“Kingdom Hearts II”: Panini lançará a série ainda em 2022

Saiba mais

Depois de ter anunciado e des-anunciado, a editora Panini confirmou hoje (02/09/2022) que publicará no Brasil o mangá Kingdom Hearts II, de Shiro Amano.

A obra começa a ser lançada em novembro e vem no formato 14,8 x 21 cm, em capa dura e custará R$ 179,90 por volume. A edição compilará dois tomos em apenas um.

KINGDOM HEARTS II © DISNEY ENTERPRISES, INC. 2006/ DEVELOPED BY SQUARE ENIX/SHIRO AMANO
Slide de divulgação da editora.

Kingdom Hearts II foi publicado no Japão pela editora Square Enix entre 2006 e 2015 sendo completo em um total de 10 volumes. No Brasil, o mangá foi lançado pela editora Abril entre 2014 e 2017, também em 10 volumes.

A Panini adquiriu a franquia alguns anos atrás, chegou a divulgar que lançaria Kingdom Hearts II (veja aqui), mas depois falou que não tinha planos de publicar a obra por enquanto (veja aqui), pois precisaria esperar para ver como tinham sido os mangás anteriores da série lançados pela empresa.

Sinopse: Encontre as aventuras de Roxas e seus amigos em umas férias de verão memoráveis! Enquanto eles desfrutam de um merecido descanso e se preparam para o torneio da Struggle, coisas estranhas acontecem. Quem é esse garoto cuja imagem assombra os sonhos de Roxas? Quais são essas criaturas que parecem persegui-lo? E o que aconteceu com Sora, Donald e Pateta ?!


NOS SIGA EM NOSSAS REDES SOCIAIS



8 Comments

  • Ricardo

    papel Couchê pelo valor de 180 pauladas…. Fico feliz pela panini ter concluído Monster Kanzenban, chuto que seria por esse preço ou até mais se saísse agora.

    • Daniel

      One Piece custa um absurdo, mas esse ai é o absurdo dos absurdos kkk, no mais, boa sorte aos fãs de Kingdon Hearts…

  • Max Franke

    Kyon, você tem algo que explique a diferença de preços dos mangás aqui no Brasil e no Japão?
    Desculpe pelo comentário não ter muito a ver com a publicação (apenas o meu espanto com o preço)
    Eu até entendo o porquê vir por este preço se comparado com as coisas aqui no Brasil, mas o que me espanta é a diferença entre os dois países.
    Falo isso pois recentemente adquiri os volumes do One Piece All Faces pela amazon do Japão. O formato é igual ao de Nausicaa, porém o OP vem com 2,5x mais páginas, pelo preço de R$60,00. E tenho certeza que caso o All faces saísse no Brasil, não viria por menos de R$100,00.
    Claro que estou pegando o preço de capa, sem contar o frete… Mas como comprei várias outras coisinhas, o frete por produto ficou baratinho.

    • Antes de mais nada, você está considerando a conversão direta de uma moeda para a outra e não se pode fazer isso, pois faz você ter uma visão equivocada sobre os preços de um produto em um determinado país. Veja o exemplo a seguir para entender melhor:

      Vamos supor que em 2012, um mangá comum na Itália custava por volta 4,90 euros. Vamos supor também que em 2022, um mangá com características semelhantes pode ser encontrado também por 4,90 euros. Você consegue ver que não houve mudança de preço em dez anos, não é mesmo?

      MAS que acontece se fosse importar para o Brasil? Em 2012, você gastaria por volta de R$ 12,45 (sem contar o frete). Em 2022, você gastaria R$ 25,23 (sem contar o frete). O preço na Itália não mudou em dez anos (não subiu, não teve inflação, não ficou mais caro), mas para trazer para o Brasil ele dobrou. O que houve para acontecer isso? A nossa moeda, o Real se desvalorizou frente ao Euro nesse período. Em 2012, 1 euro era igual a uns R$ 2,50. Agora em 2022, 1 euro é igual a uns R$ 5,00 e pouco.

      Nesse sentido, o quanto você paga em um mangá importado do Japão depende do quanto o real está mais ou menos valorizado em relação ao Iene. Você disse que pagou R$ 60,00 no One Piece All Faces. Se o real estivesse menos valorizado do que tá hoje, talvez você tivesse pagado apenas R$ 50,00 nele. Se o real estivesse mais valorizado do que está hoje, talvez em vez de R$ 60,00 você teria que gastar R$ 70,00 para importar ele, e assim por diante.

      Conversão de preço de um produto só serve para você saber se é melhor comprar um produto de outro país do que de outro (Por exemplo, melhor importar um celular da Coreia ou do Japão? Ou comprar no Brasil mesmo?), não serve para ver diferenças de preço como essa que você mencionou.

      ————————

      Desfeita a sua confusão, o problema todo é a economia de cada país e é só isso que eu consigo dizer. Eu não sou dessa área de economia, então não posso te dar uma resposta sobre o porquê os preços daqui serem do jeito que são (quais as políticas adotadas que fizeram isso acontecer, etc, etc, etc). Só o que posso dizer é que eles são bastante caros, mas não por causa da conversão de preços real x iene e sim em relação ao poder de compra brasileiro.

      No Japão, 8 horas de trabalho (dependo da região do país) dá ao trabalho de lá o dinheiro suficiente para comprar no mínimo uns 8 ou 9 mangás. É algo claramente barato, o poder de compra japonês é grande.

      Agora o poder de compra brasileiro não é lá essas coisas. Por aqui, 8 horas de trabalho dá ao trabalhador local o dinheiro suficiente para uns 2 mangás no máximo.

      Na França, é parecido com o Japão, um mangá custa 6,90 euros, mas um dia de trabalho dá para comprar uns 8 ou 9 mangás.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: