Novo mangá pela MPEG: “Gash Bell!!”

Depois de anos, obra finalmente chegará no Brasil

No início da noite desta quarta-feira, 11 de janeiro de 2023, a editora MPEG anunciou que publicará no Brasil o mangá Gash Bell!! (também conhecido como Zatch Bell!), de Makoto Raiku.

A versão local será a Full Version (Kanzenban), completa em 16 volumes, e virá com miolo em papel offset 90g, capa cartão com sobrecapa, e média de 400 páginas por volume. O preço será R$ 64,90 e começa a ser lançado em março de 2023, ganhando um volume novo a cada dois meses.

Na loja da editora haverá opção de assinatura com brindes exclusivos. A obra ganhará também uma versão em formato digital, esta saindo a R$ 39,90.

KONJIKI NO GASH!! FULL VERSION © 2019 by Makoto Raiku / CRAKEN COMICS

Zatch Bell! foi publicado originalmente no Japão entre 2001 e 2007 na revista Shonen Sunday, da editora Shogakukan, sendo concluído em um total de 33 volumes. Entretanto, o autor entrou em litígio com a Shogakukan por conta de perdas de artes originais e parou de publicar por essa empresa, processando-a em seguida. Então, entre 2011 e 2012 foi feita uma nova edição da obra pela editora Kodansha, compilando os 33 números em apenas 16.

Mais recentemente, entre 2019 e 2020, Zatch Bell! ganhou mais uma nova edição no Japão, também em 16 volumes, dessa vez pela editora Craken Comics. É essa versão que sairá no Brasil.

Sinopse: Kiyomaro Takamine é um brilhante estudante do ensino médio cujo ego inflado o tornou um alvo importante para provocações na escola. Então, seu pai lhe envia um presente de aniversário bizarro – um menino estranho chamado Gash – para ajudá-lo a fazer amigos e reformar sua má atitude. Gash traz consigo um misterioso livro vermelho de feitiços, e Kiyomaro descobre que Gash tem poderes mágicos que são liberados ao ler o livro! Mas há mais surpresas por vir, e o destino de Kiyomaro está prestes a mudar para sempre!


RESUMO


  • Versão Licenciada: 16 volumes (Editora Craken Comics)
  • Páginas: +- 400 por volume
  • Miolo: Papel offset 90g
  • Acabamento: Capa cartão com sobrecapa
  • Preço: R$ 64,90
  • Lançamentos: março de 2023
  • Periodicidade: bimestral
  • Versão Digital?: Sim, custará R$ 39,90.
  • Assinatura?: Sim.

NOS SIGA EM NOSSAS REDES SOCIAIS



29 Comments

  • Gabriel Batista Lins

    Fiz a compra no site da Editora mas meu pedido consta como CANCELADO.
    Foi a primeira e última vez que compro algo nessa coisa.

  • Mr. Prince

    Vou garantir meu primeiro volume, pois Gash Bell é uma obra que eu tenho bastante carinho 🙂
    Espero que seja um sucesso e que a MPEG traga mais títulos futuramente.

  • Anônimo

    Tinha uma galera que pedia sempre esse mangá. Vamos ver agora se vão comprar. Se uma editora “novata” no mercado conseguiu trazer uma obra desse calibre, as outras editoras poderiam ter trazido também?

    • Sim, elas poderiam ter trazido se quisessem. Mas existem alguns “poréns” no meio.

      Quando o autor rompeu com a Shogakukan, qualquer contrato ao redor do mundo deve ter sido cancelado. Se alguma editora brasileira tentou a obra nessa época, não rolou. Depois a obra foi para outra editora, até chegar na atual, a Cracken Comics.

      Falando do momento atual, é isso mesmo, qualquer uma poderia ter adquirido e a foi a MPEG que conseguiu. Mas não temos como saber se as outras editoras quiseram a obra ou se a MPEG foi a única interessada.

      • Anônimo

        Não sabia dessa situação do autor com a Shogakukan. Desejo sorte e espero que MPEG faça um bom trabalho. Se ela conseguir fazer, tem potencial para crescer no nosso mercado e trazer mais obras que a galera tanto requisita.

      • Kyon, além de Zatch Bell, que outros títulos mais ou menos famosos estão com essa editora? E aliás, que editora é essa?

      • @The Fool, está falando da japonesa Cracken Comics? Se for, nem famoso, nem desconhecido. O único mangá que vejo na página dessa editora no Twitter e no site é o próprio Gash Bell (e o Gash bell 2). É uma editora bem pequena mesmo.

      • Obrigado pela resposta! A gente esquece, mas no Japão tem outras editoras que não as grandes, né?
        Se um dia tu pudesse fazer um texto falando delas eu ficaria contente!
        Enfim, obrigado de novo!

  • Leonardo

    Não consigo fazer a compra, informa que não existe formas de entrega para o meu endereço, muito estranho.

  • Pinguim_Alucinado

    Comentei hoje mesmo sobre Zatch Bell ser um desses mangás que precisavam chegar ao Brasil kkkk O tem de gente que pede ele aqui na Livraria onde eu trabalho… Vou comprar o primeiro com certeza pra ajudar o negócio a engrenar, já que se todos ficarem esperando pra ver como vai ser, vai acabar flopando as vendas kkk. Agora, a coleção toda eu já não tenho certeza, já que vai vir com o formato Kazenban, que já é mais caro, mas vamos ver. Realmente um anúncio inesperado 🙂

  • Assim, feliz por eles e por quem esperava esse título. Espero super que de bom e que eles consigam completar a coleção. Acho meio arriscado já dar previsão de lançamento tão próxima sendo que o outro título deles atrasou até onde era possível. Espero que consigam lançar próximo de março, ao menos.

    Mas acho uma pena que eles que chegaram prometendo fugir do padrão vim com o grande anúncio sendo um shonen padrão. Jurava que o anúncio seria um Natsume Yuujinchou da vida.

    Enfim sucesso pra eles e boa sorte para quem for colecionar. Eu, assim como outras pessoas, vou esperar ter mais volumes lançados, para ver se eles tem alguma periodicidade, se revisão impressão está boa e também sobre esgotar rápido ou não. Ansioso pra ver pessoal falar sobre.

  • Natanael Floripes

    Se todo mundo ficar esperando pra ver se engrena, como estão falando, simplesmente não vai engrenar e vai ser cancelado por baixas vendas.

    • Lucas

      De fato, era um mangá super pedido, e agora a MPEG conseguiu trazer e nossa parte eh comprar a obra. Mas entendo o receio por ser uma editora nova, literalmente em seu primeiro ano…

    • Isso não é coisa daqui, não. Em todo lugar costuma ser assim.
      No Japão mesmo, digital e físico podem ter o mesmo muito próximo muitas vezes.
      O Fairy Tail, por exemplo:

      A edição impressa japonesa custa 528 Ienes
      A versão digital japonesa custa 462.

      É uma diferença bem pequena…

      A grande questão é que o único custo que o digital tem que o físico não tem é a impressão. Todo o resto se mantém da mesma forma. Fora que existem outros gastos no digital que o impresso não tem. Tem pagar uma pessoa a mais para fazer os arquivos (não é a mesma coisa da edição impressa) e os royalties são maiores na versão digital.

      Royalties é o valor que a editora tem que pagar por cada exemplar ao Japão/autor. Na versão impressa, em média, é 10% do preço de capa. No digital já vi editora falando que chega a 30% ou mais. Tudo isso (e outras coisas que não sabemos) entram na conta para formar o preço. Se o digital custasse muito mais barato que o impresso, talvez o digital não cobrisse o custo de fazê-lo…

      Esse vídeo aqui de uma escritora fala um pouco sobre isso. É bem por cima, mas dá para entender:
      https://www.tiktok.com/@mihlestrange/video/7182852786063723782?_r=1&_t=8Ybo2WSJF0Y&is_from_webapp=v1&item_id=7182852786063723782

  • Me surpreendeu mesmo, mas sei lá, tô com um mal pressentimento, espero estar errada……..
    De qualquer forma, curti o anime e faz parte da minha infância, mas não passa muito disso

    • Lucas Rodrigues Santana

      O manga é extremamente bom, incrível e emocionante do começo ao fim. O anime que passou aqui não faz justiça a série por ter sido bem editado e censurado, além do anime não ter adaptado toda a obra 😦

  • Lucas

    Vou comprar, não sei se de imediato. Como dito aí, vou sentir antes se a obra engrena… Espero muito que sim!

  • Mordi a língua! Não acreditava que conseguissem um título que alguém sequer tivesse ouvido o nome.

    Infelizmente parece que até uma editora novata decidiu apostar em formatos com preço de colecionador™ porque o formato de bolso já não cabe mais nele.

    Como é um mangá longo, não vou sair atirando dinheiro no site da editora, mas vou ficar de olho. Se conseguirem lançar pelo pelo menos 6 até o final de 2024, mantendo a obra em estoque e sem aumentar absurdamente o preço, talvez eu de uma chance pra editora! (Isso se não houver erros grotescos na tradução/revisão/edição…)

  • Lindalberto Leal

    Tá, isso foi inesperado, por anos achei que viesse por outras editoras, fiquei muito surpreso por uma editora tão nova lançar um título tão longo e em um formato tão caro, é uma aposta arriscada, mas Gash Bell tem seu público, comigo incluso. a MPEG parece que está preparada e disposta a encontrar seu lugar ao sol junto a outras editoras mais tradicionais

  • D.D

    E pensar que semana passada comentei com um amigo que o único título que me faria pegar uma coleção longa novamente seria Zatch Bell. E aí está.

  • Ok.. eu não tava esperando por isso =P
    Tipo.. bem legal e talz, mas será que isso não é demais pra uma editora iniciante?
    Dois títulos de 13 e 16 volumes, eu não sei, parece meio arriscado, mas talvez eles realmente tenham muita grana ou sla kk

    • Sasuke+ペ+ン+ド+ラ+ゴ+ン

      Quem diria…o impossível aconteceu, não esperava q um editora nova ia pegar um título como esse, parabéns 👏

    • Akio

      Eu era um desse, sempre que alguma editora abria pra pedidos de mangás eu lançava esse, mas não esperava de uma editora nova assim :O

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: