NI 236. Panini começa a vender mangás na Colômbia

Mais um mercado de mangás para se ficar de olho…

Durante a semana, os otakus colombianos tiveram uma excelente notícia. A editora Panini finalmente começará a lançar mangás de forma oficial no país. Até então, quem quisesse mangás da editora tinha que recorrer aos importados do México ou da Espanha. Logo de início, a empresa anunciou 8 mangás muito famosos da Shueisha. São eles:

  • Aoharaido
  • Assassination Classroom
  • Bakuman
  • Bleach
  • Death Note
  • Dragon Ball
  • Naruto
  • One Piece

Segundo conseguimos apurar, eles serão lançados em periodicidade mensal e terão o preço de  19,500 pesos colombianos (aproximadamente R$ 21,18). Logo após publicarmos essa notícia, a Panini Colômbia anunciou outros 5 títulos, também pelo mesmo preço e na mesma periodicidade. São eles:

  • Gantz
  • Kimi ni todoke
  • One-Punch Man
  • Tokyo Ghoul
  • Tutor Hitman Reborn

Na América hispânica, a Panini atua no México há cerca de 4 anos e na Argentina desde meados de 2017, mas até o momento só com dois títulos. Agora a empresa chega à Colômbia. Ao ser perguntada sobre a possibilidade de expandir para outros países como o Peru, a Panini Colômbia foi evasiva e disse que estava apenas iniciando no país, mas no futuro poderia acontecer uma expansão.

***

Um adendo: o salário mínimo na Colômbia em 2017 está fixado em 737.717 pesos colombianos. Desse modo um trabalhador colombiano que receba esse valor ganharia em média 33532 por dia (para um período de 22 dias  em um mês) ou 4191 por hora (para uma carga horária de 8 horas por dia). Desse modo, para comprar 1 mangá é preciso trabalhar 5 horas. Ou seja, um dia de trabalho só permite comprar 1 mangá. Apenas no México o preço de um mangá é mais caro para quem ganha um salário mínimo. Para saber dados de outros países, clique aqui.

Curta nossa página no Facebook

Nos siga no Twitter

BBM

7 Comments

  • JMB

    Só espero que os nossos irmãos colombianos não sofram como a gente sofre com as lambanças da filial brasileira.

  • Guilherme

    Na boa, só espero que os nossos vizinhos colombianos não peguem uma Panini ruim como é a filial brasileira, porque a Panini Brasil ganha meu ódio e desprezo cada vez mais a cada dia que passa, que empresa safada, não faz absolutamente nada pra melhorar a qualidade dos seus mangás, cometem o sacrilégio de publicar a obra de Satoshi Kon em papel jornal porco, como se não bastasse o descaso da divisão de mangás a de quadrinhos também não fica atrás, basta você ver o quão absurdos estão as HQs deles, hoje mesmo me indignei com o preço que estão cobrando pela edição de luxo de Escalpo!!Além disso, agora há pouco vi um vídeo da edição do mangá do Zelda que eles lançaram no México e, nossa senhora, que edição linda, com detalhes em dourado, sobrecapa, impressão de alta qualidade, com certeza a que vão lançar aqui não vai chegar nem perto dessa, que sorte desses mexicanos!É por essas e outras que eu não compro mais nenhum mangá dessa empresa cara de pau chamada Panini Brasil!!Que a darkside cresça, que a devir cresça, que a JBC cresça, que editora pipoca e nanquim cresça e mostrem pra esses safados como se faz mangá!!!

    • Gabriele

      Acho incrível como a Panini consegue ser a pior editora atuando no Brasil (depois da Nova Sampa) e ainda assim ser a única com uma legião de fãs. Espero que as pessoas acordem logo, porque chega a ser ridículo ler alguns comentários exaltando uma editora tão ruinzinha…..

      • Natália

        [Deixa já encontrei o vídeo.]
        Realmente está bem bonita a edição. Também não acredito que será assim aqui no Brasil.

Comments are closed.

%d blogueiros gostam disto: