Resenha: “Chi’s Sweet Home” 01

De noite todos os gatos fazem miau

As pessoas costumam dizer que, no Japão, existem mangás sobre absolutamente tudo, de modo que se você gostar de uma coisa, basta você procurar que haverá uma história em quadrinhos sobre isso. Os fãs de gatos são bastante privilegiados nesse sentido, pois existem vários e vários Neko Mangás, sempre tendo algum em publicação.

O mangá de gato mais famoso provavelmente é Chi’s Sweet Home, de Kanata Konami, uma autora especialista em Neko Mangás, tendo publicado muitas obras focadas nos nossos queridos felinos domésticos.

Alguns mangás de Kanata Konami

Todo colorido, Chi’s Sweet Home foi publicado no Japão entre 2004 e 2015 nas páginas da revista de mangás seinens Morning, da editora Kodansha, dividindo as páginas da publicação com obras como Vagabond, Billy Bat e Piano no Mori. Seus capítulos foram compilados em um total de 12 volumes e a obra ganhou diversas adaptações animada, a última delas em 2018.

No ocidente, a obra foi publicada em todos os grandes mercados (França, Estados Unidos, Itália, Alemanha e Espanha) e até em alguns mercados menores, como a Finlândia. Por conta de sua natureza leve – é um mangá para toda a família – a obra foi lançada em vários países para o público infantil havendo em alguns deles, inclusive, o espelhamento das páginas, tornando a obra em leitura ocidental.

Durante anos, a obra era considerada meio improvável de aparecer no Brasil, afinal o mangá é um slice of life sobre gatos, todo colorido e que tem 12 volumes no total. No entanto, em março de 2020 fomos surpreendidos com o anúncio do título pela editora JBC.

O início da publicação só foi ocorrer no final de abril de 2021 e – dentre ansiedade e expectativa – o preço elevado do mangá foi o que mais se destacou entre todos os consumidores.

Chi’s Sweet Home conta a história da gatinha Chi e o dia a dia dela junto com a família Yamada. É um slice of life bem simples, mostrando o que a gata sente, suas aventuras e o modo como a família lida com ela e com as intempéries que cuidar de um gatinho gera.

A obra tem aquela estrutura básica que você já conhece de filmes, mangás e animes sobre animais. Os leitores escutam os “”pensamentos”” da gatinha, o que ela deseja, o que ela procura, etc, ao mesmo tempo em que os humanos personagens da história não entendem nada e veem apenas um gato fazendo travessuras.

O primeiro volume narra o início do relacionamento entre felino e humanos. A obra começa com Chi ainda na rua andando com sua mãe e seus irmãos e terminando por se perder deles. A gata, então, começa a procurá-los, leva sustos de cachorros e carros, etc, o que causa um enorme cansaço nela. E é cansada que ela conhece um garotinho deitado na grama… e desmaia em seguida. O felino, então, é levado para casa e a história, enfim, começa de verdade.

O mangá, então, seguirá nesse volume inicial com Chi querendo – primeiramente – voltar para casa (para sua mãe e seus irmãos) até se acostumar com a nova família e se sentir parte dela. Esse é o volume de adaptação, em que descobriremos como Chi ganhou o seu nome e os primeiros problemas causados pelo relacionamento de um felino com uma família (locais arranhados, raiva em relação a um dos donos, etc).

Chi’s Sweet Home é um mangá episódico em que cada capítulo ou conjunto capítulos forma uma unidade fechada. Existe uma continuidade temporal, sim, mas a história dos capítulos são autocentradas, de modo que você lê, passa o tempo, se diverte e depois acabou. Não existe um desenvolvimento ou uma trama maior. É apenas um mangá para passar o tempo.

E isso não é uma crítica negativa, muito pelo contrário. Em um mundo em que se mostra à nossa volta totalmente cruel e irracional, o que mais a gente quer é um momento de paz e sossego, em que nossas preocupações se voltem a coisas simples, amenas, como ver as pequenas aventuras de uma família com um gato.

Chi’s Sweet Home é um desses mangás feitos para nos acalmar do mundo agitado, do mundo estressante, feito para pararmos um pouco e relaxar e ele cumpre a sua função muito bem. As traquinagens de Chi são divertidas, o modo como a família age também e assim por diante.

O ideal é você ir lendo aos poucos, um capítulo hoje, um capítulo amanhã, para aproveitar alguns momentos de relaxamento e para fazer a história se estender mais. É, sim, uma obra para todos, adultos e crianças, pais a filhos, sem exceção. Recomendamos a todos.

A gatinha achando que foi abandonada por sua nova família…

A edição brasileira de Chi’s Sweet Home veio no formato 17 x 24 cm (o mesmo de O Homem que Passeia, Uzumaki e The Ghost In The Shell), com miolo em papel pólen e capa cartonada com orelhas. Ele tem 168 páginas, todas elas coloridas, e saiu ao preço de R$ 52,90.

Como dito no início do texto, em meio a tudo sobre o mangá, o que mais se destacou foi o preço elevado, existindo críticas diversas de todos os tipos a ele pelos consumidores. Em nossa opinião, independente do acabamento ou número de páginas, o preço é realmente bastante elevado considerando o cenário atual (enorme quantidade de desempregados, pandemia, etc) e acaba sendo um impeditivo para boa parte dos consumidores.

Ainda assim, se você gosta de gatos e/ou deseja uma obra relaxante, a recomendação do mangá continua, pois a periodicidade espaçada (sairá a cada três meses) ajuda a juntar dinheiro, além de permitir a possibilidade de que o leitor consiga esperar alguma promoção que faça o preço ficar mais convidativo.


Ficha Técnica

Título Original: チーズスイートホーム
TítuloChi's Sweet Home
Autor: Kanata Konami
Tradutor: Cecilia Yuri Takahashi
Editora: JBC
Número de volumes no Japão: 12 (completo)
Número de volumes no Brasil: 1 (ainda em publicação)
Dimensões: 17 x 24 cm
Miolo: Papel pólen.
Acabamento: Capa cartonada com orelhas; todas as páginas coloridas
Classificação indicativa: Livre
Preço: R$ 52,90
Onde comprar: Amazon / Comix

3 Comments

  • Rosa

    O preço foi o que complicou o entusiasmo para comprar esse manga.
    Principalmente, comparando com a versão americana que é mais barata e mais bonita que a nacional.
    A JBC vai publicar os 12 volumes do manga (colorido), saindo cada por R$52,90, totalizando R$634,80 (R$52,90 x 12).
    Na Amazon o mesmo produto, só que em inglês, esta totalizando R$480,87 (Reais).
    Sendo que essa versão em inglês, é um Box, que uniu 3 volumes do manga original em 1 (3 em 1). E ainda mais, vem com uma caixa super bonita no conjunto. Ou seja, são 4 volumes do manga colorido, com um box bonito, e Freete grátis, saindo mais barato mesmo convertendo do dólar para o real.
    É uma diferença total de R$153,93 (R$634,80 – R$480,87).
    Tipo, é surreal que isso aconteça…
    Para quem quiser dar uma olhada e comparar, basta pesquisar “The Complete Chi’s Sweet Home Box Set”. Tem Reviews no Youtube, como também, esta disponível na Amazon (só que já deve estar para esgotar).
    Para quem sabe o básico de inglês, ou quer dar para uma criança que esta aprendendo inglês, vale apena comprar a versão estrangeira. Tanto pela sua qualidade superior, quanto pelo preço.
    O Canal Zero Hour até fez um vídeo comentando…
    Pessoalmente, pretendia pegar, se fosse em um preço mais acessível.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: