Memória: os 30 anos do fim da primeira publicação brasileira de “Lobo Solitário”

A publicação pioneira despediu-se das bancas há 3 décadas…

A história da publicação de mangás no Brasil passa inteiramente pelo onipotente título chamado Lobo Solitário, de Kazuo Koike e Goseki Kojima. Publicado no Japão entre 1970 e 1976, a obra foi concluída no oriente em um total de 28 volumes, com média de quase 300 páginas por tomo. O mangá está atualmente sendo relançado pela editora Panini, mas sua história no Brasil é longa, tão longa que ele detém o título de ser o primeiro mangá a ser publicado por aqui, lá no distante ano de 1988. É sobre isso que viemos falar hoje.

Lobo Solitário #01, da editora Cedibra. Foto: Guia dos Quadrinhos

Em uma época em que pouco se conhecia sobre mangás, Lobo Solitário foi adquirido primeiramente junto aos americanos pela hoje extinta editora Cedibra. Lá nos Estados Unidos, a First Comics (também uma editora falecida) havia começado a publicar a obra em 1987, em edições que variavam de 64 a 128 páginas por edição, contando com capas de Frank Miller e outros artistas. As vendas foram altas inicialmente nos Estados Unidos, mas com o tempo isso foi diminuindo e o mangá acabou incompleto com a falência da editora em 1991. Foram publicadas 45 edições, o que representava menos de um terço da série.

Ao que consta, a Cedibra adquiriu a publicação de Lobo Solitário junto a First, então a versão brasileira seguiu o modelo de lá, saindo em um formato grandão, com páginas espelhadas e diversas outras ocidentalizações. Aqui no Brasil, o mangá não teria vida longa também. Iniciando-se em março de 1988, a obra teria apenas nove edições publicadas, a última delas trinta anos atrás, em janeiro de 1989, segundo os dados do Guia dos Quadrinhos.

Lobo Solitário #09, último da editora Cedibra. Foto: Guia dos Quadrinhos.

Anos depois a Nova Sampa relançou a série em duas oportunidades, em uma com 9 volumes e outra com 5. A primeira série ainda foi encadernada em uma versão chamada Lobo Solitário Especial. O mangá só foi lançado na íntegra em meados dos anos 2000 pela editora Panini.


Memória é a nossa postagem de curiosidades em que buscamos relembrar algum fato, episódio ou época do passado do nosso mercado de mangás. Ela é publicada sempre uma vez por mês (embora algumas vezes publiquemos mais). Você pode conferir todas as postagens dessa série clicando aqui. Para ver outras curiosidades em geral, clique aqui.

Anúncios

4 comentários

  1. Vou completar a minha com muito orgulho dessa vez, tive dificuldade da primeira edição da panini por conta da minha situação financeira,mas agora já adulto tenho total segurança que mesmo por conta do aumento,não deixarei essa oportunidade passar. Tenho carinho afetivo a esse título que vale meu rico dinheirinho.

    Curtir

  2. Ainda tenho 3 edições dessas que comprei em sebo e gostei bastante. Vibrei com o primeiro lançamento da Panini. Hoje começo a pensar duas vezes sobre seguir a nova edição até o final. Da 13 até a 28 dá mais de 400,00 (e dá tempo de sobra para mais aumentos de preço…). Sem dúvidas é um dos melhores mangás já feitos.

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s