Confira as principais informações da live da editora NewPOP (11/06/2020)

O que teve de novo?

Na noite desta quinta-feira, 11 de junho de 2020, a editora NewPOP realizou mais uma live, por meio de seu canal no Youtube, para passar informações e interagir mais com o público consumidor da empresa.

O tema da live foi “como escolhem as obras que a editora licencia” e contou com a presença apenas de Junior Fonseca, o dono da editora. A seguir relataremos o que consideramos mais importante.


COMO A NEWPOP ESCOLHE AS OBRAS?


Não existe uma fórmula única para a escolha de um título novo e vários são os fatores que a empresa leva em consideração:

-Recepção no Japão: Como foi a aceitação no país de origem, as críticas, se recebeu prêmio, etc. A editora tem até mesmo pessoas no oriente que informam quais séries estão bombando. Esse é um ponto importante na escolha das obras.

-Recepção Internacional: a editora também vai vendo se a obra está sendo bem aceita em outros países. MAS, a empresa deixou claro que não é porque a obra fez sucesso nos Estados Unidos que ela vai fazer sucesso aqui ou em outros países. Cada país é uma realidade. A editora citou o clássico exemplo de Cavaleiros do Zodíaco que fez sucesso no Brasil, França e outros países, mas nos Estados Unidos não tanto.

-Influenciadores: A editora fica de olho no que influenciadores falam, não necessariamente de animes e mangás. Às vezes aparece um título que agradou uma pessoa que não acompanha o mercado e falou dela, a editora começa a analisar para ver a viabilidade dele.

-Sugestões das editoras de outros países: Muitas vezes as editoras japonesas sugerem títulos que eles querem vender em uma janela de negociação. Muitos desses títulos costumam entrar em leilão com outras empresas, por isso nem sempre a NewPOP aceita essas indicações.

-Adaptações: As editoras recebem informações de quais mangás irão ganhar anime, séries live action, etc, BEM ANTES de sair na impressa. Isso é importante, pois um bom anime sempre dá um boom em algumas obras. A editora disse que tem coisas para anunciar que irão virar anime.

-Recepção do anime no Brasil?: O anime da obra que a editora quer licenciar está tendo recepção no Brasil? Está na Netflix, Crunchyroll, TV e as pessoas estão gostando? A editora falou que na primeira CCXP que a empresa participou, os mangás em geral não vendiam bem, mas Speed Racers e obras mais antigas que passaram no Brasil tinham uma boa saída, por ser um outro perfil de público.

-Cantinho de Sugestões: é o canal oficial de pedidos para a NewPOP. A editora recomenda que as pessoas peçam no Cantinho de Sugestões (clique aqui), pois é lá que a editora leva realmente em consideração. Uma vez por semana ou a cada quinze dias a editora faz um relatório do que as pessoas estão pedindo.

-Muitos Pedidos?: Não é porque mil pessoas estão pedindo um mangá que essas mil pessoas irão comprar. Então, a editora tem que ponderar bem sobre o que realmente pode funcionar no Brasil. A editora novamente lembrou o caso de Loveless, que teve muitos pedidos, mas foi um fracasso de vendas.

-Quantos volumes são? A editora ainda não tem estrutura para ter muitas séries longas, então a editora fica com um pé atrás com outras séries (inclusive algumas já licenciadas e não divulgadas). Por isso, a quantidade de volumes de um mangá é importante.

-Obra em hiato? Se estiver parada ou abandonada, a editora não pretende negociar.

-Previsão de Final? Algumas obras em andamento que a empresa licencia, ela já sabe com quantos volumes a obra irá terminar e isso é importante também na hora de escolher. A editora citou o caso de Shuzo Oshimi que indica sempre o quanto ele pretende escrever desde o início. Nem sempre é possível descobrir essa informação, porém, pois algumas vezes nem a editora japonesa sabe.

-Autor Popular? Ajuda bastante se o autor for popular e conhecido. A maioria das vezes, no entanto, a NewPOP não costuma pegar obras de artistas em que já são lançados por outras empresas. A editora citou o caso do CLAMP em que só pegou algumas obras porque a outra editora não estava interessada neles. Junior Fonseca frisou que busca respeitar a política de boa vizinhança, mas deixou no ar, sub-repticiamente, que pode lançar uma obra de algum autor já publicado por outra empresa.

-Estão licenciando para o Brasil? Nem sempre um título que a editora deseja trazer é possível, pois não está disponível para o Brasil. Algumas vezes os japoneses apenas não desejam licenciar, Outras vezes é um título muito antigo, etc. Algumas vezes, a série que a editora deseja costuma estar com vários empresas japonesas e não é possível chegar “em quem manda de verdade”.

-Mangás Cancelados por outras editoras é mais difícil de licenciar, por uma série de fatores (o próprio autor pode não querer mais) e exige um trabalho maior.

Para além disso, a empresa olha se a série está completa, se cabe no cronograma, se séries similares se saíram bem no Brasil, qual público que a obra iria conquistar, as exigências do autor e da editora japonesa, quanto custa a série, etc, etc. A NewPOP também leva em conta a qualidade do produto e a opinião de toda a equipe.


Nessa live, a editora comentou outras coisas que merecem uma citação. Vejam a seguir:

-Todas as assinaturas de Given já foram enviadas.

-O quadrinho Solo Leveling (ainda em pré-venda) está vendendo bem.

-Já a produção do livro Solo Leveling pode demorar um pouco mais.

-Até o final de semana deve sair a Carta do Editor de Junho (comentando o cenário do último mês e o que mudou desde a carta de maio).

-O mangá A besta será lançado em junho. Pré-venda deve iniciar logo, logo.

-Já Mulheres e seus segredos ficou para julho

Toradora #08 ficou para julho por conta da demora das aprovações. A empresa disse que a LN não é um grande sucesso, mas mesmo assim vai indo bem.

Re:Zero #13 deve ser lançado antes da estreia da nova temporada do anime, ou pelo menos é isso o que a empresa quer. A estreia da temporada, porém, está prevista para o dia 8 de julho. O título já está traduzido, mas ainda faltam aprovações e elas podem demorar mais por causa da pandemia.

-Dificilmente a negociação é com o autor direto. Em geral, é com a editora japonesa ou com os agentes.

-Mangá vende mais que light novel. E light novel só vende bem se a obra for popular.

A próxima live da editora será focada em detalhes da negociação de Given e terá a presença de outros funcionários da empresa, como o tradutor Thiago Nojiri.

12 Comments

  • Carlos

    Triste eles não negociarem obras em hiato ou abandonadas. Isso que é dizer que Lucky star e suzumiya haruchi dificilmente vão vir 🙁

    • SIRIUS BLACK

      Lucky Star não está completo?! Pra mim, foi concluído com 10 volumes! Eu queria tanto esse maná por aqui…

    • SIRIUS BLACK

      Quero dizer… Mangá. Aff… Pior que não tem como editar o comentário anterior, que saco. ¬¬

  • Hummmm, essa obra que irão anunciar ai que vai virar anime tem tudo para ser “Fumetsu no Anata e”, o novo mangá da autora de Koe no Katachi, talvez eles estejam esperando a pandemia passar ou publicarem primeiro a edição definitiva de Koe, mas em algum momento creio que essa obra será licenciada.

  • MaouHero

    Interessante essa parte de eles saberem ante quando uma obra vai ganhar anime. Só fiquei meio triste de Toradora não está vendo super bem, claro não tá ruim, mas mesmo assim piora as chances de trazerem mais lovecome. Se a newpop deixava em pre-venda muito antes, seria mais facil pra eu comprar mais rápido os vols

  • Francisco

    Sobre o livro Solo Leveling, já estava desconfiado, pois se as coisas estivem certas já teria ISBN

  • Sandra Gomes

    E as novels que o pessoal sempre pede então algumas podem até ter chance.
    Tipo, Konosuba acho muito provavel que eles já tenham a licensa mas não vão divulgar agora. O anime foi até dublado aqui, finaliza em 17 volumes, não tãããão grande assim.
    Light Novel de Oregairu é famosa pra caramba mas nem o anime, nem nada foi licenciado pra cá, talvez pra eles seja um tiro no escuro licenciar a obra, apesar da serie não ser longa.
    E Monogatari series é bem famosa mas também beeem longa, tem algumas temporadas no CR…mas não sei.

  • walter586874

    Essa parte da política de boa vizinhança tem muitos defeitos, a editora deixa de trazer ótimas obras por causa disso.

  • Carlos

    Nossa, um pacote com as edições de 6 a 10 é ótimo! Com certeza estarei adquirindo ele assim que aparecer no site deles.

    Obrigado pela resposta, não tinha visto o resumo daquela live, vlw mesmo!

Comments are closed.

%d blogueiros gostam disto: