Análise do mês de março de 2015

Quantas vezes foi a uma banca de revista esse mês? Quantas vezes visitou lojas especializadas ou lojas online de venda de mangás? Quantos mangás deste mês você comprou? Em março foram para as bancas nada mais, nada menos que 40 mangás (41, se considerarmos dois volumes de Super Onze, 43 se considerarmos os dois mangás franceses da Astral Comics), dentre as editoras mais conhecidas: Abril, JBC, NewPop, Nova Sampa  e Panini. (Cabe lembrar que o Checklist da Panini não é fechado em um mês, ele começa no dia 10 e termina no dia 10 do outro mês, assim alguns dos mangás dela ainda deverão sair até o primeiro terço do mês de abril).

aoharaido 01nanatsu-no-taizai 01Dentre os lançamentos, os grandes destaques para o mês de março foram Aoharaido, pela Panini e The seven deadly sins, pela JBC. Dois dos mangás mais pedidos no último ano vieram a público justamente no mesmo mês para a alegria dos fãs dos quadrinhos orientais. Outro lançamento que merece destaque é o mangá No 6, pela NewPop. Embora não n06 01madoka 01tenha o apelo que os outros dois mangás, No 6 tem uma base de fãs fortes que deve garantir o sucesso da obra no Brasil. Infelizmente, um problema da gráfica em um dos lotes do mangá fez com que ele ficasse com algumas páginas manchadas. Porém a editora já se disponibilizou a fazer a troca do material. Além desses três títulos, tivemos o lançamento Puella Magi Madoka Magica: The different stories e Drug-on (pela NewPop), Sticht, Wall-e e Miriya & Marie (pela Abril) e Feridas (pela JBC).

sora 20sailorMas nem só de lançamentos foi o mês de março. Fãs puderam completar suas coleções de vários mangás. Encerraram-se em março Sora no otoshimono (pela Panini), Sailor Moon, Rurouni Kenshin, Lúcifer e o martelo, Soul eater not e After school of the earth (pela JBC). Ageha também se encerraria este mês, mas ele foi adiado para abril.

——————————————————————————

Demografias

Em relação às demografias tivemos bastante variedade, mas como sempre a grande maioria do mercado é composta por mangás publicados em revistas shonen. Dos 40 mangás lançados este mês, 22 títulos são Shonen (13 pela Panini e 9 pela JBC), os Seinen somam 9 ( 4 JBC, 2 Panini, 2 NewPop e 1 Nova Sampa), Shoujo somam 4 (1 por cada editora, excetuando-se a Nova Sampa), Josei teve 1 título (pela NewPop) e Kodomo 2 títulos (JBC e Abril). Além disso, a Abril lançou outros dois mangás com demografia indefinida.

—————————————————————————–

Preços

Ainda não tivemos um aumento expressivo nos preços do mangás. Os da Abril continuam na sua faixa de R$ 13,00 . Aoharaido e High achool of the head vieram por R$ 12,90, um real mais caro do que se esperaria até o ano passado. Os lançamentos deste mês da JBC mantiveram os preços praticados ano passado. Em relação à NewPop é difícil comentar, pois ela não tem faixas de preço tão definidas quanto às demais editoras. O que podemos dizer é que a franquia Madoka Magica manteve o seu tradicional preço de R$ 12,00, mas não sabemos dizer se é pelo contrato ser antigo ou se é pelo poder de vendagem que o mangá possui.

————————————————————-

Eventos, anúncios e mudanças

O mês de março teve dois eventos de destaque, uma palestra da Panini e o grande evento anual da JBC, o Henshin +. A palestra da Panini prometia falar um pouco de Aoharaido e de Gigantomachia, dois dos lançamentos da editora em 2015, e anunciar um novo título. Foi anunciado o Spin-off de Ataque dos Titãs, o No regrets, focado no personagem Levi. Ainda em março, a Panini anunciou um outro título para 2015, Planetes, do mesmo autor de Vinland Saga. O mangá virá em formato de luxo e custará R$ 18,90.

Já o evento da JBC que estava prometendo que tudo mudaria em março, não decepcionou. Para o bem e para o mal tudo mudou mesmo.  Para começar, tivemos o retorno de Marcelo Del Greco para a editora. Ele cuidará da linha de mangás do selo Inc Comics, lançado pela JBC ano passado para a publicação de material nacional. Agora, o selo servirá para a editora experimentar algo diferente da sua linha tradicional, mesmo em se tratando de quadrinhos japoneses.

63117

Capa do volume 1 japonês

No que se refere à JBC e seu evento, a editora anunciou quatro títulos novos: Ghost in the Shell, Terra Formars e os relançamentos de Chobits e Eden, um mundo infinito, este último um mangá cancelado pela Panini. Ainda sobre Eden, a JBC disse que pretende iniciar uma nova linha de formato, uma JBC BIG, tipo o padrão Viz Big, com dois tankos em um volume, em lançamento exclusivo para livrarias.

Chobits 01ghost in the shellO fato de a JBC lançar um mangá de outra editora é um fato novo para o mercado brasileiro de mangás. Ainda que a Abril tenha relançado O estranho mundo de Jack, somente agora com um grande título é que podemos ter a dimensão verdadeira de como funciona essa parte do mercado de mangás. Se um contrato com uma editora vencer e essa editora não quiser renovar, o título fica livre para que outra possa pegá-lo. Se foi um acerto ou não da JBC, o tempo dirá. Talvez esse formato para livrarias sirva justamente para evitar qualquer possibilidade de cancelamento…

carnaval primeHokori-pride-01E a Nova Sampa? O retorno de Del Greco para a JBC lançou um ponto de interrogação sobre o futuro da linha de mangás da Nova Sampa. Ainda no evento da JBC, MDG confirmou que ajudará na conclusão de alguns mangás, mas o futuro da linha da Nova Sampa fica a cargo da editora. Dias depois, ela se pronunciou por seu canal no facebook dizendo que continuará sua linha de mangás, tem planos de trazer novos títulos e finalizar os antigos, porém o futuro não parece muito azul para Vagabond e Slam Dunk. A editora ainda está negociando com os japoneses sobre o futuro das séries. Contudo, a Nova Sampa pretende continuar no mercado e, para provar, já anunciou dois novos títulos para 2015: Carnaval Glare e Hokori Pride.

Concluindo

Podemos dizer que o mês de março foi proveitoso para os consumidores. E agitado. Novos títulos, uma porção de mangás nas bancas, tudo parece correr bem no mercado brasileiro de mangás, apesar da alta de dólar e da inflação que assola o país…

Até mais pessoal…

frase final

4 comentários

    1. Eles me pareceram bem conscientes de sua condição e explicitaram bem a situação da editora e dos títulos. Acredito que todos os títulos da Nova Sampa serão terminados…. , com exceção de Vagabond e Slam Dunk, Esses dois títulos parecem complicados…

      Curtir

  1. E amanhã tem mais anúncios pela JBC. Além do que a Panini disse que pretende manter o esquema de um lançamento por mês… o ano promete…

    Curtir

Os comentários estão encerrados.