou que o mangá Boa Noite Punpun (Oyasumi Punpun), de Inio Asano, seria lançado em formato BIG. Para quem não sabe, BIG é o formato em que a JBC junta dois ou mais volumes originais em apenas um tomo, como aconteceu com Blade e, mais recentemente, Battle Angel Alita.

Nos Estados Unidos, Boa Noite Punpun foi publicado assim e teve seus 13 volumes originais diminuídos para 7 tomos, mas a JBC não havia confirmado a quantidade de volumes. Nesta sexta-feira, 22/06/2018, em seu canal do Youtube, a editora informou que por aqui também serão 7 tomos, mas organizados de forma diferente da edição americana.

A versão estadunidense compilou os doze primeiros volumes em seis tomos, deixando o sétimo apenas com o conteúdo do volume 13. A edição brasileira, porém, compilará os dez tomos iniciais em 5 BIGs. O conteúdo dos volumes 11 a 13 serão distribuídos nos dois restantes, totalizando os 7 BIGs. Com esta mudança em relação à versão dos states, os BIGs locais não destoarão tanto em número de página. A divisão dos capítulos para estes volumes finais foi feita pela empresa junto com o Japão.

Além disso, a JBC também disse que fez um projeto gráfico do zero para a edição brasileira, projeto este que teve o sinal verde do próprio Inio Asano.

Não foram dados mais detalhes sobre a publicação, mas a editora promete informar nas próximas semanas algumas novidades, como o tipo de papel a ser utilizado, entre outras coisas.

Boa noite Punpun foi serializado na revista Big Comic Spirits, da Shogakukan, entre 2007 e 2013 sendo reunido em 13 volumes. O mangá é do mesmo autor de Solanin (L&PM), Nijigahara Holograph (JBC) e A cidade da luz (Panini).

Sinopse: Um manga atípico e apaixonante onde uma trama completamente realista é apresentada com certos detalhes surrealistas. Basicamente, a obra narra a vida de Punpun desde o primário até a universidade, crescendo com uma família disfuncional e vários traumas. O ambiente é meio deprimente e obscuro às vezes e o título mostra como Punpun lida com a solidão, a dificuldade de fazer amigos, o divórcio de seus pais, a primeira experiência sexual com uma pessoa de seu convívio que dista de ser o ideal e… um amor platônico recorrente.  A mensagem da obra é clara, a vida é dura e não tem solução…

***

Curta nossa página no Facebook

 Nos siga no Twitter

BBM

4 Comments

  • JMB

    Queria que eles fizessem com Punpun a mesma coisa que fizeram com Éden e Blade: em cada volume usar duas capas originais, na primeira e quarta capas, respectivamente. Mas como o número é ímpar e a JBC está com essa história de “projeto gráfico do zero”, acho difícil isso acontecer.

    • Isso não daria certo em Punpun, pois as capas japonesas simplesmente são uma cor chapada com auto relevo. Colocar duas cores nada a ver na edição só deixaria o volume mais brega.

  • Max

    Os dois últimos volumes serão mais baratos então, certo?

    E o preço provavelmente não vai agradar, hj em dia 1 volume está saindo em média por R$15, então logicamente, R$30 seria um preço razoável pra esse formato BIG, mas Blade está saindo a R$40, o negócio é esperar pelos descontos da Amazon.

Comments are closed.

%d blogueiros gostam disto: