A semana que teve “Devilman” e anúncios inesperados…

Devilman, surpresas e preços altos

A semana que se passou foi bastante agitada, teve live da editora NewPOP, teve divulgação de preço alto,e teve anúncios de 5 novos mangás, dentre os clássicos de Go Nagai, Cutie Honey e Devilman. Na postagem de opinião de hoje viemos falar sobre tudo isso. Deite-se e relaxe que o post é bem longo.

  • Little Night (NewPOP)

A NewPOP anunciar mangá aleatório é regra, mas esse é um daqueles em que ela se superou^^. Little Knight é mais um yaoi totalmente desconhecido e jamais foi publicado no ocidente, até onde a gente conseguiu apurar. No dia do anúncio caçamos a internet inteira para obter uma sinopse e não tinha em lugar nenhum. No fim, a gente conseguiu a oficial com a NewPOP mesmo.

Por ser totalmente desconhecido, a sinopse é o único meio de contato que temos com a obra e ela é bem instigante, mas parece meio genérica. Como sai já em julho, por ora está descartado visto que há muitos lançamentos durante esse mês. Para os que são fãs de yaoi, porém, e estão órfãos de obras desse gênero, a obra de Ai Nimoda acaba sendo uma compra obrigatória. Os yaois parecem vender bem, pois vários deles encontram-se esgotados.

Sinopse: A história de “Little Knight” é basicamente uma intriga de amor em um conselho estudantil de uma escola para a elite!!!. O Colégio Kurokumo reúne os herdeiros e herdeiras de famílias tradicionalíssimas, sendo o antro de jovens que pertencem à classe mais alta do Japão. Porém, por algum motivo, o aluno da classe média Kosuke, que aparentemente só tem a sua força física como qualidade, foi chamado para integrar o Conselho Estudantil! E ainda por cima, foi designado pessoalmente pelo Presidente do Conselho Junichi para ser seu guarda-costas! Esse novo membro vai abalar muito mais do que a estrutura do conselho. Vai abalar corações. Conheça o romance cheio de reviravoltas e exuberância!.

  • Devilman (NewPOP)

Depois da exibição do animê Devilman Crybaby na Netflix, a obra de Go Nagai ficou “na boca do povo” (ainda que seja um povo bem restrito), tornando Devilman um título bem requisitado. Não é que não houvesse pessoas que já conheciam a obra antes e a desejassem por aqui, a questão é que o número delas era irrisório. Era uma obra que se fosse lançada por aqui deveria sair em uma tiragem muito limitada e com um preço nas alturas e isso não se fazia no Brasil até pouco tempo atrás.

O tempo passou, começou-se a ter o lançamento de obras em acabamento de luxo, a preços mais elevados, e no meio disso veio o animê que fez a obra ficar em evidência. A partir desse momento, Devilman deixou de ser uma obra para se indagar SE um dia viria ao Brasil e passou a ser uma para perguntar QUANDO viria. Sim, pois de 2018 para cá era apenas uma questão de tempo aparecer, a gente só não sabia por qual editora viria e quando viria, mas que apareceria era certeza absoluta. Veio pela NewPOP agora em 2019. Segundo a empresa várias editoras fizeram propostas pela série e foi difícil conseguir, mas no fim tudo deu certo.

Juntamente com Cutie Honey (ver mais abaixo), a versão brasileira de Devilman inicia um novo formato pela NewPOP para a publicação de clássicos, um formato verdadeiramente de luxo. A edição local do mangá compilará os 5 volumes originais em apenas 2 tomos, cada um deles tendo mais de 600 páginas com capa dura.

Em outras palavras, esperem um preço BEM elevado. A título de comparação, CdZ Kanzenban e Dragon Ball Edição Definitiva custam R$ 64,90 e têm média de 240 páginas. Por mais que sejam obras e editoras diferentes e a NewPOP sempre costume fazer preços mais em conta, não é bom achar que o mangá virá com preço minimamente parecido. Chute alto, bem pra cima, na casa dos três dígitos. Assim se vier menos, será motivo para comemorar.

Devilman é um clássico inconteste, mas nunca tive a oportunidade de ler. Agora seria a chance, mas o preço será um impeditivo. A não ser que milagrosamente a NewPOP nos mande um exemplar do primeiro volume (#NewpopNosDeUmDevilman) nem resenha deve ter. De todo modo está aí, mais um clássico em nosso país. Será que teremos mais?

Sinopse: Demônios existem e seu poder está além do que os humanos podem entender. Na verdade, eles são tão fortes que os humanos não têm chance contra eles em uma luta. A única coisa forte o suficiente para derrotar um demônio é outro demônio e é através dessa lógica que Ryo Asuka pensa em um plano para que seu amigo de bom coração, Akira Fudo, fosse possuído por um demônio. Se uma pessoa é pura de coração, então ele pode ser capaz de controlar o demônio que o possui e, assim, adquirir poder igual a um demônio. Depois de um incidente em um clube, o plano funciona e Akira é possuído pelo poderoso demônio conhecido como Amon. Agora, Akira é o único defensor da justiça da humanidade contra a ameaça oculta dos demônios que atormentam a humanidade desde o início dos tempos.

  • Cutie Honey (NewPOP)

Se Devilman era um mangá muito provável de aparecer, Cutie Honey eu realmente não imaginava. Não parecia ter o apelo de Devilman e, embora houvesse fãs, muita gente também falava mal da obra. No entanto, isso foi um erro de cálculo de minha parte. Se a obra mais famosa de Go Nagai viria, certamente tinha chances de algum outro vir no pacote, e Cutie Honey era um desses prováveis.

A edição brasileira reunirá os dois volumes originais em apenas um e virá no mesmo formato de Devilman, 15 x 21 cm e capa dura. O número de páginas também é elevado, cerca de 480. Deve vir caro, mas talvez nem tanto quanto Devilman. Dependendo do preço talvez eu o adquirida em alguma promoção.

Cutie Honey é conhecido por ser o primeiro mangá shonen a ter uma protagonista feminina, além de ser uma das influências para o que no futuro seria as garotas mágicas, por apresentar uma das primeiras personagens com características de transformação e ganho de poderes. É outro clássico inconteste. Quem tiver dinheiro sobrando deveria dar uma olhada…

Sinopse: Honey é uma garota jovem e bonita que acabou de se mudar para um colégio de para lá de louco. Seu pai não é outro senão o professor Kisaragi, um gênio científico. Quando ele se vê ameaçado pela organização criminosa Panther Claw, Honey voa em seu auxílio e tudo é descoberto. A garota fica sabendo que ela é na verdade um super-android com um poder de metamorfose e força incrível. Honey então vai enfrentar a Panther Claw e frustrar seus planos malignos.

  • Granblue Fantasy (Panini)

Você sabia da existência do mangá de Granblue Fantasy? Segundo a Panini era bastante pedido para eles, mas eu raramente via  ele sendo mencionado por essas bandas. Ainda assim, a vinda do mangá não me surpreendeu em nada, tanto que eu já até tinha um post de rascunho dele, esperando o anúncio em algum momento. Granblue Fantasy andava sendo muito falado em outros países, toda hora aparecendo na timeline no Twitter, e dando uma olhada no estilo da obra, parecia uma daqueles bem prováveis de aparecer no Brasil.

A pessoa responsável pelo título, Makoto Fugetsu, tem experiência com adaptações de outras mídias para os quadrinhos, visto que ela esteve à frente do mangá de Fireworks (que será publicado em breve pela NewPOP) e do mangá Re:Zero Kara Hajimeru Isekai Seikatsu – Dainishou – Yashiki no Isshuukan Hen (Re: Zero – Uma Semana na Mansão, ainda inédito no Brasil), então fazer a adaptação de Granblue Fantasy não seria algo novo para ela.

Eu não vi o animê e não sei nada sobre a obra a não ser que ela é uma adaptação de um jogo. Pelo que as pessoas falam dele em outros países, parece ser melhor do que aquele manual disfarçado de mangá (muito mal disfarçado, diga-se) chamado Dragon’s Dogma Progress, mas mesmo assim não é algo que eu vá colecionar. Não me chama a atenção.

Granblue Fantasy já está em publicação na Alemanha, na França e na Itália. Nos Estados Unidos a obra foi anunciada e começará a sair no final do ano.

Sinopse: Em um mundo de ilhas flutuando em um mar de nuvens, Gran, um menino e seu companheiro Vyrn, um estranho lagarto alado, sonham com aventuras que os levariam para longe de sua aldeia de Zinkenstill. Um dia, enquanto a ilha é atacada, eles encontram uma misteriosa garota, chamada Lyria. Única com poder lendário de comandar criaturas primordiais, ela está fugindo do Império Erste, uma nação totalitária que tenta dominar este mundo! Para fugir do Império, Gran e Lyria saem em busca de Estalucia, a mítica ilha estrela evocada na carta deixada pelo pai perdido de Gran…

  • Atelier of Witch Hat

Podemos definir Atelier of Witch Hat como um dos melhores mangás que você ainda não conhece, mas que deveria conhecer. É claro que ele não é revolucionário ou coisa assim, mas entre os mangás desconhecidos publicados no Brasil, este é um daqueles que vocês podem ir sem medo que é coisa boa de verdade. Ele está sempre sendo indicado a prêmios por onde passa por sua história densa e calma ao mesmo tempo, apresentando um mundo próprio muito verossímil e um mistério bem interessante sobre o uso da magia.

