JBC publicará o mangá “I sold my life for ten thousand yen per year”

Mais um título

Na manhã desta sexta-feira, 27 de setembro de 2019, a editora JBC divulgou, por meio da rede social Instagram, que publicará no Brasil o mangá I sold my life for ten thousand yen per year (寿命を買い取ってもらった。一年につき、一万円で。).

I sold my life for ten thousand yen per year é de autoria de Sugaru Miaki e Shouchi Taniguchi e foi publicado no Japão entre agosto de 2016 e outubro de 2017 no site da Shonen Jump +, da editora Shueisha, sendo compilado em um total de 3 volumes. A obra é uma adaptação de um livro escrito por Sugaru Miaki.

Sinopse: Um jovem de 20 anos, com pouca esperança para o futuro e com pouco dinheiro para sobreviver, descobre a existência de uma loja misteriosa onde as pessoas podem desistir de parte de sua saúde, seu tempo ou seus anos de vida em troca de dinheiro. O valor da vida do protagonista, que ainda teria 30 anos de vida, é estimado em 300.000 ienes – pela soma insignificante de 10.000 por ano. O garoto aceita a troca, encontrando-se assim com cerca de três meses de vida; ele será acompanhado por um “observador” da loja, para que o desespero não o encoraje a realizar atos imprudentes que visem prejudicar outras pessoas. A história segue as conseqüências dessa decisão.

11 Comments

    • Jony

      Na real que é só a capa que é bonita, a arte até onde eu li não é nada fora do normal.

  • Iggor Pinheiro

    Já tinha batido o olho nessa publicação pelo myanimelist, e me interessou de cara tanto que na hora coloquei na minha lista “plan to read”. Só 3 volumes, devo comprar sim!

  • Pão com Ovo

    Pra quem não tá associando o nome à obra, esse é Three Days of Happiness que recentemente ganhou um status cult na gringa.

  • Reiko

    Excelente esse mangá. Já li ele há uns meses atrás, e nunca imaginei que sairia por aqui. Me emocionei lendo esse título, pois aborda muita coisa pesada e no quesito de sentimentos. Melhor anúncio até agora

  • Pablo Duarte

    Obra maravilhosa, esse se virar filme acho que não conseguem estragar que nem estragaram Koe no Katachi. Até hoje não entendo aquela avacalhação que fizeram, caramba, a musica Speed of Youth que foi feita para o filme, e não toca nele, ficaria perfeita para o final que ele não teve, que é o final de quem leu o mangá.

    Mas é isso ai, do coração esse mangá aí já.

Comments are closed.

%d blogueiros gostam disto: