NR 333. Mangás “Opus” e “Rock lee” têm preços revelados

Por uma loja online

Mais uma vez a loja online Comix revela os preços de alguns futuros lançamentos da editora Panini. Dessa vez as obras foram Opus, de Satoshi Kon, e Rock Lee, de Kenji Taira. Os dois títulos, que estão previstos para setembro, terão o preço de R$ 13,90. Essa faixa de preço é a praticada pela editora em suas publicações em papel jornal. Clique aqui e aqui para conferir as pré-vendas.

Como sempre comentamos aqui no blog BBM esses preços são enviados diretamente da Panini para os lojistas, então as chances de os valores estarem errados são pequenas. Já houve casos no passado em que a Panini enviou informações equivocadas, mas em geral os preços divulgados pelos lojistas são bem precisos.

Sinopse de Opus: Opus é a história de um mangaká que….que… certo dia acaba sendo puxado para o mundo do mangáO_o. Lá, ele acaba tendo que confrontar seus próprios personagens. Completo em 2 volumes.

Sinopse de Rock lee: O mangá conta a história do time liderado por Might Guy se esforçando para crescerem cada dia mais como ninjas, enquanto enfrentam percalços de uma forma bem humorada e característica da “sublime fera verde de Konoha”. Completo em 7 volumes.

***

Curta nossa página no Facebook

 Nos siga no Twitter

BBM

17 Comments

  • Rapaz… Se a Panini realmente lançar Opus em papel jornal eu vou ficar puto, mas puto em um nível. Já fizeram esse imenso descaso com Cidade da Luz e agora vão fazer a mesma besteira com um título fantástico.

    Poxa, Satoshi Kon, um dos diretores japoneses mais respeitáveis que tem… A obra tem tudo para pegar um público mais maduro que preza por um mínimo de qualidade gráfica. Que gosta de colecionar e reler. E além de tudo, são só dois volumes! É uma obra que eu nunca imaginei que poderia vir, vou torcer pra que esse preço esteja errado (embora quase nunca esteja…).

    A JBC está lá tentando trazer um papel mais legal que é o offwhite, lançando coleções fantásticas como Blame com o papel lux cream, o kanzenban, GITS e Akira. A Darkside deu aula de como fazer mangá com Fragmentos do Horror, a própria Devir já está chegando com uma edição super diferente, de tamanho maior e tudo mais e a NewPOP como sempre fazendo edições ótimas (GTO então é lindo). Aí a Panini mete aquele formatão Vagabond, que eu adoro, mas para por aí. Colocam títulos nada a ver como Rust Blaster com um offset e lançam Cidade da Luz em jornal, é incompreensível. Parece que quando vão lançar um mangá eles decidem o formato aleatoriamente.

    Enfim, aproveitei pra desabafar porque não é de hoje que a Panini anda me irritando. hahaha

    • Guilherme

      Realmente não dá pra entender as decisões da Panini, ainda bem que os mangás que eu mais quero NÃO estão com eles!!Só compro deles atualmente Vagabond e Lovely complex, sendo que este último só pego porque gosto muito mas a qualidade é péssima!!!

    • FABIO RATTIS LIMA

      nao acho que a panini está fazendo aleatoriamente, ve uma coisa, uns meses atras, tudo estava saindo com aquele offset. e do nada parou, eu acho q a panini estava/esta tomando preju pelo aquele modelo de mangá, nao sei, mas bem estranho, tudo vinha naquele formado, e do nada para. eu acho q eles estao repensando. e a DarkSide. pqp mangá mais lindo que eu já comprei na vida. e olha q eu paguei 27 reais com frete gratis pra minha casa.

      • Humberto

        Ainda bem que a Darkside pegou as obras do Ito. Não aguentaria ver Uzumaki e Tomie em Offset. Iria ter uma síncope.

        • Fabio

          Mas Fragments of Horror saiu em Offset… O que te leva a crer que Uzumaki e Tomie seriam diferentes?

          • Humberto

            Perdão, houve confusão na hora que eu fiz isso. Ia falar em Papel Jornal, como alguém falou Offset acima, eu repeti. Mas é em papel jornal mesmo.

    • Mugi-chin

      Ainda mais porque lançaram Hal em offset, sendo que Aoharu é inteiro em brite! O.o

  • Simplesmente não dá pra entender a panini. Opus é um titulo voltado para o publico mais adulto, publico esse que provavelmente trabalha e pode pagar um mangá por 17,90 (em média). Sherlock acabou de entrar em hiato e estava nesse formato, seria a oportunidade perfeita de vir com OPUS nesse formato. Sem contar que OPUS provavelmente só veio por conta da fama do ator, o aclamado diretor Satoshi Kon. Então por qual motivo lançar algo desse tipo em papel jornal?
    Eu geralmente até gosto do papel jornal, ele n é tão transparente e bem maleável, mas esse mangá, assim como A cidade da Luz e futuramente Pluto creio que deveriam sim vir em um formato mais decente.
    Não é querendo colocar como se um titulo fosse mais importante que outro, mas nos meses atras vimos The God’s Lie e Hal nesse formato mais luxuoso (Hal apenas sem orelhas), não são títulos lá tão famosos nem pelo titulo em si e nem famosos por seus atores, diferente desses que já citei.
    Simplesmente não dá pra entender.
    Eu fico com MUITO medo do formato que Pluto vai ter aqui.

    • Humberto

      A editora da Panini disse que o IUrasawa pegou nos pés deles. Ele escolheu tudo, papel, diagramação, capa. Isso me acalenta um pouco. Acho que eles sabiam a qualidade da Panini de fazer as coisas.

      • Tomara que Pluto venha do formato do Slam Dunk.
        Me dói o coração a qualidade do 20th century boys… Merecia uma qualidade melhor pra um mangá tão bom.

  • hayashy

    Não acredito!!! A PANINI TA DE BRINCADEIRA? UM VOLUME!!! CUSTA FAZER UM TRABALHO DECENTE????? Poxa Panini, assim não da pra te defender!!!!!

    Sinto mas não vou pegar este material! Deixa pra uma próxima!

    • Mugi-chin

      Opus são 2 volumes, mas concordo contigo, poderiam caprichar um pouquinho.

Comments are closed.

%d blogueiros gostam disto: