Resenha: Sakura Wars (volume 1)

Passados três anos desde o anúncio pela editora JBC, o mangá Sakura Wars finalmente começa a dar as caras no Brasil. Obra um tanto quanto desconhecida e relegada pelo público consumidor de mangás, Sakura Wars ficou engavetada por conta das turbulências ocorridas em decorrência da crise, com a editora dando prioridade a títulos mais populares, ao mesmo tempo em que refazia o projeto para a publicação do título.

Para quem não conhece, Sakura Wars nasceu como uma franquia de jogos criada por Ouji Hiroi ainda nos anos 1990, possuindo design de personagens de nada mais nada menos de Kosuke Fujishima, o responsável pelo célebre mangá Ah! Megami Sama. O primeiro jogo foi lançado em 1996 para o Sega Saturn e o resto é história: a franquia ganhou OVAS, uma animação para a televisão, etc, etc.

O mangá original veio em 2002, apenas. Pelas mãos de Ikku Masa, a versão em quadrinhos foi publicada no oriente entre 2002 e 2009 pela editora Kodansha, sendo concluída em um total de 9 volumes. No ocidente, esse mangá chegou a sair em quatro países, Estados Unidos, Itália, Espanha e Alemanha. Nos dois primeiros acabou cancelado, nos outros dois foi concluído sem percalços.

No Brasil, a editora JBC publicará a obra em duas versões distintas. Uma impressa em que reunirá os nove volumes em apenas três e uma em formato digital em que serão mantidos os nove volumes originais. A versão impressa está prevista para fevereiro de 2020, enquanto a versão digital começou a sair na última quarta-feira, 27 de novembro de 2019.

Adquirimos o primeiro ebook, o lemos e viemos comentar nossas opiniões sobre esse título para vocês.

  • Sinopse Oficial

Em um Japão alternativo, em pleno os anos 1920, as pessoas convivem com robôs de alta tecnologia e estranhas criaturas demoníacas. Nesse passado distante encontramos a dupla Sakura Shinguji e Ichiro Ogami. Muito educada e igualmente atrapalhada, Sakura é uma menina doce dotada de um grande senso de justiça. Ichiro, por sua vez, acabou de se formar na Marinha do Império e é destacado para cuidar de um quartel-general, em Tóquio.

  • História e Desenvolvimento

Um robô gigante ataca. Uma garota o corta com uma espada. Um espécie de demônio ataca e alguns robôs aparecerem para derrotá-lo. Esse é o mundo de fantasia em que se passa a história de Sakura Wars. A obra acontece no Japão, no início do século XX, mas um Japão diferente em que existem certos tipos de robôs e alguns monstros esquisitos em meio a uma sociedade aparentemente convencional.

Na história, seguimos o protagonista Ichiro Ogami, um jovem que acaba de se formar na Marinha do Império e que tem um forte senso de justiça e lealdade ao país, que de repente vê sua lealdade posta a prova. Ao ser encaminhado para uma missão especial, ele descobre que, na verdade, teria sido rebaixado e virou um faz tudo em uma companhia de teatro na cidade de Tóquio. Ogami passará então a viver uma vida monótona e ficará a todo instante pensando que ele não tem utilidade como soldado e nem como homem.

Entretanto, a gente logo descobre que as coisas não são como Ogami pensa, existindo uma verdade oculta por trás daquele serviço a que ele foi destinado, e essa verdade tem a ver justamente com aquela companhia de teatro e as pessoas que a compõem…

O primeiro ebook mescla entre cenas de ação (as batalhas) e cenas de cotidiano, no qual Ogami se verá compartilhando o tempo com Sakura (uma das atrizes da companhia de teatro mas que também é uma moça hábil com a espada) e os demais personagens do mangá, além de questionar sua vida e tudo mais. A história tem um clima bem interessante, mostrando o quão Ogami é ingênuo e até bobo, por viver grande parte do seu tempo acreditando em uma única verdade específica. Um momento interessante desse volume é quando ele vê uma apresentação de teatro em que ele trabalha e se sente maravilhado, fazendo-o mudar o seu pensamento, passando a ver a arte da interpretação não mais como inútil.

De modo geral, o volume foi bom e bastante agradável de ler nos apresentando diversos personagens interessantes. Porém , é preciso dizer, ele não teve nada que se destacasse de outros mangás. Dito de outro modo, o primeiro ebook de Sakura Wars mostra a obra apenas como um mangá comum e normal, com uma história bastante simples feita apenas e tão somente para se passar o tempo, sem aquele algo mais que nos mostrasse que estamos diante de uma excelente obra.

Em várias passagens, por exemplo, o mangá tenta te fazer rir com diversas situaçõeszinhas que lembra (especialmente) obras dos anos 1990 (os rostinhos caricatos quando alguma coisa acontece ou quando um personagem é insultado, o jeito que os personagens se escondem ao ficar ouvindo atrás da porta, etc) e você percebe claramente que há uma tentativa de fazer humor ali, você consegue até abrir um pequeno sorriso, mas no todo parece que a execução foi mal feita e que aquelas passagens ficariam melhor em uma versão anime, pois daria mais desenvoltura aqueles momentos. As batalhas também – a despeito de durarem pouco – não mostram quase nada de tensão ou emoção, ficando apenas no seguro, no normal, não indo além.

Outro ponto a se comentar é que as transições entre trechos temáticos às vezes parecia rápido demais, principalmente no início do mangá, como se o autor ainda não dominasse a técnica narrativa dos quadrinhos ou como se ele quisesse acelerar as coisas para chegar logo em um certo momento crucial para a história. No final do ebook as coisas já estavam melhores assentadas, então provavelmente foi a segunda opção.

Em relação aos personagens, o que pudemos notar é que nesse primeiro volume Sakura é uma total coadjuvante e fora raros momentos (o início em que ela luta contra um robô ou quando ela é alvo da artista maior do teatro) ela simplesmente é sem sal, de modo que pouco ou nada pudemos ver de sua personalidade. Não quer dizer que não tenha, mas como o mangá se chama Sakura Wars, (e a personagem se chama Sakura, além de que a sinopse fala que ela é uma das protagonistas), a gente esperaria que ela tivesse mais desenvolvimento já nesse início.

Mas isso é questão de tempo, os demais volumes devem fazer com que conheçamos melhor ela e passemos a nos afeiçoar pela garota. A questão é que o mangá possui um grande séquito de personagens e ele tenta te apresentar a todos eles, com pequenas situações envolvendo cada um, de modo que você sinta alguma empatia por todos os que aparecerem (e até que ele consegue na medida do possível). Sem dúvida, a personagem que mais se destaca é Sumire, a estrela da companhia de teatro, que vive incomodando o Ogami, mas os outros também tem o seu papel importante no decorrer do volume.

No mais, a trama ainda precisa deslanchar. A gente sabe que tem algo acontecendo, que tem a ver com determinados monstros, mas ainda é tudo incipiente, ainda faltam dados e tudo mais. É uma questão de dar tempo ao tempo e ver se a obra se desenvolve bem nos próximos volumes…

  • Conclusão

Está bem claro que Sakura Wars é apenas mais um mangá em meio a tantos outros de temática parecida. Ele não tem nada que se destaque e não dista muito de qualquer mangá com toques de fantasia. Ainda assim, o convencional também agrada e para uma leitura descompromissada, Sakura Wars serve ao seu propósito. Entretanto, se você deseja alguma obra grandiosa e com uma história mais impactante, tem outros mangás no mercado e Sakura Wars não irá te satisfazer.

De minha parte, manterei apenas a coleção em ebooks, pois embora a obra tenha me agradado não gerou aquela comoção de grandiosidade que me fizesse querer ter a versão impressa. Até o presente momento, o preço ainda não foi divulgado, mas como ela reunirá três volumes em apenas um só, não nos parece que sairá por menos de R$ 49,90, sendo um número alto demais para gastar em algo que só ocuparia espaço nas nossas estantes já abarrotadas…

  • Ficha Técnica

Título Original: サクラ大戦漫画版
Título NacionalSakura Wars
Autor: Ikku Masa
Tradutor: Fernando Mucioli
Editora: JBC
Mídia: Ebook
Classificação indicativa: 14 anos
Número de volumes no Japão: 9
Número de volumes lançados no Brasil: 1 (ainda em andamento)
Preço (Ed. Digital): R$ R$ 12,90
Onde comprar (Ed. Digital)Amazon

Um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s