Na sinopse, você poderá notar semelhança iniciais com Black Clover (aquela coisa do protagonista não dominar magia em um mundo de magia), mas independente de você gostar ou não da obra de Yuki Tabata, você não deveria compará-las, pois fora esse background tudo é diferente (inclusive a maneira como esse background é feito e desenvolvido logo no primeiro capítulo da história). Eu já conhecia essa obra, já leio há algum tempo, gosto bastante do humor do mangá, principalmente em relação à protagonista, e realmente fiquei bastante contente com o anúncio e irei colecionar a versão brasileira com toda certeza.

Eu tinha bastante esperança de que Atelier of Witch Hat fosse publicado no Brasil porque a Panini já estava lançando ele na Itália e depois dos anúncios improváveis de BEASTARS e O Marido do meu Irmão, Atelier parecia mais um que viria no pacote, tanto que assim como Granblue Fantasy eu já tinha feito um post de rascunho para o caso de ele ser anunciado. Ainda assim confesso que fiquei surpreso.

Atelier of Witch Hat já está sendo publicado em vários países ocidentais, Alemanha, Espanha, Estados Unidos, França, Itália e Polônia. As capas vocês viram acima.

Sinopse: Coco é uma menina que vive em um pequenino vilarejo, fascinada por magia e que sonha em se tornar uma maga. Infelizmente, porém, naquele mundo isso é impossível para aqueles que não são capazes de usar magia desde o nascimento, de modo que a garota tem que abdicar de seu sonho. Um dia, porém, um mago visita sua aldeia e ao espioná-lo, Coco entende a verdadeira natureza da magia e se lembra de um livro e um tinteiro que ela comprou de um misterioso estranho quando ela era criança. A garota passa a praticar em segredo, mas, em sua ignorância, ela comete um ato trágico! A partir de então, a menina se torna discípula do mago e descobrirá um mundo que ela não suspeitava existir!

  • O preço de Fruits Basket

E na última sexta-feira, a editora JBC anunciou mais detalhes da nova edição de Fruits Basket. O mangá terá o formato 13,2 x 20 cm, miolo em papel Lux Cream, capa cartonada com sobrecapa, com cor especial e laminação soft touch (seja lá o que é isso, mas parece ser algo bem legal que dá um charme à mais ela). Serão 12 volumes com cerca de 400 páginas por livro, tendo algumas páginas coloridas em todos eles. O preço…. bem, provavelmente você não vai querer ver… é R$ 52,90.

A reação das pessoas perante o preço foi aquela natural de sempre, pois quando se revela um preço alto, o instinto é de reclamação e isso não faltou como era esperado. Olhando o preço e o acabamento, a gente vê que a sobrecapa, a laminação especial e as páginas coloridas, deixaram o produto bem mais caro do que os mangás BIGs convencionais da empresa (o mais caro até então custava R$ 44,90) e é bem difícil olhar o valor e não se assustar.

Quando o mangá foi anunciado, escrevemos aqui no blog que imaginávamos que o preço ficaria entre 40 e 50 reais, a depender do que de diferente teria na edição, então R$ 52,90 não é algo que foge muito do esperado. O problema do preço é que por serem 12 volumes está claro que é uma edição voltada para poucos. Somente quem é muito fã e tem um bom poder aquisitivo vai conseguir colecionar. Para quem não pode a dica é a mesma de sempre, esperar aparecer os volumes usados nos sebos ou comprar em alguma promoção da Amazon.

De minha parte mantenho exatamente o que disse na ocasião do anúncio. Vou comprá-lo de forma MUITO espaçada. Comprarei o volume 1 no lançamento, depois de seis meses compro 2, mais seis meses e compro o 3 e em seis anos terei a coleção completa. Quando não se é rico é assim que temos que fazer… Isso ainda não está decidido, porém. Como o mangá terá versão digital, eu ainda posso decidir por colecionar a versão em ebook, mas o volume 1 impresso será comprado de qualquer forma e será ele que decidirá qual edição eu vou seguir.

Como a versão física de Fruits Basket custa R$ 52,90 eu gostaria algo de qualidade bem superior, com um encadernação melhor do que Rosa de Versalhes. Não é que a Rosa esteja ruim (pelo contrário, está muito bom), mas ele não está no nível máximo de excelência que nos permite abrir ele da mesma forma que os mangás das imagens acima. Não acho que a edição de Fruits Basket consiga isso (afinal ele é um formato menor e com mais páginas), mas é esse tipo de cuidado que gostaríamos em uma de luxo. Aguardemos para ver como fica…

  • O aviso para quem não viu….

Durante a semana que se inicia agora, podemos ter a revelação de dois novos mangás pela editora Veneta, a mesma que publicou Ayako. Certamente serão mangás clássicos, mas ainda não há certeza de que a revelação ocorra esta semana.

Por outro lado, a Panini vai sim fazer mais dois novos anúncios no programa Senpai TV, da Rede Brasil. Com esses serão cinco novidades em um espaço de cerca de três semanas. Todos eles sairão em breve. Fique atento que quando divulgarem os títulos publicaremos por aqui.


Se você chegou agora, esse é o Blog BBM, em que falamos sobre o mercado brasileiro de mangás e esta foi nossa postagem  de opinião de hoje. Volta e meia publicamos uma postagem assim. Para ver todas as postagens de opinião que já fizemos, clique aqui.

Anúncios

12 comentários

  1. Vendo o quanto os mangás de luxo então ganhando espaço, fico imaginando se agora teremos duas frente pro público: quem é fã vai pro formato físico bonitão, quem só quer ler pega o e-book
    Acho que a JBC vai acabar indo por esse caminho, a Panini tem lançamentos inconstantes, mas talvez aconteça o mesmo
    Agora é só esperar se a NewPop vai entrar nesse mercado também, pra quem lança tanta LN, não ter e-book é um tiro no pé =X
    Panini continua metralhando títulos, seria pedir demais que Akatsuki no Yona viesse nessa bagunça? ;-;

    Curtir

  2. Eu fiquei muito feliz com o anúncio de de Atelier of Witch Hat (surpreso por ser da Panini, mas okay) e com essa empreitada da NewPop com os mangás de luxo (vou comprar para o meu namorado) agora, quanto a publicação de Fruits Basket, o preço não assusta se você analisar o material que será entregue, pois a laminação em soft touch (que dá um toque aveludado), a cor especial e as páginas coloridas são extras que encarecem o produto final (lembrando que são dois volumes em um).
    Não existe problema nenhum a editora publicar algo nessa categoria (independente do público alvo, financeiramente falando – embora seja possível comprar em promoções e aí já fica BEM mais democrático), mas a dúvida que fica é: será que precisava ser nesse formato? Com certeza poderiam relançá-lo, a priori, só com a sobrecapa, as páginas coloridas e o miolo num papel off set, assim, o preço deveria sai no máximo 32,90 e aí deixavam pra fazer nesse outro formato daqui uns dois anos (com as dimensões de 15 por 21 e nos mesmos 52,90 pra fazer mais sentido).

    O problema atualmente das editoras são as escolhas erradas… Elas colocaram na cabeça que todo relançamento deve ser luxuoso.

    Curtido por 2 pessoas

    1. E você, como muitos, adoram fazer um drama desnecessário. Concorda e depois se contradiz. Decida-se! O que você quer, afinal?

      Curtir

  3. Fiquei curioso com Devilman assistir o anime da netflix e gostei bastante, mas vão ser quase dois Ayako assim de cara e se tão achando Fruits Basket caro vamos aguarda pra ver o preço desse Devilman da New Pop aí

    Curtir

    1. Como é que eu nunca ouvi falar disso? O_o

      Não é como se eu não acompanhasse sites de animes ou grupos no facebook que discutem isso, mas definitivamente eu nunca vi um único comentário sobre esse novo anime. Que “bolha” esquisita…

      Curtir

  4. Interessantes as novidades, mas essas edições de luxo, com capa dura, só encarecem o produto… além do que acho mais confortável ler uma edição com capa mole do que as de capa dura…

    Curtir

        1. Provavelmente vai ser costurado, todos os mangás da NewPOP são, e não só eles, as novels também são
          Então acho q vai ser costurado também

          Curtir

          1. Alexander, Fruits Basket, que é o mangá ao qual me referi, não vai obedecer a esse padrão. Infelizmente. Obviamente que Devilman e Cutie Honey vão receber esse tipo de tratamento.

            Curtido por 1 pessoa

  5. Newpop acho que tá com algum intercâmbio com a Americana Seven Seas, já foram Record of Lodoss War, agora Devilman e Cutie Honey. Vintão que os próximos serão Captain Harlock e Space Battleship Yamato (Já tão com anuncio de Yamato 2199 aí, aproveita e lança logo eles.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s