JBC divulga a capa nacional do mangá “Rosa de Versalhes”

Mangá deve ser lançado entre janeiro e fevereiro…

Na tarde desta sexta-feira, 14 de dezembro de 2018, a editora JBC divulgou, por meio de suas redes sociais, a capa nacional do mangá Rosa de Versalhes, de Riyoko Ikeda. O título será um dos primeiros lançados de 2019 da editora e será lançado utilizando o formato BIG (quando a empresa une dois volumes japoneses em um único tomo). Vejam a capa:

Os dois primeiros volumes do mangá estão previstos para serem publicados no final de janeiro ou início de fevereiro.

Rosa de Versalhes é talvez o maior clássico dos mangás shoujos, tendo influenciado diversos artistas e sendo até hoje alvo de referência em diversas e diversas obras. O título foi publicado originalmente nos anos 1970, na revista Margaret, da Shueisha, sendo concluído em um total de 10 volumes. Recentemente, a autora escreveu alguns capítulos especiais que renderam outros quatro tomos. No Brasil, apenas os 10 volumes originais (divididos em 5 BIGs) estão confirmados.

SinopseEm meados do século XVIII, na França, o renomado General Jarjayes recebe a notícia que será pai da sexta filha. Aflito por não conseguir ter um filho para manter o nome e o prestígio da família, decide criá-la como menino, visto que nesse período somente homens podiam suceder o cargo. Lady Oscar frequenta o colégio militar onde destaca-se, alcançando o título de capitã da Guarda Real. Como seu cargo é de confiança, fica sob sua responsabilidade zelar pela proteção da Rainha Maria Antonieta. Após o tratado de paz entre a Áustria e a França, quando Maria Antonieta se casa com o príncipe Luís XVI. Oscar passa a maior parte do tempo no Palácio de Versalhes. Ela acompanha de perto com André, seu melhor amigo (que é apaixonado secretamente por ela), o cinismo, as festas luxuosas e o estilo de vida da Corte Real.

6 Comments

  • Gabriel

    Com uma personagem Ikeda influenciou Masami Kurumada, Yoshihiro Togashi, Kentaro Miura, os roteiristas de Pokémon (claramente fizeram referência a obra em vários episódios), Chiho Saito e vários outros autores. Lembrando que Rose of Versailles foi inspirado em Ribbon no Kishi que foi tão influente quanto sendo considerado o próprio mangá para meninas.

  • RPM Souza

    Espero que em mãos essa capa não seja tão “feinha”…

  • Another Hero

    Eu curti , lembra bastante o tratamento que fizeram com Rurouni Kenshin. espero que possam ter essa liberdade quando forem adaptar as do Hokuto no Ken.

  • Marcelo

    Vai fazer muita falta se a JBC não publicar o que falta? Digo, se é algo do mesmo nível dos principais, ou vale mais por continuidade.

  • Raquel K.

    Que capa feia mas o que importa é o que está dentro, comprarei com toda a certeza.

Comments are closed.

%d blogueiros gostam disto: